sábado, 31 de maio de 2014

Vídeos Da Semana#7


Passou mais uma semana, e esta recheada de novidades no que toca a vídeos de artistas e bandas. A escolha não foi fácil, mas há Led Zeppelin, Disclosure, Foster The People, Fear Of Men e Alexis Taylor (Hot Chip).

1 - Led Zeppelin - "Whole Lotta Love"


2 - Disclosure - "The Mecanism"


3 - Foster The People - "Best Friend"


4 - Fear of Men - "Descent"


5 - Alexis Taylor (Hot Chip) - "Without a Crutch (2)"

+

sexta-feira, 30 de maio de 2014

The Kills trabalham em novo álbum


Os The Kills estão oficialmente a trabalhar no sucessor de 'Blood Pressures'. Segundo a vocalista Alison Mosshart "Qualquer coisa que soe como se pudesse encaixar facilmente em qualquer outro álbum provavelmente será desmanchado ou retrabalhado, tocado em instrumentos com ritmos e sonoridades completamente diferentes". 
Numa entrevista ao site Nashville Scene a dupla também afirmou que o álbum ia ser muito diferente de tudo aquilo que eles já fizeram. 
Embora sem terem revelado, nome, tracklist ou data de lançamento, segundo a Consequences Of Sound, Jamie Hince tem-se interessado em ritmos completamente díspares desde o DubStep ao Reggae.

+

quinta-feira, 29 de maio de 2014

Reportagem: Owen Pallett + Sean Nicholas Savage [Lux Frágil, Lisboa]


Fomos terça-feira, 27 de Maio, ao Lux Frágil, em Lisboa, para assistir ao concerto de Owen Pallett e Sean Nicholas Savage! Por equívocos da vida e do trânsito, chegámos um bocado atrasados e pouco vimos de Sean Nicholas Savage, cantautor e compositor canadiano que este mês editou o seu nono álbum de estúdio “Bermuda Waterfall” pela Arbutus records. Antes de ter sido anunciado como o artista que faria a primeira parte, nunca dele tínhamos ouvido falar; por isso decidimos ouvir o seu novo trabalho antes de vê-lo ao vivo. O artista apresenta uma sonoridade pop perto do R&B e lo-fi, lembrando nomes como How To Dress Well ou mesmo Blood Orange. Infelizmente chegámos mesmo no fim e só vimos 2 músicas, mas a vontade de assistir a mais cá permaneceu para uma futura visita a Portugal.

Por volta das 22h45, já se podia ver o próprio Owen Pallett em palco, a montar o seu equipamento, a afinar a voz e a sua forte arma/“prolongamento corporal”, o seu violino. Owen Pallett, artista canadiano também conhecido pelo nome de Final Fantasy antes de 2010, compositor, violinista, teclista, basicamente um “homem-banda”, veio a Lisboa apresentar o seu quarto álbum de estúdio “In Conflict”, curiosamente editado pela Domino Records neste mesmo dia, contando com a colaboração de Brian Eno na sua produção.

Em 2010 já o tínhamos visto no meio daquela confusão que são os festivais na Avenida da Liberdade, no antigo SuperBock em Stock. Na altura, o artista até interpretou o tema “Odessa” do seu amigo Dan Snaith, que dá pelo nome de Caribou, no meio das suas canções de “Heartland” e “A Swedish Love Story”. Assim que se soube que o artista tinha concerto confirmado no Lux, marcou-se logo na agenda para desta vez ser possível ver um concerto do início ao fim deste grande violinista da pop-art clássica.

Às 23h em ponto lá começou o concerto, com uma casa bem composta mas não cheia. Owen, descalço em palco, para mexer melhor nos pedais que lhe permitem criar o efeito loop, está acompanhado pelo baixista Matt Smith e pelo baterista Robbie Gordon. Ouve-se “Midnight Directive”, “Scandal at the Park”, “Keep the Dog Quiet” e “Mount Alpentine”, temas do anterior album “Heartland” editado em 2010 e do EP também do mesmo ano “A Swedish Love Story”. Depois deste 4 temas, Owen dirige-se pela primeira vez ao público com uma simpatia de quem já conhecesse bem o público e bem animado pois tinha acabado de lançar mais um novo álbum.


Os temas “[1]” e “Soldiers Rock” são os primeiros  de “In Conflict” que se ouvem, seguindo-se “Tryst With Mephistopheles”, a qual com a ajuda do baixo e bateria se torna uma das melhores músicas tocada nesta noite.
Não podiam faltar temas de Final Fantasy, como foi o exemplo de “This is the Dream of Will & Regine”, música feita em homenagem aos seus amigos Arcade Fire e “Song Song Song”, do tão aclamado “He Poos Clouds” de 2006. Também houve tempo para uma cover de Tori Amos para o tema “Pretty Good Year”, um dos pontos altos da noite, não tivesse sido 2014 também ele um pretty good year para o artista com a nomeação para os Óscares da banda sonora do filme “Her”, composta com a ajuda dos Arcade Fire.

A belíssima “The Passion”, incluída no novo registo, foi o tema que se seguiu gelando o público com um arrepio na espinha através da sua simplicidade mas ao mesmo tempo relembrando o porquê de nos apaixonarmos pela obra deste artista.
Logo de seguida, a melhor música do concerto para a redacção da SPH música, “The Great Elsewhere”, tema de “Heartland”, deixando o público a seus pés com um grande onda de aplausos e uivos.


Para interpretar “Infernal Fantasy”, que faz lembrar Animal Collective, Owen pôs de lado o violino e recorreu apenas ao sintetizador, muito presente neste novo álbum, mostrando uma nova faceta mais electrónica. “The Riverberd”, um dos singles de apresentação é um bom exemplo disso, deixando o público todo a mexer, sendo o último tema que o artista interpretou antes de abandonar o palco pela primeira vez.


Seguiu-se o habitual encore, começando com um brinde de Champanhe ao seu novo álbum e aos que marcavam presença nesta noite. O público pedia “Odessa”, tema de Caribou, mas infelizmente Owen já não a tocava há cerca de 3 anos, pelo que deixou a promessa no ar de que quando voltar ao nosso país a vai tocar 4 vezes. Houve quem também pedisse o tema “Many Leaves”, do seu projecto Final Fantasy, tentando entoá-la, ao que Owen respondeu em tom de piada “ah, não tocas essa do lalala”.
Para finalizar o concerto de 1h30, foi a vez de “Song for Five & Six”, single de apresentação do novo trabalho conhecido pelo seu videoclip de bailado, e de “Lewis Take Off His Shirt”, talvez o “êxito” mais conhecido da carreira do compositor, coroando a grande performance do cantautor canadiano

Owen Pallett satisfez e bem quem se deslocou ao Lux na noite de terça-feira. Mostrou que ao vivo, com a ajuda da bateria e do baixo, os seus temas ganham uma maior energia nunca comprometendo a qualidade atingida em estúdio. Apesar de alguns enganos relativos aos pedais, o concerto foi extasiante e cativante, mais do que competente, passou a voar e deixou-nos com vontade de o ver mais uma vez quando nos quiser brindar com nova visita e quem sabe novo álbum.


Fica a dica, “Odessa” é para a próxima!


 Texto e Fotografia de Rui Gameiro






+

STREAM: Sleep Party People - 'Floating'

 O projecto de Brian Batz a.k.a Sleep Party People está de volta e mais uma vez em formato LP com 'Floating'.

Depois de ter lançado um dos melhores álbuns com 'We Were Drifting On A Sad Song', em 2012, parece que o produtor e multi-instrumentalista dinamarquês continua a trazer grandes malhas, e desta num formato mais sauave, dançante e electrónico que no seu antecessor.

É uma experiência instrospectiva com composições perfeitamente conjugadas. O álbum sai oficialmente a 2 de junho, mas vale a pena ouvir agora, aqui em baixo:

+

quarta-feira, 28 de maio de 2014

JIBÓIA lança teaser de novo trabalho


Há cerca de um ano escrevemos sobre o projecto de Óscar Silva, aka JIBÓIA, aquando do lançamento do teledisco de "Manasha". Abusado, mas contudo poderosíssimo e a mostrar o que de excelente tem Portugal para nos oferecer. Foi também com o EP homónimo que conhecemos a Sequin e depois de uma visita ao Optimus D'bandada foi aí que percebemos que se há projectos realmente incríveis em Portugal, JIBÓIA é um.

As novidades vêm com um teaser, da Lovers & Lollipops, sobre aquele que será o novo trabalho do produtor, Badlav. Ainda sem data concreta definida, mas previsto para Setembro. Badlav - que contará com quatro canções e mais uma vez com participação de Ana Miró e produzido por XINOBI- será um disco ligado à filosofia hindu. É esperar até setembro para ver o resultado.

+

Playlist: NOS Primavera Sound#3


Está aí à porta mais uma edição do festival Primavera Sound. E com esta vem mais uma playlist com sete músicas para uma pré-preparação abragente. Até breve!

1 - !!! - "Sweet Life"



2 - Dum Dum Girls - "Too True To Be God"



3 - Joana Serrat - "Princesa de Colors"


4 - Sky Ferreira- "I Blame Myself"


5 - Charles Bradley- "Why Is It So Hard"


6 - You Can't Win, Charlie Brown- "Be My World"


7 - HHY & The Macumbas- "Legba"



+

JAWS anunciam novo álbum


Depois de terem surpreendido a empresa com a sua sonoridade shoegaze embebida numas guitarras lo-fi com tons de verão, em Milkshake EP, os JAWS estão de volta e desta vez em formato longa duração com o álbum (de estreia) Be Slowly.

Juntamente com o anúncio do novo álbum a banda de Birmingham lançou também o single homónimo bem como a tracklist, que podem ser consultados em baixo.

Be Slowly tem data de lançamento prevista para 15 de Setembro.

Traclist:
1 - "Time"
2 - "Cameron"
3 - "Gold"
4 - "Swim"
5 - "Home"
6 - "Be Slowly"
7 - "Think Too Much, Feel Too Little"
8 - "Filth"
9 - "Sunset State"
10 - "Surround You"
11 - "NYE"

+

domingo, 25 de maio de 2014

Vídeos Da Semana#6


Em semana de pré exames e a dois passos do Primavera Sound, trazemos mais cinco vídeos que nada têm a ver com o festival portuense nem tão pouco com estudo, a menos  que "Pools" se torne um incentivo ao Verão, que não chega. Não há grandes nomes, mas os bons já trouxemos durante a semana. La Roux, How To Dress Well, M.I.A, Jurassic 5  e Glass Animals, são os cinco nomes, para os cinco vídeos da semana.

1 - La Roux - "Let Me Down Gently"



2 - How To Dress Well - "Repeat Pleasure - Live at 100 Club"


3 - M.I.A - "Double Bubble Trouble"


4 - Jurassic 5 - "The Way We Do It"


5 - Glass Animals - "Pools"

+