sábado, 16 de agosto de 2014

Vídeos da Semana #18


Numa semana marcada pelos festivais de música a decorrer em Portugal, foram muitos os trabalhos audiovisuais que se perderam nas redes sociais e afins. Ainda em tempo de reparar tal erro, aqui ficam as nossas cinco sugestões: Johnny Marr, The History of Apple Pie, Robyn e Röyksopp, Iggy Azalea e Basement Jaxx.

1 - Johnny Marr - "Easy Money"


2 - The History of Apple Pie - "Tame"


3 - Robyn e Röyksopp - "Monument"


4 - Iggy Azalea - "Black Widow ft. Rita Ora"


5 - Basement Jaxx - "Galactical"



+

sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Belle & Sebastian anunciam reedição de vários trabalhos


Os Belle & Sebastian irão lançar uma série de reedições dos seus anteriores trabalhos de carreira. Intitulada de It Could Have Been A Brilliant Career, tem a data de lançamento previsto para 6 de Outubro (UK) e no dia seguinte nos (EUA).

O álbum incluirá: Tigermilk e If You’re Feeling Sinister, de 1996, The Boy With The Arab Strap (1998), Fold Your Hands Child e You Walk Like A Peasant de 2000, Dear Catastrophe Waitress (2003), Push Barman To Open Old Wounds (2005),  The Life Pursuit (2006), BBC Sessions (2008), Write About Love (2010) e The Third Eye Centre de 2013.

Enquanto isso, a banda escocesa encontra-se a trabalhar no seu nono disco de estúdio.


+

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Messer Chups regressam a Portugal para cinco concertos


A banda russa, Messer Chups, está de regresso a Portugal e desta vez a notícia é avançada pela própria banda através de um evento do facebook que pode ser consultado aqui. A passagem da banda pelo nosso país acontece em função da tour semi-europeia, anunciada entre Setembro a Outubro marcando passagens em França, Espanha e Portugal.

Ainda sem pormenores avançados sabe-se que os concertos acontecerão em Lisboa, Porto, Bragança e Faro pela seguinte ordem:



27/09 Vitória Pub, Bragança, Portugal 
27/09 Lisboa, Portugal 
28/09 Armazém do Chá, Porto, Portugal 
29/09 Stairway Club em Cascais, Portugal 
30/09 Os Artistas em Faro Portugal

Ainda não há informações adicionais sobre o preço dos bilhetes, mas segundo o que consta no cartaz da Jameson Lazy Sessions, a actuação de dia 28 de Setembro no Porto terá entrada gratuita.

[UPDATE: Segundo a organização, caso não chova o evento no Porto decorrerá nos Jardins das Virtudes.]

+

Oiçam: The Vickers



Influenciados pelos imortais anos 60 com toques melancólicos dos anos 90 apresentamos-vos os The Vickers, banda natural de Florença (Itália), que junta o rock psicadélico na sonoridade a uma voz mais pop, ainda que, com efeitos lo-fi e reverberações na mesma.

A sonoridade, embora interessante, acaba por não trazer nada que as bandas revivalistas não estejam a fazer desde o início da década. No entanto há um pop alternativo no mais recente álbum da banda que transmite algumas sensações peculiarmente boas. A abertura de "She's Lost" e posteriormente, a quebra datada ao 1.27 de "It Keeps Going On And On" fazem voltar às emoções que se sentem ao ouvir Tame Impala e seus filhos.


Apesar da provável inspiração, há alguns singles que se destacam pela inovação fora do campo do psicadélico, o single "All I Need" parece trazer o que de bom se fez na primeira década do século XXI num tom mais pesado e numa voz a lembrar Kasabian. O facto de serem três as vozes de The Vickers, acaba por ser bastante interessante. Posteriormente, "Total War" traz uma sonoridade bem mais pacífica, uma antítese bastante prolifera para quem está a viajar mentalmente.

Outra razão para ouvir a banda: A passagem pelo Primavera Sound de Barcelona, que acaba por trazer muitas surpresas no ramo da música. Talvez The Vickers seja uma. Em baixo Ghosts, em stream.


+

Grouper anuncia novo álbum feito em Portugal


Liz Harris aka Grouper tem o hábito de lançar álbuns construídas a partir de gravações anteriores. O álbum do ano passado mostra isso, uma produção feita de música de há cerca de 5 anos atrás acompanhado por uma sonoridade de memórias esquecidas.

Hoje, Harris acaba de anunciar o seu sucessor, Ruins, feito a partir de gravações datadas de 2011. Segundo a artista "Ruins foi feito em Aljezur, Portugal em 2011, numa residência, instituída pela Galeria Zé dos Bois. Gravei todo este novo álbum lá, excepto a última canção, que fiz na casa da minha mãe, em 2004. Eu ainda estou surpresa pela forma como o acabei!" 

Ruins tem data de lançamento prevista para 31 de Outubro via Kranky. Em baixo, para ouvir, The Man who Died in his Own Boat o último trabalho de estúdio da cantora.


Ruins tracklist

01. "Made of Metal"
02. "Clearing" 
03. "Call Across Rooms" 
04. "Labyrinth" 
05. "Lighthouse" 
06. "Holofernes" 
07. "Holding"
08. "Made of Air"

+

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Playlist: Vodafone Paredes de Coura#1


Mais um festival, mais uma playlist de preparação. O Warm-Up deste ano começou cedo e promete não acabar tão tarde porque afinal Paredes de Coura é mais que um festival de verão. 

De entre as várias confirmações que marcarão presença nos quatro dias na praia fluvial do Taboão, seguem em baixo dez, para começar.

1 - Sensible Soccers - "Sob Evariste Dibo"


2 - The Growlers - "Red Tide"


3 - Thee Oh Sees - "Minotaur"


4 - Mac DeMarco - "Ode To Viceroy"


5 - Black Lips - "Bad Kids"


6 - Thurston Moore - "Ono Soul"


7 - White Haus - "How I Feel"


8 - James Blake - "Life Round Here"


9 - Goat - "Goathead"


10 - Cage The Elephant - "Spiderhead"



+

"Every Other Freckle" é o novo single dos Alt-J


Os Alt-J acabam de lançar a terceira amostra daquele que será o segundo trabalho de estúdio. Depois de "Left Hand Free" e "Hunger Of The Pine" é agora a vez de "Every Other Freckle".

A música volta a trazer as origens a que os Alt-J nos habituaram com um pouco mais de energia, mas na sonoridade base do álbum de estreia. 

This Is All Yours tem data de lançamento apontada para 22 de Setembro via Canvasback/Infectious Music.

+

Data de lançamento de álbuns poderá ser alterada para sexta-feira em todo o mundo

Foto: Louie Louie Lisboa

A indústria musical está à beira de adoptar uma data global que veria sexta-feira como o dia para o lançamento dos novos discos, a partir de Julho de 2015.

A principal razão para adopção de tal estratégia encontra-se na tentativa de redução da pirataria mundial em que o dia de lançamento em todos os países  passa a ser o mesmo em vez de cada território escolher o dia que acha mais favorável nos respectivos mercados.

Actualmente os novos álbuns são lançados às segundas-feiras no Reino Unido e Europa, um dia depois nos Estados Unidos da América e na Austrália às sextas-feiras. Isto fazia então com que os álbuns fossem pirateados digitalmente para que chegassem a um continente mais cedo que a data prevista.

Apesar da data de adopção da nova política ter sido já prevista, ainda existem muitos obstáculos que impedem os planos. "Este generalização global é necessário para a indústria, mas, infelizmente, vai ser difícil para os vendedores de cópias físicas mudarem suas maneiras de fazer negócios", disse um executivo da gravadora à Billboard.


+

Deptford Goth anuncia novo álbum


Daniel Woolhouse aka Deptford Goth acaba de anunciar o sucessor do seu álbum de estreia, Life After Defo, através de "The Lovers" o novo single pertencente ao segundo trabalho de estúdio do produtor - Songs.

Além do novo single, que mostra a delicadeza dos sintetizadores e dos beats desordenados, o músico mostrou também a cover art do álbum e respectiva tracklist (em baixo).

Songs sai oficialmente a 3 de Novembro pelo selo 37 Adventures/PIAS.


Songs Tracklist:

01. “Relics” 
02. “Do Exist” 
03. “The Lovers” 
04. “We Symbolise” 
05. “Code” 
06. “The Loop” 
07. “A Circle”
08. “Near to a River” 
09. “Dust” 
10. “Two Hearts” 
11. “A Shelter, A Weapon” 

+

Classics é o novo álbum de She & Him


A semana passada o duo de indie-pop She & Him mostrou um pequeno teaser em formato audiovisual que dava uma ideia aos fãs sobre aquilo que viria a ser o novo álbum. Hoje a banda anuncia o álbum, que terá o nome de Classics bem como 13 músicas na sua composição, sendo o lançamento esperado ainda para o Outono.

De acordo com um press release, a dupla de Zooey Deschanel e M. Ward gravou o álbum ao vivo "permitindo uma espontaneidade que capturou o espírito das canções nas suas formas mais verdadeiras." Como em seus registos anteriores, Ward ajudou a montar a maior parte dos acordes tendo utilizado uma completa orquestra de 20 peças. 

Classics segue Volume 3 e tem o selo da Columbia Records.



+

terça-feira, 12 de agosto de 2014

Sleep Party People em entrevista: "Adoraria tocar em Portugal"


Um dos projectos que começou a dar conteúdo à nossa revista foi Sleep Party People o projecto do multi-instrumentalista dinamarquês Brian Batz que junta o melhor do shoegaze ao dsom dos sintetizadores do dream pop.
Entre desejos de uma vinda a Portugal, amor às imagens e  filmes, e revelações de pormenores do seu último trabalho, Brian Batz tira a máscara a Floating.


TM - Em Floating mostraste o teu verdadeiro rosto deixando de parte não só a máscar bem como alguns efeitos vocais da característica "voz de coelho". Isto ocorreu porque Sleep Party People deixou de ser um projecto a solo começando a funcionar como banda, ou existe outra razão?



BB - Por acaso ainda uso a máscara durante os concertos, mas sim, precisava de fazer algumas mudanças neste projecto. Precisava de pensar de forma diferente em relação ao som do álbum, o que de facto me fez alterar o “fx” e a marca vocal em muitas das musicas/faixas. Eu mudei, e isso é algo que me agrada bastante, também senti a necessidade de mostrar a minha cara nas fotografias. Eu quis que as pessoas se apercebessem que o projeto passou por algumas alterações, não só o seu lado visual é diferente mas também a musica. Mas o projecto Sleep Party People sou só eu e ainda sou eu que escrevo, produzo, misturo e toco tudo no álbum. Não é uma banda e duvido muito que algum dia o seja. Adoro trabalhar com outras pessoas como inspiração, como fiz em Floating. Foi um prazer trabalhar com o Mikael Johnston e com o Jeff Saltzman neste álbum.



TM - Sleep Party People apresenta-se como um projecto musical com um conceito intrínseco? Por outras palavras, há sempre aquela "desvalorização" do humano como é o caso de "I'm Not Human 

At All", "Death Is The Future", "A Dark God Heart" ou "Everything Has An End"?


BB - Talvez. Por acaso nunca tinha visto as coisas dessa maneira. (risos) Mas talvez!



TM - Neste novo álbum há uma maior abrangência de instrumentos, uma evolução bastante futurista face aos anteriores álbuns. Isto foi inicialmente pensado, devido à mudança de produção, ou só posteriormente, na fase de de gravação é que sofreu melhorias?



BB - Não, foi uma coisa que estava planeada desde o início. Queria que as músicas tivessem um som diferente e queria que tudo fosse analógico e orgânico. Embora seja eu a tocar todos os instrumentos, queria que soasse como se fosse uma banda a tocar junta num estúdio.



TM - Em Floating existem duas músicas que nos despertaram a atenção. "I See The Sun, Harold" e "I See The Moon". Qual a razão da mudança apenas do nome comum "Sol" para "Lua". É alguma metáfora?



BB - A letra de "I See The Moon" foi escrita pela Lisa Light enquanto eu estava em São Francisco, por isso não sei. Mas quando finalmente a música já estava produzida e misturada, eu precisava de uma interlude antes dela no álbum. Algo para para unir as duas músicas. Sou um enorme fã do Harold Budd desde que ouvi o álbum dele com os Cocteau Twins. Sinto que foi ele que me ensinou como fazer o meu piano soar estranho, e inspirou-me a escrever uma música numa só nota, só acrescentando melodias. E a nota é a mesma do que a da "I See The Moon"... por isso para mim fez todo o sentido chamá-la "I See The Sun, Harold". Um tributo a um dos meus pianistas preferidos.



TM - Uma curiosidade sobre a cultura por trás de Sleep Party People. Pondo de parte a música, há algo que tenha influenciado a essência do projecto, como por exemplo filmes ou livros?



BB - Sim, inspiro-me muito de filmes e fotografias, desde pequeno. Infelizmente não tenho paciência para ler livros,o que é mau, porque gostaria de ler muito mais, mas ainda assim, sinto-­me abençoado por continuar a ser inspirado por filmes e imagens.



TM - Os teus trabalhos audiovisuais recentemente lançados têm envolvida uma grande estética, e de certa forma uma mensagem transmitida não só visualmente mas também musicalmente. Já pensaste em dedicares-te ao audiovisual, ou apenas pretendes continuar a produzir a tua própria música?



BB - Bem, fiz isto com uma ajuda enorme do Roby Dwi Antono, que fez a artwork do We Were Drifting On A Sad Song e do Floating. O trabalho dele é muito inspirativo e acho que sou o maior fã dele! Sem ele nunca teria a artwork que tenho. Acho que vou começar a preocupar-me só com a música e deixar o Roby tratar do visual. Não imagino mais ninguém a fazer isso.



TM - Já pensaste em visitar Portugal em função da tour de Floating?



BB - Adoraria tocar em Portugal. Sempre quis tocar aí, mas só será possível se me convidarem para um evento ou festival. Estou a fazer figas!



TM - Podes dizer-nos o que tens andado a ouvir nas últimas semanas?



BB - Comecei a ouvir o álbum da FKA Twigs ontem e é espetacular! A produção do álbum é qualquer coisa de outro mundo. Também tenho ouvido muito I Break Horses, Mac DeMarco, Damon Albarn, Wye Oak, Tomas Barfod e Shabazz Palaces.



TM - Muito obrigado pela entrevista.




+

STREAM: DJ Shadow tem novo EP "Liquid Amber"


Josh Davis ou DJ Shadow como é mais conhecido começou a sua editora Liquid Amber e para celebrar lançou um novo EP com o mesmo nome. O EP conta com 3 novas músicas, 2 originais e um remix de um tema dos Machinedrum, e segue-se ao trabalho editado em 2011 The Less You Know, The Better. 
Segundo o produtor, o novo EP é apenas o primeiro de muitos lançamentos da sua nova editora: 

"I’m pleased to announce The Liquid Amber EP. This single/EP serves as the opening salvo in what I hopeis a long string of music, by myself and others, on my new imprint: Liquid Amber. There’s two new songs, ‘Ghost Town’ and ‘Mob,’ and a nifty remix of ‘Six Days’ by Machinedrum.
‘Ghost Town’ is an ambitious ride through many of the micro-genres within the Future Bass umbrella that have inspired me recently, while ‘Mob’ is an intentionally stripped-down, Cali-certified head-nodder. Both songs were written, programmed, and mixed by myself, and they represent the forward steps I feel I’ve taken as an engineer. The ‘Six Days’ remix was something I asked Machinedrum to knock out as a tour weapon, and he crushed it (naturally), so I felt it deserved a proper release.
I’m excited about this music and the new imprint, and I really appreciate everyone’s time and consideration."

Ouçam aqui o novo EP de DJ Shadow que está disponível para download gratuito:

+

Foxygen tocam novas músicas na KEXP


de terem lançado a primeira amostra do novo álbum ... And Star Power com "How Can You Really", Sam France e Jonathan Rado continuam na divulgação do segundo trabalho.

"Cannibal Holocaust" e "Hang" foram as novas músicas do álbum duplo mostradas pelos Foxygen, na sua passagem pela rádio KEXP, em Seatle, bem como a já conhecida primeira faixa de avanço.

... And Star Power tem data prevista para 14 de Outubro via Jagjaguwar.



+

Kendrick Lamar entre as colaborações do novo álbum de Flying Lotus


Depois do anúncio de um novo álbum, Flying Lotus segue agora com pormenores adicionais do novo trabalho que contam com colaborações de Kendrick Lamar, Snoop Dog e Herbie Hancock.

Embora tenha inicialmente vindo com poucos detalhes Flying Lotus anunciou hoje a tracklist do álbum e um desenho original para cada uma das músicas. Esta veio com as já referidas colaborações acima mencionadas bem como a do seu projecto paralelo - Captain Murphy.

You're Dead, sairá a 7 de Outubro pelo selo Warp Records.


You're Dead Tracklist:

1. "Theme" 
2. "Tesla (ft. Herbie Hancock)" 
3. "Cold Dead"
4. "Fkn Dead" 
5. "Never Catch Me (ft. Kendrick Lamar)" 
6. "Dead Man's Tetris (ft. Snoop Dogg and Captain Murphy)" 
7. "Turkey Dog Coma"

+

Portishead reeditam 'Dummy' em vinil


Foi há 20 anos que os Portishead estrearam o álbum Dummy: um marco no mundo do trip hop. Desde enãao, a banda apenas lançou dois trabalhos: o álbum homónimo de 1997 e Third de 2008 - embora nunca tão memoráveis como Dummy.

Assim, em forma de festejo do vigésimo aniversário, o trio de Bristol, acaba de anunciar uma versão reeditada de Dummy em vinil a sair já amanhã, a 13 de Agosto. Apesar das 180 gramas, o vinil não apresentará nenhuma música nova.


+

Goat partilham nova música - "Words"


Depois do recente anúncio do segundo álbum de estúdio, a ganhar o nome de Commune, os Goat acabam de lançar o segundo avanço do novo trabalho em forma de single, sucedendo assim o já conhecido "Hide From The Sun".

Em "Words" são visíveis os traços característicos da banda, mas num tom bem mais rock e poderoso. Aproveitem e vejam as imagens em modo flash do vídeo. O novo álbum tem data de lançamento agendada para o próximo dia 22 de Setembro.

Para os mais distraídos, a banda estreia-se em Portugal em mais uma edição do grande Festival Paredes de Coura.



+

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Have A Nice Life oferecem compilação de demos


No primeiro semestre do ano foi colocado à venda The Unnatural World, o segundo álbum de estúdio dos americanos Have A Nice Life que sucedia o último trabalho lançado em 2008 voltando a testemunhar o post-punk característico de Deathconsciousness.

Apesar do silêncio de 6 anos, a banda parece estar a presentear os fãs com um segundo trabalho - uma colecção de demos inéditas da banda que datam 2006 até ao presente ano: Anna Domini: Collected Demos 2006 - 2014. A data de lançamento ainda não foi anunciada, mas a banda disponibilizou um download antecipado da colecção para todos os fãs poderem ouvir previamente.




+

Mazes lançam novo single - "Salford"


Depois de terem lançado um bom álbum - Ores&Minerals - o ano passado, os Mazes estão de volta este ano com o já anunciado Wooden Aquarium, álbum a sair a 8 de Setembro pelo selo FatCat Records. O álbum, gravado entre Londres e Nova Iorque, conta também com a produção de Jonathan Schenke (Parquet Courts).

"Salford" é assim o segundo avanço deste novo trabalho de estúdio, seguindo o já lançado "Astigmatism", e pode ser ouvido em baixo.


+

Os 80 anos de Leonard Cohen comemoram-se num novo álbum


Depois de ter mostrado que ainda se encontra em forma na composição musical, com o álbum de 2012 Old Ideas, Leonard Cohen mostra agora o regresso aos LP's naquele que irá marcar a comemoração do octogésimo aniversário do lendário cantor.

Popular Problems, o nome do novo trabalho tem data de lançamento agendada assim para 21 de Setembro, a data de aniversário de Cohen. Segundo o administrador do site oficial, "Leonard tem trabalhado arduamente no próximo álbum de estúdio composto exclusivamente por novas músicas". 

Ainda não há qualquer tour anunciada, ou single de avanço.


+

domingo, 10 de agosto de 2014

Vídeos Da Semana #17


A décima sétima edição dos vídeos da semana traz os novatos Twin Peaks, os Austra, The Courteeners, Paolo Nutini e Azealia Banks nas escolhas que ficaram por postar na nossa página do facebook. Os seus mais recentes vídeos, já divulgados, podem assim ser vistos em baixo:

1 - Twin Peaks - "I Found A New Way"


2- The Courteeners - "How Good It Was"


3 - Austra - "Doepfer"


4 - Paolo Nutini - "Iron Sky"


5 - Azealia Banks - "Heavy Metal And Reflective"


+