sexta-feira, 22 de agosto de 2014

James Blake apresenta "200 Press" antes de visitar Paredes de Coura


O artista britânico James Blake, que tem presença marcada para o último dia do festival Paredes de Coura, mostrou ontem no seu programa habitual de quinta-feira na BBC Radio 1 uma nova música,200 Press, cujo nome se deve ao número de tiragens do single. Não se sabe se este tema fará parte do próximo álbum, sabendo-se apenas que este seguirá a sonoridade deste single. Quem estiver pelo rio Taboão poderá ter a sorte de ouvir a nova música do produtor ao vivo.

+

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

SBTRKT revela single com Emily Kokal (Warpaint)


Em prol da passagem no programa de Zane Lowe na BBC Radio 1, SBTRKT apresentou novas músicas do novo álbum Wonder Where We Land onde mostrou a faixa inédita "War Drumws" que conta com a participação de Emily Kokal das Warpaint.

Além da música o produtor mostrou a já conhecida "New Drop, New York" com participação de Ezra Koenig, "Temporary View" com Sampha e "Highs & Lows". Abaixo o set para ouvir.

Wonder Where We Land sairá a 23 de Setembro via Toung Turks.



+

The Knife anunciam o fim


A notícia do fim dos The Knife chegou à imprensa através de uma entrevista dada à revista Dazed & Confused pela vocalista Karin Dreijer "Quando nós terminarmos a actual tour, em Novembro, vamos acabar, é a nossa última tour. Não temos nenhuma obrigação de continuar, isto dever ser apenas e sempre para diversão". 

Depois de 15 anos de existência a "brincar" com ideais de imagem, quatro álbuns lançados, uma ópera e poucas aparições em público, após o fim da tour os The Knife dão o seu fim anunciado.

A primeira e última vez que os The Knife passaram por Portugal foi em 2013 no Festival Paredes de Coura. Parece que não haverão mais oportunidades para ver a banda, a menos que se passe pela tour que a banda fará antes do seu fim. Pormenores adicionais aqui.


+

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Thurston Moore anuncia novo álbum para Outubro


Thurstoon Moore, membro dos extintos Sonic Youth, vai editar a 21 de Outubro um novo trabalho de estúdio com selo da Matador Records. Este é o quarto álbum a solo do artista e conta com a participação de Steve Shelley dos Sonic Youth, Debbie Googe dos My Bloody Valentine e James Sedwards. Podem ver Moore a actuar já no dia 21 de Agosto, no Festival Paredes de Coura e quem sabe talvez toque o novo single The Best Day. É ouvir aqui:




+

"I Can't Pretend" é o novíssimo single dos The Drums


Com o anúncio de Encyclopedia em uma formação da banda em modo dois membros os The Drums aresentaram-nos a primeira música de avanço, "Magic Mountain"  o primeiro single completamente divergente dos anteriores trabalhos. Hoje a banda continua a mostrar essa disparidade face a trabalhos anteriores.

 "I Can't Pretend", é a nova amostra daquilo que será o terceiro trabalho de estúdio da banda e trata-se de uma balada com toques pscadélicos, mas arrebatadores. Para ouvir abaixo.

Encyclopedia tem data de lançamento a 23 de Setembro via Minor Records.

+

Vocalista dos Pond e ex-baixista dos Tame Impala apresenta novo single


Nicholas Allbrook, mais conhecido por ser o vocalista dos australianos Pond, que actuaram na última edição do NOS Primavera Sound, e por ser o ex-baixista dos também australianos Tame Impala, vai lançar o seu primeiro trabalho de estúdio a solo, Ganough, Wallis & Fatuna, com lançamento agendado para o início próximo mês de Setembro pelo selo da Spinning Top Music.
O álbum conta com 9 faixas e 100 k's round Carmel é o primeiro single do novo trabalho do cantor. Mais uma vez é audível o psicadelismo na música de Allbrook, não fugindo muito ao som de Pond mas com uma faceta mais pop.






+

terça-feira, 19 de agosto de 2014

Goat em entrevista: "As máscaras não têm nenhum significado individual, funcionam mais como uma forma de união"


Antes de começar mais uma edição do Festival Paredes de Coura, estivémos à conversa com uma das bandas que se estreia em território nacional a 23 de Agosto, os suecos GoatEntre rituais de vodoo, definições sonoras, máscaras e material inédito nunca divulgado, os Goat desvendaram pedaços de rosto que sempre quisemos ver descobertos. 

Threshold Magazine: Vocês são da Suécia mas têm influências africanas na vossa música. Como é que climas tão diferentes se misturaram tão bem na vossa música? Há musicas em que parece que estamos a caminhar num deserto africano! 

Goat: Obrigado, fico feliz por sentirem isso em relação à nossa música! Não tem nada a ver com o clima. É simplesmente por estarmos abertos a todos os géneros de música e de virmos de um sítio onde o pessoal também está aberto a todo o tipo de música há séculos. Eu acho que a própria música em si tem mais semelhanças do que diferenças. Já nos disseram, por exemplo, que a nossa música chamada "Diaribi" é uma melodia tradicional sueca, e na realidade é uma cover de uma música maliana. 

TM: Porque é que escolheram o nome Goat (ovelha)? Isso tem algum significado especial no vosso país? 

Goat: O nome Goat é muito antigo e tem muitos significados. Um deles é o sacrifício da individualidade. 

TM: É um bocado difícil definir a vossa música visto que tem elementos de rock psicadélico, funk, post-punk etc. Como é que vocês a definiriam? 

Goat: Porque é que tem que ser definida? Só lhe chamamos 'World Music'. 

TM: As vossas máscaras têm algum significado? Usam sempre as mesmas ou vão trocando? 

Goat: Alguns vão trocando, outros não. As máscaras não têm nenhum significado individual, funcionam mais como uma forma de união. 

TM: Acham que os vossos concertos podem ser considerados uma espécie de ritual vodoo? 

Goat: Não. Mas um concerto pode muito bem ser visto como um tipo de ritual. 

TM: Vocês disseram numa entrevista que alguns de vocês já tocam juntos desde muito cedo e que os Goat representam uma tradição musical que já tem 30-40 anos. É possível encontrar gravações dos antigos membros dos Goat? 

Goat: Existem gravações de várias incarnações dos Goat mas a maior parte são jams de várias horas com uma qualidade de som muito má. Não vamos lançar nada disso. 

TM: O que podem esperar os fãs relativamente ao vosso álbum novo Commune, com lançamento agendado para Setembro? Vai ser uma mudança face a World Music ou vai ter influências mas de forma evolutiva? 

Goat: Eu acho que é parecido com o World Music, mas claro que evoluímos, mesmo que não tenha sido conscientemente. Sentimo-nos muito melhor em estúdio e graças a isso podemos experimentar coisas novas mais à vontade durante o processo de gravação. 

TM: Quais as expectativas face a Portugal e ao Festival Paredes de Coura? Acham que vai ser um concerto divertido para o público? E vamos poder ouvir músicas do próximo álbum? 

Goat: Espero bem que o público goste! Nunca tocámos em Portugal por isso não sei. Sim, vamos tocar músicas do World Music e do Commune

TM: Como é que tem sido a vossa tour? 

Goat: Tem sido porreira, gostamos muito de tocar ao vivo. 

TM: O que é que têm ouvido ultimamente? 

Goat: Temos ouvido muito Guelewar, The Kinks e Orchestre Kanaga de Mopti. 

TM: Ok! Esperemosque tenham gostado de responder às nossas perguntas. 

Goat: Gostámos muito! Muito obrigado!



+

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

SYRO é o novo álbum de Aphex Twin


Após ter-se colocado e questão sobre o que se tratava o dirigível encontrado em Londres e posteriormente em Nova Iorque com o logótipo de Aphex Twin, parece Richard D. James revelou hoje novidades através do twitter onde mostroi um link estranho terminando em .onion, o domínio tipicamente associada com o procurador-browser do TOR e geralmente usado para a Deep Web. 

Após  ter acesso ao link o conteúdo deste revelava um texto que anunciava um novo álbum intitulado SYRO juntamente com uma tracklist que poderá ser encontrada em baixo. Esta informação foi revelada através da imagem em baixo.

SYRO seguirá assim Caustic Window, o recém descoberto trabalho de Aphex Twin datado de 1994. Oficialmente segue Druqks de 2001.


SYRO's Tracklist:

01 - minipops 67 (source field mix) 
02 - XMAS_Eve10 (thanaton3 mix) 
03 - produk 29 
04 - 4 bit 9d epi+e+6 
05 - 180db_ 06 CIRCLONT6A (syrobonkus mix) 
07 - fz pseudotimestrech+e+3 
08 - CIRCLONT14 (shrymoming mix) 
09 - syro u473t8+e (piezoluminescence mix) 
10 - PAPAT4 (pineal mix)
11 - s950tx16wasr10 (earth portal mix) 
12 - aisatsana

+

STREAM: Ty Segall - Manipulator



A ser editado a 26 de Agosto pela Drag City, Manipulator - o mais recente trabalho de Ty Segall - foi hoje disponibilizado ara stream na íntegra, cortesia da NPR.

 Manipulator é um álbum que marca uma inovação na carreira de Ty Segall porque, ao contrário dos seus álbuns anteriores, desta vez ele escolheu refugiar-se num estudo de mais de dois meses para projectar uma estrutura sólida que traria uma imagem mais forte e arranhada, com a implementação de díspares instrumentos. 

Se ainda não tiveram a oportunidade de o fazer, basta ouvir AQUI.




+

domingo, 17 de agosto de 2014

Playlist: Vodafone Paredes de Coura#2


Para as despedidas de casa, festejos de entrada no acampamento, ou preparação aqui fica a segunda e última playlist de mais uma edição do Vodafone Paredes de Coura. Sejam felizes em Paredes. Boas férias, bom festival e boa música!

1 - Franz Ferdinand - "Take Me Out"


2 - Cut Copy - "Hearts On Fire"


3 - Beirut - "Elephant Gun"


4 - Sequin - "Naive"


5 - Kurt Vile - "Wakin on a Pretty Day"


6 - Seasick Steve - "Treasures"


7 - Linda Martini - "100 Metros Sereia"


8 - Yuck - "Stutter"


9 - Conor Orberst - "Breezy"


10 - Buke And Gase - "Naked Cities"


+