sábado, 6 de dezembro de 2014

Em Entrevista: Lydia's Sleep



Formados por membros provenientes das duas margens do Rio Tejo, os Lydia's Sleep exploram sonoridades, criam mistérios e deixam qualquer pessoa arrebatada com o seu álbum de estreia, If You Travel Enough Through Time Somebody Will Eventually Get Old . A Threshold Magazine esteve à conversa com estes senhores do Meth-Rock para nos elucidarem sobre este primeiro longa-duração :

Threshold Magazine -  Como surgiu o projecto Lydia’s Sleep?

Lydia's Sleep - Tudo aconteceu na Serra da Arrábida, local onde três amigos intitulados chaosledtoquiet ensaiavam. Juntaram-se mais dois e nasceu Lydia's Sleep. Entretanto saiu um e depois outro, e entrou outro ainda, só para não acharem que fizemos mal as contas.


TM  - O que nos podem dizer sobre o vosso processo criativo? Como é que as canções aparecem, se são mais trabalhadas ou se resultam de algo mais espontâneo?

Lydia's Sleep - A maior parte das bases das músicas vêm de riffs de guitarra e ritmos de bateria em jams que fazemos durante os ensaios, ou outras ideias que trazemos de casa. Depois é corte e costura e até estarmos satisfeitos com uma estrutura rítmica e melódica das várias ideias e definir quais são quando, quantas vezes e com que dinâmicas até formar algo onde se encaixem vozes e/ou outros arranjos.


TM - Quais foram os  artistas que mais vos influenciaram no vosso trajecto?

Lydia's Sleep - As nossas influências vão do mais erudito ao mais popular, dentro dos quais uma vasta escolha de estilos diferentes de membro para membro ainda que com alguns em comum, o que torna completamente obsoleta uma lista de nomes concretos. Se alguns artistas vos suscitarem ao ouvirem as músicas é porque provavelmente, directa ou indirectamente, nos influenciaram de algum modo, mas acho que o grande foco, são os que nos estão mais próximos e com que já partilhámos palcos e situações ou com quem trabalhámos, bandas de amigos e de conhecidos, bandas que como nós se querem exprimir através do que fazem musicalmente.


TM - Sou do tempo onde vos vi ganhar o 7.º Concurso de Bandas de Garagem de Setúbal. O que mudou na banda e para a banda desde aí?

Lydia's Sleep - Mudou muita coisa, membros trocaram, ideias foram, ideias vieram, acidentes aconteceram, benesses também, mas o núcleo manteve-se.


TM - Recentemente lançaram o vosso primeiro longa duração If You Travel Enough Through Time Somebody Will Eventually Get Old. Como o descreveriam?

Lydia's Sleep - Vou transcrever a tagline do presskit porque acho que descreve relativamente bem a coisa: Durante os dois anos que se seguiram ao lançamento do primeiro EP, Wires, os Lydia’s Sleep, sofreram transformações, os seus elementos viveram factos e ficções, que abraçaram, e partilharam, deixando marcas aqui e ali. Essas marcas podem ser ouvidas uma por uma em cada música deste álbum.
If You Travel Enough Through Time Somebody Will Eventually Get Old, é precisamente isso. Uma narrativa musical onde o sci-fi e a espiritualidade se entrelaçam por analogias e trocadilhos para dar origem a uma epopeia de extrapolações emocionais de um conjunto de amigos influenciados pelo mundo dentro e fora deles.


TM - "Isabellism" é o primeiro single retirado do vosso LP. Porquê este tema?

Lydia's Sleep - Talvez por ser um dos temas que representa tanto os momentos mais calmos e progressivos dos disco como o seu lado mais agressivo e eléctrico, e faz também a uma espécie de ponte entre a sonoridade do Wires e do novo disco.
Além disso fala de pinguins, e toda a gente adora pinguins.


TM - Um dos temas mais curiosos é "Looping Hypocrite". Podem contar-nos como surgiu a ideia para desenvolver esse tema? 

Lydia's Sleep - Acho super curioso que aches o tema curioso! ahaha... A "Looping Hypocrite" é dos temas mais crus e directos do álbum, mas apesar da situação ser bastante explícita, a temática por trás é sobre a incessante procura de respostas a questões que conhecemos bem mas não queremos admitir, ou sabemos que essas perguntas não têm respostas mas insistimos em procurá-las na mesma. Isto pode tornar-se bastante problemático, principalmente em relações de grande intimidade, como o caso descrito na música.


TM - Têm uma "mini-tour" de apresentação agendada com os Surveillance nos próximos tempos. O que esperar destes concertos?

Lydia's Sleep - Jarda e amor. Distribuímos abraços e beijos, ao mesmo tempo partimos cabeças e bocas. Ah! e temos uns totebags em conjunto com a edição física do disco e uma impressão do artwork em 30x30!


+

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Spectres anunciam álbum de estreia


Inspirados pela sonoridade de bandas como My Bloody Valentine, Sonic Youth e Swervedriver, os Spectres trazem de Bristol o seu primeiro álbum de estúdio, Dying. O quarteto lança assim uma visão novata face ao "ruído branco", através da primeira amostra do registo, "Where Flies Sleep".

Quanto ao título do álbum do estreia, o vocalista Joe Hatt avançou que, "quando as pessoas nos odiavam, nós tocávamos mais brutalmente. Queremos tirar as pessoas da zona de conforto. (...) Não é um álbum conceitual, mas há um tema que passa por ele, que se resume no título.

Dying tem data de edição prevista para 23 de Fevereiro via SoniCathedral.


Dying's Tracklist: 

1. Drag 
2. Where Flies Sleep 
3. The Sky Of All Places 
4. Family 
5. This Purgatory 
6. Mirror 
7. Blood In The Cups 
8. Sink 
9. Lump 
10. Sea Of Trees

+

Perfect Pussy remisturam Deerhoof


A banda americana de noise-rock, Perfect Pussy, que lançou este ano o seu álbum de estreia Say Yes To Love pegou em "Exit Only", dos lendários Deerhoof, e remisturou-a. 

O single é retirado do último álbum La Isla Bonita e apresenta-se numa saga de distorção com uma duração aproximada de onze minutos. Um single bastante avant-garde e inicialmente agressivo, mas de uma qualidade experimental bastante interessante. 


+

The Wytches lançam novo single


Os The Wytches, que passaram recentemente por Portugal, em modo Reverence Valada acabam de anunciar  "Weights And Ties" como single a ser editado no próximo dia 29 de Dezembro. O single faz parte do último trabalho de estúdio da banda, Annabel Dream Reader, lançado em Agosto.

"Weights And Ties"  vai ao encontro do garage rock à anos 60 apresentando-se sobre a forma de balada, tendo uma sonoridade bastante "fuzzy" no seu final. É ouvir, ali em baixo.


+

Mac DeMarco deu um salto a Lisboa



Não querendo afofocar  ontem, o canadiano Mac DeMarco presenteou-nos, no seu instagram, com uma foto da sua presença em Lisboa. Ao que consta, pela quantidade de hashtags instagranianas, para filmar um programa televisivo.

Queremos acreditar que o músico sentiu remorsos por não ter incluído Portugal na sua tour europeia [21 Nov. – 1 Dez.] e que, por isso, não saiu do continente sem uma visita à nossa capital.

Ficamos todos à espera do resultado desta visita inesperada.


Aqui fica o link para o instagram: http://instagram.com/p/wJct6gJvgV/?modal=true

+

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

PC Worship actuam em Lisboa esta sexta-feira


Resultado da parceria da Associação Terapêutica do Ruído com a Zigur Artists ocorre esta sexta-feira, o concerto de PC Worship, a banda, o projecto a solo ou o colectivo de músicos, como queiram chamar-lhes. O projecto apresenta-se sobre o formato de trio e traz na bagagem o mais recente disco  Social Rust, com selo Northern Spy.

A juntar-se ao cartaz estão os já conhecidos dUASsEMIcOLCHEIASiNVERTIDAS e os Veabis & Tubbhead. Ambos os concertos terão Lugar no Fontória, em Lisba, e as entradas têm um custo de 5 euros com a oferta de uma cerveja.


+

Moon Duo anunciam novo álbum


Os Moon Duo acabam de anunciar Shadow Of The Sun, o seu terceiro álbum de estúdio e sucessor de Circles de 2012. O anuncio vem acompanhado de uma nova faixa, "Animal", uma boa música de space rock, que em apenas cerca de dois minutos, tem o efeito de projectar uma terceira dimensão. A ouvir em baixo. 

Shadow Of The Sun tem data de edição prevista para 3 de Março pelo selo Scared Bones.


Shadow Of The Sun's Tracklist: 

01 - Wilding
 02 - Night Beat
 03 - Free The Skull
 04 - Zero
 05 - In A Cloud
 06 - Thieves
 07 - Slow Down Low
08 - Ice
09 - Animal

+

Três dias de concertos e Djs sets no aniversário do Palno B


O Plano B completa oito anos de vida e a festa prolonga-se por três dias de concertos e dj's sets onde Pional, Marshall Jefferson, Mirror People, Social Disco Club, Fumaça Preta e Bamba Social são um dos grandes destaques.

A somar aos já mencionados nomes ainda se apresentam, em confronto, num duelo amigável, a promotora Lovers & Lollypops e Gin Party Soundsystem. Num formato especial apresentam-se também André Tentugal (We Trust) e Miguel Angêlo, dos Delfins, num dj set para esta ocasião especial. A entrada para todos os dias tem um custo de 10 euros consumíveis.

SEXTA 5 DE DEZEMBRO 
Fumaça Preta (concerto) 
Claiana (concerto) 
João Ameixa Lovers & Lollypops + Gin Party SoundSystem 
Mirror People (Dj Set) 
Pional (Dj Set) 

SÁBADO 6 DE DEZEMBRO 
Gigi Party 
João Semedo  

DOMINGO 7 DE DEZEMBRO 
Aniversário Plano B 
Bamba Social 
Holmes & Hobbes + Hirosaki Nagashima 
Miguel Ângelo 
André Tentugal 
Social Disco Club 
Marshall Jefferson 


+

Florence + The Machine no Super Bock Super Rock 2015


A banda britânica Florence and the Machine é o primeiro cabeça de cartaz anunciado para a 21ª edição do Super Bock Super Rock 2015, com actuação agendada para 18 de Julho
Muitos devem estar a recordar a edição do Optimus Alive 2012 em que a banda teve de cancelar a sua presença poucos dias antes da sua actuação. Esperemos que desta vez tal não aconteça.
Outra novidade na edição deste ano é a mudança do local onde o festival ocorre, passando do mítico e polémico Meco para o Parque das Nações, decorrendo de 16 a 18 de Julho.


+

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Phosphorescent anuncia álbum ao vivo


Phosphorescent acaba de anunciar o seu regresso aos trabalhos desta vez em formato álbum ao vivo, através do recente anunciado Live at the Music Hall, gravado em Dezembro do ano passado no Music Hall of Williamsburg em Nova Iorque. Foram gravados quatro concertos, o que resultou em dez horas de material que se encontra dividido por entre uma tracklist de 19 singles (abaixo).

Live at The Music Hall  tem data de edição prevista para 17 de Fevereiro.



Live at the Music Hall's Tracklist: 

1. Sun Arise! (An Invocation, An Introduction) 
2. A New Anhedonia 
3. Terror In The Canyons (The Wounded Master) 
4. The Quotidian Beasts 
5. Tell Me Baby (Have You Had Enough) 
6. Nothing Was Stolen (Love Me Foolishly) 
7. Dead Heart 
8. Down To Go 
9. Song For Zula 
10. Ride On / Right ON 
11. A Picture of Our Torn Up Praise (Solo) 
12. Muchacho's Tune (Solo) 
13. Wolves (Solo) 
14. Joe Tex, These Taming Blues 
15. Los Angeles 
16. A Picture Of Our Torn Up Praise 
17. South (Of America) 
18. Wolves 
19. At Death, A Proclamation

+

The Soft Moon tem novo single "Black"

O multi-instrumentalista Luis Vasquez, mais conhecida por The Soft Moon, vai editar o seu terceiro álbum de originais já em 2015, três anos após Zeros. Dá pelo nome de Deeper e marca a mudança do artista para Veneza, onde sozinho e rodeado por novos ambientes pode escrever de modo desinibido e ferveroso, tornando-se um álbum bastante pessoal e introspectivo.
Com lançamente agendado para 31 de Março através da Captured Tracks, "Black" é o primeiro single deste novo trabalho, apontando para um som mais industrial e repleto de drone.



+

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Serushiô têm novo álbum

Os Serushiô, duo de blues do Porto, têm um novo trabalho de originais. O sucessor de Life On Extended Play, do ano passado, tem o nome I’m Not Lost… Just Don’t Want To Be Found e contará com os singles "Boogie Song" e "Crying Game".


O disco conta com a produção de Zé Nando Pimenta e tem edição em vinil.




+

Interpol oferecem single inédito


Em recente promoção do novo álbum El Pintor, os Interpol acabam de mostrar um single inédito que ficou de fora deste novo registo sob o nome de "What Is What", que se encontra disponível para download gratuito.

A somar à faixa inédita, a banda norte-americana ainda está a disponibilizar, de forma também gratuita, o single "Everything Is Wrong". Para baixar as duas músicas basta aceder aqui e escrever na caixa de texto, "everything is wrong". Os downloads vêm ainda acompanhados por uma imagem de um mural em Brooklyn inaugurado este fim-de-semana, sendo baseado em "What Is What".


+

domingo, 30 de novembro de 2014

Videos da Semana #29


Apesar do frio, os raios de sol estão de voltas a terras lusitanas, e com eles trazem vídeos de San CiscoMarika Hackman, Serengeti, Manchester Orchestra e Noel Gallagher's High Flying Birds, tudo para ver, aqui em baixo.

1 - Marika Hackman - "Drown".


2 - Serengeti - "No Beginner".


3 - Manchester Orchestra - "The Ocean".

4 - Noel Gallagher's High Flying Birds - "Do The Damage".


5 - San Cisco - "RUN".


+