sábado, 20 de dezembro de 2014

Soviet Soviet de regresso a Portugal com três concertos


Os Italianos Soviet Soviet estão de regresso a Portugal, depois de terem passado por cá em Dezembro do ano passado em função da MIMO Sessions em apresentação de Fate (2013). O anuncio foi dado oficialmente pela banda hoje nas redes sociais e a mini tour nacional contempla três datas e três cidades: Lisboa, Porto e Vila Real.

O primeiro concerto acontece no CLUB de Vila Real a 13 de Janeiro, o segundo dá-se na capital, no dia seguinte, no Sabotage Club, e a despedida da banda ocorre novamente no Porto, mas desta vez no Maus Hábitos às 23.30h, dia 15 de Janeiro.

Ainda não são conhecidos preços, mas informações adicionais serão divulgadas brevemente.

Edit: CLUB de Vila Real - 4€ || Sabotage Club - 8€ || Maus Hábitos - 8 €


+

Grouper actua no Maria Matos em Maio

A norte-americana Liz Harris, mais conhecida pelo seu projecto Grouper, vai actuar a 3 de Maio no Teatro Maria Matos, em Lisboa. A cantora vai apresentar o seu excelente registo editado este ano, Ruins, marcado pela sua sonoridade ambiental já característica da artista. Este trabalho foi gravado por Liz em 2011, quando a cantora ficou numa das residências artísticas da Galeria Zé dos Bois em Aljezur.
O preço dos bilhetes varia entre os 7,5€ e os 15€.
Nada melhor que poder escutar este álbum nestes dias de quase Inverno.

+

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Já há vídeo para a Woman (Reading) dos La Dispute



A banda americana La Dispute lançou um vídeo para a nona faixa do seu mais recente álbum, o Rooms of the House. Relembramos que o terceiro álbum da banda tem marcado presença nalguns tops de melhores do ano.

"Woman (Reading)", realizado por Niall Coffey, acompanha-nos numa visita dançada por Londres, marcada pelos movimentos suaves – e dum sentimento constante de desespero – da dançarina Julie Ann Minaai. 

Aqui fica uma breve descrição das intenções do director:


“We wanted to make something that was visually engaging, but also helped support the themes of the song. Julie represents the common ground we share between space and time. She remains a point of continuity, even when surrounded by drastic change. Using a one-point-perspective technique inspired by Stanley Kubrick, we were able to change her surroundings while maintaining a focus on the dance.

O vídeo pode ser visto em http://youtu.be/zmm16dyqU2g


+

Jessie Ware no NOS Alive


Depois de um concerto na edição de 2013 do festival, Jessie Ware está de regresso ao NOS Alive. A cantora inglesa irá apresentar o seu novo álbum, Tough Love, lançado em Outubro deste ano, no dia 9 de Julho.

O NOS Alive decorre entre 9 e 11 de Julho, no Passeio Marítimo de Algés. Entre os outros nomes já confirmados para o festival, encontram-se Muse, Alt-J, Metronomy, Future Islands, The Jesus and Mary Chain e Dead Combo.

+

Band Of Horses anunciam novo álbum


Os Band Of Horses anunciaram ontem via facebook que se encontravam a gravar o seu quinto álbum de estúdio, sucessor de Acoustic At The Ryman. O anúncio veio em função de "Hang An Ornament", o novo single colaborativo entre os Band Of Horses e a  banda americana Grandaddy, dado que o produtor deste quinto trabalho de estúdio da banda é Jason Lytle, o vocalista dos Grandaddy.

Ainda sem informações adicionais sobre o álbum segue em baixo, o novo single:


+

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Oneohtrix Point Never lança dois singles inéditos


Daniel Lopatin aka Oneohtrix Point Never acaba de lançar dois singles novos, "Bubs" e  "Rush". O primeiro é o resultado da parceria de Lopatin com A. G. Cook, música que nos coloca perante um rip off embebido numa sonoridade mais "natalícia" onde diversos sons se conjugam num só. A segunda, por sua vez, traz a base das sessões que o produtor nos mostrou no último álbum, R Plus Seven, num ambiente bastante jazzístico

Ambos os singles podem ser ouvidos em baixo e descarregados de forma gratuita.


+

Ride no NOS Primavera Sound



Depois de Patti Smith, os Ride foram confirmados para a próxima edição do NOS Primavera Sound. A banda britânica irá actuar no último dia do festival, que irá decorrer entre 4 e 6 de Junho. 

O quarteto, que se reuniu este ano, 13 anos após a última reunião, alcançou sucesso com o seu álbum de estreia Nowhere, lançado em 1990 e considerado por muitos um dos melhores álbuns de shoegaze de sempre.

+

Oiçam: October Horse


Os October Horse vêm da Maia e são uma das novas bandas surgidas em 2014 no panorama da união do hardcore ao math rock. O resultado originou Conduct, álbum de estreia editado em Outubro, alusivo ao nome October Horse, gravado no Metalpoint.

A primeira amostra do álbum veio sob o nome de " Cadger"  e tece, em cerca de cinco minutos de duração, o pano da manga que é este álbum de estreia. Dirigido por Pedro Santasmarinas, o trabalho audiovisual desta faixa coloca-nos na pele de um homem de negócios que repentinamente se sente em agonia.


"Atlas", a faixa de abertura deste trabalho traz uma suave introdução na guitarra eléctrica que vai sendo acompanhada pela sombra dos riffs de metalcore da guitarra paralela. O seu avanço é energético e bastante experimental ao mesmo tempo. O som que ecoa por volta dos dois minutos e trinta de avanço transmite uma sonoridade bastante inovadora, e uma boa aposta em explorações futuras. O que se pode aplicar de igual forma ao que acontece por volta dos dois minutos e quarenta e três em "Clink".

Em suma, Conduct é um álbum da descoberta dos medos obscuros na mente humana, a ouvir em baixo.

+

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Wiz Khalifa faz freestyle sobre "Chamber Of Reflection" de Mac DeMarco


O rapper americano Wiz Khalifa lançou hoje "Smoke Chambers", um freestyle no qual usa o instrumental da música "Chamber Of Reflection", de Mac DeMarco.

A música pode ser ouvida aqui:


+

Os melhores álbuns nacionais de 2014


Eis mais um ano grandioso para a música portuguesa a terminar, ano esse que nos trouxe grandes trabalhos de artistas já consagrados e de novas revelações. A nossa redacção decidiu escolher os álbuns nacionais que mais vezes por cá rodaram em 2014. 

20-White Haus- White Haus



19-Keep Razors Sharp - Keep Razors Sharp



18-Black Bombaim & La La La Ressonance - Black Bombaim & La La La Ressonance



17-Mão Morta - Pelo Meu Relógio São Horas de Matar



16-Murdering Tripping Blues - Pas Un Autre



15-Lotus Fever - Search for Meaning



14-Lydia's Sleep - If You Travel Enough Through Time Somebody Will Eventually Get Old





12-The Lazy Faithful - Easy Target



11-Dead Combo - A Bunch of Meninos



10-Capitão Fausto - Pesar o sol



9-La Flag - Spargelzeit



8-Norberto Lobo - Fornalha



7-You Can't Win Charlie Brown - Diffraction/Refraction



6-Black Bombaim - Far Out



5-Gala Drop - II



Os Gala Drop sempre foram aquela banda que eu, por isto ou por aquilo, nunca consegui ver. Este ano, finalmente, consegui vê-los. Foi numa noite de Outono fria, no Plano B meio cheio que os vi a apresentarem o II. A fórmula que condensa o afrobeat, o psicadélico e o kraut na mesma base continua inalterada.  James a dar o ocasional ar da sua graça e pelo desenvolvimento do lado dançável. No entanto, é notória alguma maturidade sonora, pautada pela voz de Jerrald na sonoridade do colectivo. Peço encarecidamente que voltem aos concertos rapidamente e ainda mais depressa às edições de discos. Podem presentear-nos com álbuns destes todos os anos.

Eduardo Silva

4-Twisted Freak - We Play with Time



Íamos em Junho e nada sabíamos de Twisted Freak, até que o projecto do artista José Silva apareceu na já obrigatória compilação de Novos Talentos da FNAC. “Baby, U Got a Stew Goin’” foi a música que nos levou a querer saber se havia mais para conhecer deste novo “freak” do panorama electrónico português. Felizmente, We Play With Time, editado em finais de Abril, saciou a nossa sede e presenteia-nos com músicas como “Screaming Lush”, a qual nos relembra Boards of Canada. Em “Baby, U Got a Stew Goin’”, as influências de Oneotrix Point Never e Emerald são notórias. O seu carácter inovador experimental levou-nos a eleger este trabalho como um dos melhores produzidos em solo nacional. Esperamos que 2015 nos traga mais novidades deste novo talento. Se estiverem curiosos, o álbum está disponível para download gratuito no bandcamp do artista.

Rui Gameiro

3-B Fachada - B Fachada



B Fachada regressou de novo aos trabalhos de estúdio, e diga-se que novamente muito bem e como nunca antes o havíamos ouvido. “Camuflado” é um hino de entrada a um álbum onde a valorização da cultura tradicional portuguesa e sua consequente exploração servem de síntese. “Um Fandango Ensaiadinho” e “Dá Mais Música à Bófia” trazem a música popular descrita numa composição tipicamente portuguesa e num ambiente bastante festivo. O resumo de um São João, mas sentido em todas as terras do país. “Pifarinho” é a imagem mental de um país futurista, onde a revolução inicial de “Cru” resulta apenas num mundo feito de sonhos. “Já o Tempo Se Habitua”.

Sónia Felizardo

2-Sensible Soccers - 8



Foi preciso esperar três anos para o primeiro LP dos Sensible Soccers ver a luz do dia. 8 é um disco diferente, que foge a tudo o que actualmente existe no panorama musical português. Guitarras e sintetizadores, distorções e silêncios: um perfeito equilíbrio que percorre todo o álbum desde "Nikopol" até "Lima".Um álbum monstro que prometo tocar em loop por largos anos.

Duarte Marques

1-Bruno Pernadas- How Can We Be Joyful In a World Full of Knowledge?



Experimental, original e espectacular, How Can We Be Joyful In A World Full Of Knowledge? é um dos melhores álbuns do ano. Repleto de canções de grande qualidade com instrumentais complexos, variadas mas interligadas perfeitamente, o disco de estreia de Bruno Pernadas, a maior revelação nacional de 2014, mantém uma qualidade elevada do início ao fim. Um álbum para ouvir vezes sem conta, de um dos artistas mais promissores do país.

Rui Santos

+

Laura Marling anuncia novo álbum


Laura Marling acaba de anunciar Short Movie, o seu quinto trabalho de estúdio que sucederá Once I Was An Eagle de 2013. O álbum é assim o primeiro trabalho auto produzido pela compositora inglesa, e foi gravado nos estúdios London Urchin.

Sobre o álbum, a cantora avançou: "Eu percebi que nunca estive mais de duas ou três semanas no mesmo lugar desde que tenho 16 anos. Eu pensei e perguntei-me o que aconteceria se eu me tentasse enraizar em algum lugar? Olhem para trás, ao longo dos últimos 8 anos".

A somar às descrições, Laura Marling ainda mostrou o vídeo da primeira canção a ser retirada do álbum, homónima, juntamente com a tracklist. Short Movie tem data de lançamento agendada para 23 de Março pelo selo Virgin Records.


Short Movie's Tracklist:

1. Warrior 
2. False Hope 
3. I Feel Your love 
4. Walk Alone 
5. Strange 
6. Don’t Let Me Bring You Down 
7. Easy 
8. Gurdjieffs’s Daughter 
9. Divine 
10. How Can I 
11. Howl 
12. Short Movie 
13. Worship Me

+

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

STREAM: Coelho Radioactivo - Canções Mortas



Mais um bom álbum para um final de ano. Depois de ter lançado "Sangue" como single de apresentação de Canções Mortas, no início de Novembro, Coelho Radioactivo está agora de regresso em apresentação do novo álbum. 

Canções Mortas foi editado a 12 de Dezembro pelo selo Gentle Records e pode agora ser ouvido na íntegra via bandcamp, ou em baixo.

+

Bombino no NOS Club + Matt Elliott + The Legendary Tigerman + Dorfmeister + ...

Bombino, o tuareg virtuoso na guitarra volta a Portugal.
O guitarrista do Níger está inserido na programação da próxima edição do NOS Club que vai ter lugar na Casa da Música este sábado, dia 20 de Dezembro. 


A abrir para Bombino está a Underground Spiritual Band, banda que encontrou no movimento afrobeat as suas sonoridades predilectas e no mestre Fela Kuti a sua missão: continuar o legado do afrobeat e do seu mestre.

Nesse evento vão também ter lugar actuações do guitarrista Matt Elliott, de The Legendary Tigerman, dos Beautify Junkyards e dos Thunder & Co.

Podemos contar ainda com DJ set de Richard Dorfmeister (uma das metades do coletivo Kruder & Dorfmeister) bem como com um Dj set do Duo Douro Negro e uma palestra de Álvaro Costa.

Abaixo fica o cartaz desta edição do NOS Club.


+

Froth anunciam 'Bleak'

Os californianos Froth vão lançar o seu segundo trabalho de estúdio no próximo ano sucedendo assim Patterns de 2013. O anúncio foi avançado através da rede social facebook, onde a banda apenas revelou o nome do novo trabalho, Bleak, juntamente com a cover art e data de lançamento do mesmo.

Ainda sem qualquer single ou tracklist divulgada, novidades deverão surgir brevemente. Bleak  tem data de lançamento agendada para  2 de Fevereiro via Azbin Records // Burger Records.

+

The Jesus And Mary Chain no NOS Alive


Os The Jesus and Mary Chain estão confirmados na nona edição dos NOS Alive. A mítica banda escocesa tocará o lendário Psychocandy na sua íntegra no dia 11 de julho. O álbum é um marco importante na história da música, tendo influenciado várias bandas, principalmente do movimento shoegaze.

+

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Black Messiah is here

As previsões estavam correctas. As nossas preces foram atendidas.
O artista/sex symbol Michael Eugene Arqueiro AKA D’Angelo lançou o seu muito aguardado LP.
A obra chama-se Black Messiah.


Passaram 14 anos desde a edição de Voodoo no ano 2000. 14 longos anos intercedidos pelos ocasionais teasers das gravações de estúdio, pelos leaks via ?uestlove e, mais recentemente, por uma performance electrizante (segundo a Afropunk) no Afropunk Fest deste ano.


O novo álbum de estúdio tem o selo de garantia da Stones Throw (casa de grandes nomes como Madlib, Homeboy Sandman e Knxwledge) e é uma amálgama de R&B, Motown e Groove, com ?uestlove a apoiar bem de perto na produção das batidas.

Deixo-vos o link do Black Messiah de D'Angelo, via Spotify.


Black Messiah’s Tracklist:

1. Ain't That Easy
2. 1000 Deaths 
3. The Charade
4. Sugah Daddy
5. Really Love
6. Back To The Future (Part I)
7. Till It's Done (Tutu)
8. Prayer
9. Betray My Heart
10. The Door
11. Back To The Future (Part II)
12. Another Life

+

domingo, 14 de dezembro de 2014

As 15 revelações nacionais de 2014


Com a chegada de mais um final de ano é altura de fazer as diversas listas do melhor que 2014 nos trouxe na música. Deste modo também a nossa redacção realizou a lista dos discos, EP's e singles, mas na categoria revelações do ano. Há cada vez mais projectos novos a começar com futuro potencial que merecem a atenção da industria musical. Segue, então, abaixo, a lista das quinze bandas/artistas nacionais, a ouvir. 



Bruno Pernadas 
How Can We Be Joyful In a World Full of Knowledge // LP
ouvir


Lotus Fever 
Search For Meaning //LP
ouvir


The Japanese Girl 
 A Tea With Twiggy Kasumi // LP
ouvir


ASTRODOME 
Live Demo // EP
ouvir


Bruma 
Demo // EP
ouvir


The Sunflowers 
The Sunflowers // EP
ouvir


Tøuløuse 
"Tero" // Single
ouvir


Flamingos 
"Passeio" / "Cabanas do Bonfim" // Single
ouvir 


800 Gondomar 
800 Gondomar // EP
ouvir


Holy Northern Lights 
 Motherball // EP
ouvir


Pãodemónio 
Pirraças Pueris // LP
ouvir


Marvel Lima

"Mi Vida" // Single
ouvir


Miss Titan 
Porcelain Love // EP
ouvir


Wild Apes 
Wild Δpes // EP
ouvir


This Penguin Can Fly  
Broken Hearts Are For Assholes, Outer Space is For Heroes // EP
ouvir


+