quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

[Review] Joey Bada$$ - B4.DA.$$


B4.DA.$$ // Relentless Records //Janeiro de 2015
8.5/10

Joey Bada$$ é uma das mais jovens e brilhantes pérolas do hip hop actual. 
Membro fundador dos Pro Era — colectivo de hip hop de Nova Iorque — e figura de destaque na cena do hip hop desde 2012, ano no qual lançou a sua mixtape 1999. Joey tinha 17 anos nessa altura e foi a partir dai que começou a ganhar reconhecimento pelos seus pares e a aclamação por parte da crítica.

Desde então partilhou palcos com o Juicy J e com os Flatbush Zombies, faixas com o ASAP Rocky, colaborações com o Ab-Soul e, em 2013, lançou a mixtape Summer Knights, que contou com a produção de MF Doom, Oddisee Statik Selektah.
A jovem idade — facto incontornável — não é compactível com a qualidade e inteligência demonstradas na lírica e ao microfone. A anormal maturidade de Joey Bada$$ é o seu maior trunfo, dando-lhe espaço para crescer, tamanho é o seu potencial.E Joey sabe disso. 
"Honestly, in this class, I feel like a freshman who got skipped, you know, as if it was a college or some shit and I’m like fifteen years old in college. That’s what this shit was to me. But honestly, the fact that I’m so young, that never hits me. Most of the time I’m not even aware of that. When I’m doing shows or even if I’m among other artists, I’m not even aware like, ‘Yo, I’m really the youngest one here.’ It never hits me like that, because I’m always thinking about, ‘I gotta be the best spitter, I gotta hold it down for my people where I’m from".


O próximo passo, nesta fase, seria lançar um LP, o seu primeiro.
E, de facto, o LP de estreia de Joey Bada$$ estava inicialmente previsto para sair no final no ano de 2013, até que essa data foi adiada indefinidamente. Isto porque Joey admitiu que preferia manter o álbum sem data de lançamento até que tivesse preparado um trabalho que não desiludisse os seus fãs.
Várias faixas foram sendo divulgadas pela net ao longo do segundo semestre do 2014 (a "Christ Conscious" foi uma dessas faixas) e no dia 20 de Novembro de 2014, exactamente dois meses antes do lançamento de B4.DA.$$ (e de Joey completar 20 anos de idade) as preces dos fãs foram atendidas e a data oficial foi divulgada.


B4.DA.$$ é uma compilação de histórias e realidades que pintam um retrato da existência de Joey Bada$$. Uma longa crónica ao fim ao cabo, compilada em faixas bem trabalhadas e com lírica acutilante, com a língua afiada de Joey a rasgar os beats, dirigindo a atenção do ouvinte para todos o que se passa à nossa volta: a discriminação racial, as vicissitudes do capitalismo e a manutenção do status quo por parte do 1% vs o 99% são os temas mais transversais do álbum. Aliás, Joey já se afirmou publicamente como um artista dedicada às causas sociais, tal como aconteceu com os tiroteios de Ferguson.


 Para Joey Bada$$, não existem temas tabu. Muito pelo contrário, as realidades duras representam para Joey terreno fértil para exploração lírica e, no caso de B4.DA.$$, muitos dos pontos altos do álbum residem em retratos tão corrosivos quanto certeiros desses cenários dantesca. "O.C.B." narra a fase da sua vida em que foi abandonado pelo seu pai e, por força das circunstâncias, obrigado a assumir responsabilidades desde muito novo.
Em "Hazeus View", Joey relembra o seu amigo Capital Steez — membro dos Pro Era que se suicidou na véspera do natal de 2012 — e comunica com o mundo espiritual, procurando encontrar um sentido para todas as coisas que acontecem na sua vida, coisas essas para as quais ele não consegue encontrar uma explicação.
"Paper Trail$" é, como o título da faixa pode denunciar, sobre o capitalismo, e da selvajaria que ela provoca nos seres humanos. No tema, ela narra a história de um povo que está preso numa espiral viciada, que se mantém em movimento pela necessidade das pessoas de obterem dinheiro (de qualquer maneira) de modo a poderem cumprir com as suas obrigações. Ao fim ao cabo, a humanidade segue o dinheiro. É, para nós, uma prioridade da mais alta ordem, que está enraizada no nosso ADN, qual necessidade fisiológica.
A frase "Cash Ruined Everything Around Me" é marcante, não só pela mensagem que transposta, mas pela óbvia homenagem à C.R.E.A.M. dos enormes Wu-Tang Clan.
Num apontamento final, é desta faixa que extraímos o título do álbum.

"Before the money there was love"
B4.DA.$$
Before.The.Money

Além dos temas que abordam temáticas transversais como o capitalismo e as suas vicissitudes, não podemos deixar de visitar as restantes faixas, com a noção presente de que estas partes somadas ajudam na construção de um todo maior: um retrato da experiência de vida Joey Bada$$, um indivíduo igual a nós, mas com um poder de oração notável. Joey consegue contar-nos uma história e torná-la marcante. Para todos nós.
Seja qual for o tema central da faixa, podemos encontrar nela algo nela para nós.
Um pormenor, uma batida, uma letra, algo vos vai tocar, garanto-vos.
Apenas têm que saber ler nas entrelinhas.
Em suma, B4.DA.$$ é um álbum onde a lírica é rica e as batidas estão bem conseguidas. A combinação de ambas resultaria, inevitavelmente, em sucesso.
Mas, acima de toda a lírica e de todos os beats bem trabalhados, o álbum é notável devido aos testemunhos de Joey: um homem em constante luta para não se deixar abater pelas vicissitudes da vida, que trabalha para converter todas essas energias e experiências negativas em música, dando o melhor de si no microfone e na escrita.

Se todos seguíssemos o exemplo de Joey e usássemos o nosso potencial, quem sabe onde poderíamos chegar?

0 comentários:

Enviar um comentário