segunda-feira, 8 de junho de 2015

Orchestre Tout Puissant Marcel Duchamp atuam na Culturgest a 20 de junho


Tudo começou em novembro de 2006 na Cave 12, uma sala de Genebra dedicada exclusivamente à música dita experimental. O contrabaixista francês Vincent Bertholet recebeu carta-branca, e decidiu formar um grupo de músicos de várias origens e com passados muito diferentes: o baterista, veio de um grupo anarco-punk de escoceses, a vocalista e violinista era animadora de ateliers musicais. Já a marimbista teve um percurso clássico, enquanto o trombonista toca jazz e música improvisada e o guitarrista rock independente. Era para ser uma “one night stand”, acabou por se tornar num projeto musical com quase 10 anos e 3 álbuns já editados .

A este grupo Bertholet chamou Orchestre Tout Puissant Marcel Duchamp. A banda explica o seu nome: “Tout Puissant remete para as big bands do ocidente africano (…) Quanto a Marcel Duchamp, ele foi, na nossa opinião, o primeiro artista punk.” O nome “pode parecer muito pretensioso: na verdade, no entanto, é pura ironia”.

A produção do último álbum do grupo, Rotorotor (2014), ficou a cargo de John Parish. O produtor, conhecido por ter trabalhado com nomes como PJ Harvey, Eels, Giant Sand, Dominique A e Tracy Chapman, conseguiu limar algumas arestas e extrair o melhor de cada um dos músicos. O álbum foi gravado por Ali Chant no Toybox Studio, em Bristol.
Apesar da sua enorme qualidade, este grupo é praticamente desconhecido em Portugal.


Rotorotor é um manifesto de música livre e aventurosa, organizada em canções pop versáteis, sucessivamente lúdicas e ardentes, incandescentes, divertidas e exaltadas, assumindo com simplicidade, uma espécie de tradicionalismo futurista fragmentado, com múltiplas identidades, uma arte conjugada da festa e da guerra, danças nupciais e cânticos de batalha atirados em conjunto para um chão sem fundo.

O concerto está marcado para as 21h30 de 20 de Junho, no Grande Auditório da Culturgest. A entrada custa 15€ sendo que até aos 30 anos custa apenas 5€.

0 comentários:

Enviar um comentário