quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Reportagem: Clan Of Xymox + Tracy Vandal [Hard Club - Porto]


No passado domingo, dia 13 de setembro, fomos até ao Hard Club, no Porto assistir ao concerto único dos Clan Of Xymox em território português, em função da tour de apresentação do mais recente disco Matters Of Mind, Body and Soul, editado em fevereiro do ano passado pela Metropolis Records. A abrir o concerto a britânica Tracy Vandal, a trazer na bagagem o EP The End Of Everything, editado o ano passado pela Lux Records


Tracy Vandal


Como previsto, às 22h00, deu-se início aos concertos da noite, com Tracy Vandal a subir ao palco em formato trio. Num concerto com uma duração aproximada de cerca de meia hora, Tracy Vandal abria a sala 2 do Hard Club para presentear uma sala ainda a encher com os temas do seu mais recente EP, The End Of Everything. Vestida a rigor, como toda a mulher que se apresenta em palco, com um vestido prateado repleto de lantejoulas, saltos altos e meias brancas, Tracy Vandal abriu o concerto cuja setlist seria escolhida em palco, pelos restantes dois músicos. A contemplar os singles mais conhecidos como "Ex-Codes", "Straight To The Stars" e "On This Hill" Tracy Vandal mostrava-se extremamente comunicativa com o público, abrindo ainda espaço para descer palco e fazer uma performance junto ao público, deitando-se inclusive no chão. Depois de descalça, foi com "Explosions" que Tracy Vandal fechou o palco, dizendo que iria trocar de roupas para assistir ao concerto dos Clan Of Xymox vestida "como um rapaz", já que tal não lhe houvera sido permitido durante a sua performance.












Clan of Xymox


Uma pausa depois, para fumar um cigarro e conversar sobre o resultado do concerto de Tracy Vandal e acerca das expetativas para o concerto sucessor, dos holandeses Clan Of Xymox foi, por volta das 23h00, que para uma sala composta o quarteto subiu a palco a abrir com "I Close My Eyes" e continuar com "She is Falling In Love" e "Love's On Diet", posteriormente. Pioneiros na sonoridade da darkwave, e formados nos anos 80, os Clan Of Xymox iniciavam ali um concerto que seria histórico pelo seu final inesperado. O público mereceria. Pouco conversadores, para com os espetadores, face à performance de Tracy Vandal, os Clan Of Xymox fariam, no entanto, as maravilhas dos fãs acérrimos que ali estariam para ouvir os grandes êxitos, e, deixando de lado Matters Of Mind, Body and Soul, o quarteto holandês trazia na noite de 13 de setembro os famosos "Louise", "Emily" e "A Day", que encheram a sala de aplausos e muitos assobios de satisfação. Ainda de assinar os apelos do vocalista Ronny Moorings para o público presente não fumar na sala, a única falha a apontar ficaria apenas pelo som excessivamente alto a nível eletrónico face à amplificação da guitarra e do baixo. Com o final do concerto, o público bateria palmas e pedia por mais, os Clan of Xymox recetivos, voltariam de toalhas ao pescoço e vontade de tocar para um público insaciável. 


Três músicas depois, a despedida. Mas o público continuaria a pedir por mais e os Clan of Xymox assinavam ali, no Hard Club, algo histórico: um triplo encore. "Back Door", "Hail Mary", "Jasmine and Rose", entre outros clássicos, e, a finalizar, um enorme sorriso no público assinariam a despedida de uma banda que tão cedo certamente não voltará. Quem foi sabe que valeu a pena. Fica na história da Muzik Is My Oyster um concerto inigualável e mais uma amostra de uma produtora que nos últimos anos tem trazido ao público grandes nomes da música do culto alternativo e underground. Bonito.














Fotografia: Martinho Mota
Texto: Sónia Felizardo