quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Vodafone Mexefest - Últimas confirmações, horários e outras novidades


Ontem a cooperativa do Vodafone Mexefest encheu-nos de várias novidades sobre o que esperar a 6ª edição do festival. Mas comecemos pelo o que vos realmente interessa, as confirmações:

Novas Confirmações, Horários e Distribução por Salas

16 novos nomes fecham agora o cartaz, 13 deles a trazer toda a força nacional e 3 deles estreias no nosso país. De nomes internacionais temos:

Jenny Hval, a experimentalista norueguesa que já esteve em tour com St. Vincent (um dos melhores concertos da edição passada do festival) e editou este ano o seu terceiro disco de longa duração sob nome próprio, Apocalypse, girl, a qual convidamos-vos a todos a ler (ou reler) a nossa review ao álbum aqui;

San Holo, um nome que se vai difundindo pela cena eletrónica mundial tendo encantado no festival Tomorrowland com os seus dois EPs deste ano "Victory" e "Imissu" e até ter chegado a ser elogiado pelos aclamados Diplo e Skrillex. Um nome a não perder da cena eletrónica na edição deste ano do Vodafone Mexefest;

- E por fim, mas não menos importantes, temos os The Babe Rainbow, um trio australiano donos de um psych-pop muito bonito com ainda apenas um tenro EP deste ano editado, amigos dos nossos amigos King Gizzard & The Lizzard Wizzard que pelos vistos gostaram tanto de nós que convenceram os Babe Rainbow a vir ter connosco na edição deste ano e sabem o que dizem: amigo do nosso amigo, amigo é!


Mas as confirmações aquecem mesmo é com os nomes nacionais que o Vodafone Mexefest promete fazerem brilhar este ano e as propostas para as pequenas bandas que estão a querer dazer-se ouvir:

- The Sunflowers e Pás de Problème, as duas bandas que vão encher o Vodafone BUS (sim, os concertos sob rodas estão de volta a esta edição) que embora bastante diferentes prometem as duas fazer os autocarros pela avenida abanarem até mais não: Sunflowers com o seu rock tão garageiro que não passa despercebido tendo este ano atuado pelo Indie Music Festival e pelo Rodellus Music Fest e os Pás de Problème com um som tão peculiar quase que uma festa beat dos anos 50 com todo aquele jazz misturado com um som estranhamente Médio-Oriental e como se não fosse bastante trazem uma atmosfera punk de crowdsurfs e mosh pits autoproclamando o seu estilo musical como "Padráda: The Exotic Speed-Punk Parties";

- Best Youth, os portuenses que não vos devem ser indiferentes com o seu primeiro LP, Highway Moon, lançado este ano tendo já clamo não só nacional mas como internacional também;

- Beautify Junkyards, uma banda de 7 que tem vindo a explorar um som muito "dream-folk" com um álbum de covers lançado em 2013 e este ano editando o seu tão esperado de originais The Beast Shouted Love que vamos poder ouvir na atmosfera tão bonita da Igreja de São Luís dos Franceses;

- Cave Story, os rapazes das Caldas da Rainha que no ano passado ganharam o Vodafone Band Scouting com o seu math-rock e este ano brilharam no primeiro dia do Jameson Urban Routes e vêm vislumbra-nos mais uma vez com o seu segundo EP cá fora editado este ano Spider Tracks;

- Holy Nothing, o nome que passou este ano também pelo Jameson Urban Routes e pelo Festival Vodafone Paredes de Coura, com um álbum, Hypertext, editado em Setembro, este trio de rapazes do Porto vêm dar mais uma passeata pela capital para mostrar o que valem e que merecem ser reconhecidos;

- El Salvador, o projeto de Salvador Seabra, o baterista da banda que parece ter mais sideprojects que álbuns, com destaque BISPO e Modernos, os Capitão Fausto, também já com um EP homónimo lançado este ano explorando o psicadelismo ao que os rapazes Fausto são tão ligados e que vale a pena ouvir;

-  Flamingos, a parceria que aconteceu magicamente entre o Coelho Radioactivo e O Cão da Morte, que embora a distância geográfica os amigos ainda conseguem fazer música se nunca tivessem saído um ao lado do outro, já com 5 músicas soltas pelo seu Bandcamp "Dias de Calor"é uma das malhas que brilha entre o pop dos dois;

- Rita & O Revólver, o projeto de Rita Cruz com letras que criticam quase a preguiça portuguesa face ao governo, com um som bastante soul e blues influenciado por Marvin Gaye, é dos nomes interessantes a não se perder também.


Para além destes nomes também se juntam Meu Kamba Sound System, o projeto nascido no Vodafone Mexefest por Rui Miguel Abreu e por falar em Rui Miguel Abreu, curado por ele, ainda também vêm do Príncipe Real os Ciência Rítmica Avançada (ou C.R.A.) composto por Bison & Squareffekt, Roger Plexico, Nerve e DJ Firmeza prometendo trazer-nos todo os afrobeats, hip-hop e kizomba que foi lentamente fermentado pela fusão de estilos no Príncipe Real. Ainda temos o Colectivo Bomba de Oxigénio composto por Tiago Santos, Carlos Cardoso, Ricardo Guerra e Mary B e por último mas não menos importante temos Salvador Sobral.

Juntamente com os nomes já previamente confirmados o cartaz do Vodafone Mexefest está oficialmente fechado com os horários e distribuição dos artistas por salas também já fechados que podem ser consultados aqui.

Salas

O Vodafone Mexefest este ano, para além das suas salas habituais, apresenta-nos duas novas salas:
- o Tanque que é literalmente o espaço da antiga piscina do Ateneu Comercial de Lisboa, um espaço que deixa-nos com altas expectativas para um grande surround;
- a Vodafone Blackout Room, a sala 3 do Cinema de São Jorge apresentar-nos-á a completa e melhor experiência sensorial, um quadro impressionista para um cego, concertos (embora com artistas ainda por confirmar) completamente ao escuro em que as únicas luzes que veremos será as de emergência, uma sala imperdível na edição deste ano do Vodafone Mexefest e provavelmente a melhor novidade.
Para além disso o festival vai regressar a ter uma sala emblemática relativa à cidade, o Teatro Tivoli BBVA, dando assim num total de novas três salas relativamente ao ano passado.

App Vodafone Mexefest e simbiose artística/cultural nacional

Todos os anos o festival disponibiliza uma aplicação para iOS e Android que nos permite consultar os Vodafone Shuttles Vodafone Bus mais próximos, informação sobre os artistas tal como consultar o cartaz e horários na íntegra e saber a lotação das salas em directo. Mas este ano temos uma novidade, a integração dos roteiros INVIITA na app do festival que nos permitirá a não só criar o nosso próprio roteiro pelo festival e partilhá-lo com o mundo mas também ter acesso a roteiros criados por cinco personalidades convidades ou como lhes gostam de chamar os "Influenciadores". Estes cinco "Influenciadores" cada um terá um papel crucial para o festival, não só no sentido em que guiarão os mais distraídos pelos seus roteiros mas também eles apresentam o melhor da arte e cultura portuguesa moderna. Os influenciadores serão:

- Inês Meneses, comunicadora e radialista, que irá ter um texto seu projetado sobo tema "A música mexe pela cidade" (cuidado com os flashbacks ao Exame de Português) pela Praça dos Restauradores junto à Grafonola Vodafone Mexefest;

- Joaquim Quadros, locutor da Vodafone.FM, (a rádio oficial do festival que irá também disponibilizar de um programa único para os menos afortunados que não conseguiram vir ao festival) que vai sugerir música nacional "que ainda não conhecemos mas vamos querer conhecer" que poderá ser descarregada via QR Codes disponíveis no Estúdio da Vodafone.FM;

- Rui Miguel Abreu, jornalista, que se associa ao Vodafone Mexefest com o Mercado de Música Independente que tem lugar no Picadeiro Real do Antigo Colégio dos Nobre, espaço integrado no Museu Nacional de História Natural e Ciência, onde irão haver showcases (com programa ainda por ser divulgado) entre as 12h e as 19h dos dias do festival. Para além disso qualquer portador da pulseira Vodafone Mexefest 2015 terá um desconto de 10% em qualquer produto comprado no Mercado;

- Paulo Segadães, fotógrafo e baterista de The Legendary Tigerman, que terá fotografias da sua autoria sob a série "A música mexe na cidade" expostas desdea Praça dos Restauradores até ao cinema de São Jorge;

- E por fim, André Tentúgal, realizador, que terá uma curta-metragem sua sob o tema "A música mexe na cidade" a ser exibida na Sala Manoel de Oliveira do Cinema de São Jorge entre o intervalo dos concertos.

Vodafone Band Scouting

O concurso do Band Scouting ainda não acabou e nós fortemente recomendamos a todos vocês por Portugal fora que andam a trabalhar em música e querem testar-se a participarem no concurso até dia 11 de Novembro aqui. As 8 melhores bandas serão convidadas a tocar ao vivo na Estação de Metro do Cais do Sodré dia 20 de Novembro pelas 18h (ou seja, numa banda ou não, há concertos de graça para vocês dia 20 do melhor e mais underground que há por Portugal, é só aparecer); entre as 8 bandas serão escolhidas 2 que irão integrar-se no programa do Vodafone Mexefest abrindo o palco Estação Vodafone FM nos dias 27 e 28 Novembro (uma em cada dia) e posteriormente a dia 2 de Dezembro uma das bandas será escolhida vencedora que terá como prémio a edição de um álbum pela editora pontiaq.

E isto será a edição deste ano do Vodafone Mexefest. Não se esqueçam de comprar os vossos bilhetes nos lugares habituais que encontram-se agora por 45€ mas a voar com uma rapidez impressionante e os bilhetes via app já esgotados. Portanto do que estão à espera? Venham à edição mais eclética do Vodafone Mexefest até hoje que arrependimento não será uma das coisas que levarão para casa!