sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Reportagem: Aldeia - 10ª aniversário Lovers & Lollypops [Antiga Casa Moura, Porto]


Ás 14h00 horas deste último sábado na “Antiga Casa Moura” na Rua de Monchique, no Porto a editora e promotora Lovers & Lollypops decidiu abrir as portas à “Aldeia” para assinalar e comemorar o seu 10º aniversário, com concertos de duração até ás 6:00 da manhã do dia seguinte. A Lovers incentivou a deslocação até ao espaço por autocarro ou através de Uber e garantiu bons espaços onde comer e beber ao longo do evento. 

Pela primeira vez a maior parte dos artistas representados pela Lovers tocou no mesmo evento. Por volta das 14h45, fomos abalados por um conjunto de factores que nos fazia interiorizar cada vez mais este 10º aniversário, o espaço em ruínas, rústico e natural, a sonoridade de Medeiros/Lucas como primeiro concerto e iluminação com cores fortes e vibrantes nos palcos, criaram um ambiente descontraído e muito envolvente para este início de tarde que, citando a promotora, “tornam o regresso à civilização desnecessário”


Dreamweapon
Depois dos concertos de Jorge Coelho e Duquesa, já a meio da tarde, o ambiente começou a ganhar um pouco mais de irreverência através da sonoridade característica de Plus Ultra, que tocou a partir das 17h, seguindo-se pelos Dreamweapon que trouxeram um pouco mais de densidade e estrutura musical por volta das 17h45. Infelizmente, devido ao mau estar de Ana Miró, vocalista de Sequin, a sua performance vocal não esteve no seu maior auge, continuando na mesma com as batidas rítmicas eletrônicas usuais do dueto. Ás 19h05, Equations, que há pouco tempo confirmaram a sua presença em conjunto com KILLIMANJARO e Black Mountain no festival Tremor nos Açores, em Março, demonstraram o seu potencial em palco com a sua boa disposiçãoo, interação com o público e bom som. 


Equations
Houve performances, entre as 20h45 e 21h30, dos indonésios Senyawa e Memória de Peixe e às 23h Glockenwise. Às 22h15, a noite contou com o grande concerto dos Black Bombaim, muito descontraído, um ambiente quase psicadélico e uma reação do público extremamente boa, ouvindo-se por entre os gritos de apoio de um dos espectadores “ é bom produto caralho, mandem-se!”. Seguindo os esperados KILLIMANJARO, às 23h45, que com a sua sonoridade característica e audaciosa, trouxeram muita energia ao público, cantos em uníssono, moche e crowdsurfing. Como último concerto, presenciamos ainda a junção do “trio maravilha” Jibóia + Filho da Mãe + Ricardo Martins, que através do talento musicail dos três portugueses envolveu todo o público numa das melhores performances da noite. 


Jibóia + Filho da Mãe + Ricardo Martins
A noite continuou ainda com DJ Lynce vs DJ Quesadilla e os franceses Acid Arab, que se prolongaram até ao final desta grande iniciativa para festejar o 10º aniversário da Lovers, que esteve ainda mais completa com o Merch muito acessível, desde crachás a 1€, t-shirts de 5 a 10€ e zines a 2,5€.

Aldeia - 10ª aniversário Lovers & Lollypops @ Antiga Casa Moura

Texto: Patrícia Ribeiro
Fotografia: João Monteiro