segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Reportagem: Tó Trips [Festival FUMO - Setúbal]


Chegamos já a noite era cerrada na pacata cidade de Setúbal mas, hoje a noite esteve dividida por um lado por um jogo de bola, por outro por mais um concerto do Festival FUMOTó Trips era o artista, ainda nem as portas estavam abertas já se reuniam pela entrada do velho edifício que é a Casa da Avenida.

A entrada para obter a credencial dá-se minutos após e aí começa a ansiedade de todos por ver “Tó Tripas”. A sala começava a ganhar vida, nas paredes podiam-se observar réplicas de pintores desde Warhol a Magritte o que dava um aspeto acolhedor ao que iria ser o palco de Tó nesta noite que por enquanto era fria. Passam apenas 10 minutos das 22 e entra Tó Trips de copo em punho, a plateia começa a sentar-se e seguimos o concerto de muito perto.

Antes de começar, como tudo não é perfeito, existiram problemas de som mas como Tó Trips não é pessoa acanhada, disse, “Caga nisso” e assim começou, acapella.
O concerto começa então com uma pequena introdução acerca do álbum Guitarra Makaka: Danças a um Deus Desconhecido.



Após isto começa o concerto. “First God” é a primeira a ser ouvida e faz com que a plateia se renda, obrigando muitos a ouvir o concerto de olhos fechados. No entanto era preciso estar de olhos bem abertos para observar Tó Trips a dominar totalmente a guitarra, a fazer como que amor com a guitarra e a lembrar-nos Carlos Paredes a nível de sonoridade, mostrando-se solto e com movimentos agressivos.

O concerto decorria e caía tão bem como a bebida que já faltava a Tó, foi rápido mas deu ainda tempo para apresentar “uma cena nova”. “Pina Colata” a nova música, que faz lembrar ritmos espanhóis, mais triste mas sempre cheia de ritmo.

Assim acabou o concerto do Festival FUMO que ainda nos deu tempo para trocar umas palavras com o próprio Tó Trips, entrevista que sairá em breve.

SETLIST:
1-First God
2- #
3-Danças
4-Baía Das Negras
5-Cuca
6-Makumba Das Fonças
7-Makaka
8-Pedra Lume
9-Migratória
10-Até Cair
11-Suga Blues

12-Pina Colata


Fotografia: João Manuel Sousa Santos