terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Dawn of Midi e OZO atuam amanhã no GNRation


O GNRation apresenta duas propostas que espelham as novas linguagens do jazz no próximo dia 17 de fevereiro. Oriundos de Brooklyn, Nova Iorque, os Dawn of Midi assumem a forma instrumental de um trio clássico de jazz: juntam um piano clássico, um contrabaixo e uma bateria. Mas, apesar dessa forma, a música que produzem foge às noções pré-estabelecidas daquilo que se considera geralmente “jazz”: aqui não há swing nem improvisação aberta. Aakaash Israni (contrabaixo), Amino Belyamani (piano) e Qasim Naqvi (bateria) trabalham uma música minimal.

A partir da base instrumental clássica inventaram um universo sonoro alternativo, assente na repetição de um padrão rítmico e melódico de modo obsessivo. Sendo minimal, a música do trio não é estática, vai evoluindo - mas vive num desenvolvimento lento. Ao longo de três discos - First (2010), Live (2011) e Dysnomia (2013) – o trio foi aperfeiçoando a sua fórmula altamente original, não encontrando paralelo na atualidade: combina de forma única um profundo minimalismo, ritmos que poderiam ser roubados às profundezas de África, um abstracionismo ímpar. 

Mecânica e repetitiva, esta é a música que os Kraftwerk fariam se tivessem nascido na era pós-moderna em formato de trio de jazz. Isto não é jazz para fãs de jazz, isto é jazz para fãs de eletrónica minimal e repetitiva. 

Na mesma noite atuam os portugueses OZO, que se apresentaram ao mundo com o disco de estreia A Kind of Zo, lançado na Shhpuma Records.


O concerto começa às 22h e tem o custo de 5€. Bilhetes na bilheteira online – https://gnration.bol.pt –, balcão gnration e locais habituais.