sexta-feira, 4 de março de 2016

Para a semana há O Children e Agent Side Grinder no Porto e em Lisboa


As promotoras A Comissão e a Muzik Is My Oyster continuam a trazer até Portugal excelentes projetos no campo do underground e é já para a semana que trazem o regresso dos ingleses O Children e dos suecos Agent Side Grinder a território nacional. O primeiro concerto das bandas acontece já na próxima sexta-feira, 11 de março no Hard Club - Porto, com abertura de Sexy And Color, enquanto o segundo toma lugar na Caixa Económica Operária, em Lisboa.

No Porto as portas abrem às 21h00 e os concertos começam às 21h30. Os bilhete têm um preço de 15€ até amanhã, passando a custar 17€ a partir de dia 6 de março. Em Lisboa as portas abrem às 22h00 com os concertos a iniciarem às 22h30. As entradas valem 15€ inclusive no próprio dia. Haverá ainda after party's para ambos os concertos. Todos os pormenores e biografia das bandas seguem abaixo, via press release.

Informações adiconais do concerto em Lisboa aqui, informações relativas ao concerto do Porto aqui.


AGENT SIDE GRINDER 


Os suecos Agent Side Grinder voltam a atuar em solo português depois da sua estreia no nosso país no Festival Entremuralhas o ano passado. Esta banda de Estocolmo constituída por Kristoffer Grip (voz), Johan Lange (sintetizadores), Henrik Sunbring (sintetizadores), Peter Fristedt (sintetizadores modulares e tape-loops) e por Thobias Eidevald (baixo) está junta desde 2005. O álbum de estreia vê a luz do dia em 2008 e desde então, os Agent Side Grinder já lançaram mais três álbuns de originais, sendo Alkimia (2015) o mais recente. Definem-se como um monstro eletro/post-punk/industrial e efetivamente o som dos Agent Side Grinder vai desde o post-punk, industrial, passando por eletrónica dark com inspiração Kraftwerkiana. Espera-nos uma noite empolgante pelos muitos fãs que não querem perder a oportunidade de ver a banda a atuar ao vivo. 



O.CHILDREN 


Também os londrinos O. Children regressam a Portugal pela segunda vez depois de uma passagem pelo festival Entremuralhas em 2014. A banda composta por Tobi O’Kandi (voz), Andi Sleath (bateria), Gauthier Ajarrista (guitarra) e Harry James (baixo) formou-se em 2008 e adotou o seu nome de uma canção de Nick Cave. Os O. Children vão com certeza trazer na bagagem temas do álbum Apnea (2012), bem como temas do álbum de estreia (2010), nomeadamente o aclamado "Dead Disco Dancer". O som dos O.Children vai buscar as suas raízes na música dark e melancólica produzida pelos Joy Division e é ao mesmo tempo inspirado pelas influências goth rock de bandas como os Sisters of Mercy e The Fields of the Nephilim.