terça-feira, 5 de abril de 2016

Belako atuam no Sabotage Club a 7 de abril


Surgidos em 2011, em Munguía, País Basco, Espanha, os Belako são a mais recente pérola do panorama indie espanhol. O quarteto formado pelos irmãos Josu e Lore Billelabeitia, e Lander Zalakain e Cris Lizarraga conquistaram o público e a crítica ao primeiro disco, Eurie (2013), que lhes valeu distinções como Grupo Revelação da Rolling Stone e Talento Fnac.

Seguiram-se os EPs Bele Beltzak, Baino Ez e AAAA!!!! (2014) e concertos nos mais importantes festivais da Península Ibérica (Primavera Sound de Barcelona, SOS 4.8, Low Festival, Sonorama, Ebrovisión, etc.). 

Em Janeiro de 2016, lançam o muito aguardado segundo álbum – Hamen, pela Mushroom Pillow. Composto por 13 temas, cantados maioritariamente em inglês (apenas um é em basco), Hamen é o cartão de visita ideal para o universo dos Belako: bebendo influências de Joy Division, New Order, Sonic Youth, Pixies, The Cure, Led Zeppelin ou The Clash, a banda constrói um post-punk muito próprio, fresco, contagiante, e de uma maturidade surpreendente.


É com Hamen que se apresentam, pela primeira vez, ao público português, na próxima quinta-feira, 7 de Abril, no Sabotage, em Lisboa, naquela que será a sua estreia em Portugal.

O concerto insere-se na 10ª edição da W.A.S.T.E. Club, festa de celebração da música dos anos 80, longe dos cânones padronizados, que o Sabotage organiza regularmente. A primeira parte dos Belako está a cargo do grupo de electrónica pop Fônal, também de Espanha (Cáceres). Depois dos concertos, o DJ Set de Nunchuck com post-punk, no-wave, synth pop, disco, hip-hop e electrónica, e o VJ Set de Lena Huracán.