sexta-feira, 22 de abril de 2016

Dragão Inkomodo apresenta o seu primeiro single


Dragão Inkomodo só agora vai editar o seu primeiro álbum, Da Máquina Se Fez o Homem ou Vice-Versa, no entanto deparamo-nos que o jovem produtor tem passados os seus últimos dois anos a preparar este momento. O seu (extenso) corpo de trabalho é um mapa vivo de referências, estudos e influências que ajudam a compreender melhor de onde vem este universo rico e peculiar que agora se abre.

Num mundo onde o nonsense de Zappa e o experimentalismo de Chuck Person (um dos alias de Daniel Lopatin aka Oneohtrix Point Never) parecem ter sempre uma palavra a dizer - vejam-se os títulos oníricos e o uso cirúrgico de samples para concretizar a sua visão muito particular de big beat, techno lo-fi, pop vaporizada, noise. Todos estes sons convivem pacífica e logicamente nas colagens sonoras que Nuno Vicente tem vindo a imaginar e que começam agora a ser libertadas em disco e em palco.

O primeiro single deste trabalho, "O verso chegou entalado à sala das máquinas mas ninguém trouxe abre-latas", já pode ser aqui ouvido. O disco estará disponível para audição e download gratuitos no dia 26 de abril.



Tracklist:

1. Narciso no jarro do toucador
2. O verso chegou entalado à sala das máquinas
mas ninguém trouxe abre-latas
3. No intercidades num dia de verão
4. Deus dorme, tem um sonho mau e o homem nasce
5. Mecanismo manobrável de representação
6. A chuva lá fora, a rua deserta
7. Brotam viçosos dos brônquios
8. À procura do belo da vida no assento do pendura
9. O verso espera enlatado na sala das máquinas
10. Sonho mal-humorado
11. A chuva lá fora, a rua desperta
12. Faz-se a electricidade a custo e a juros
13. Virei a esquina e não há mais retorno
14. Da máquina se fez o homem ou vice-versa