terça-feira, 26 de abril de 2016

Reportagem: Meatbodies + 800 Gondomar [Musicbox - Lisboa]


Iris Cabaça ©
Foi na passada quinta-feira, dia 21 de abril, que os Meatbodies passaram pelo Musicbox para dar o último concerto da sua passagem por Portugal. A banda do californiano Chad Ubovich, também membro dos Fuzz, veio à capital ainda de ressaca do concerto da noite anterior na cidade Invicta, no Maus Hábitos. A noite em Lisboa estava amena, adequada a um tempo ideal de primavera, as primeiras pessoas iam chegando ao Musicbox, umas entrando para beber uns finos, outras ficando a porta para desfrutar deste tempo agradável. Pouco antes das 22h30, foi a altura dos portuenses 800 Gondomar subirem ao palco para abrir esta noite. A banda de Rio Tinto, que editou Circunvalação no passado mês de março, veio a Lisboa para nos apresentar algumas malhas deste novo EP, havendo ainda espaço para umas antigas. Os que estavam a porta do Musicbox iam agora entrando ao som dos 800 Gondomar, atraídos por “Entre Águas” e “Lenny”, as duas primeiras músicas de Circunvalação e deste concerto. O ambiente agora era um pouco mais elétrico, o Musicbox estava cada vez mais cheio para ver os 800 Gondomar a dar tudo. “O Cabeçudo”, do primeiro EP da banda, e “Mergulhadores” foram algumas das músicas que o trio de Rio Tinto nos apresentou nesta noite.

Iris Cabaça ©
Finalizada esta boa abertura pelos 800 Gondomar, foi a altura dos Meatbodies entrarem em palco para fazer alguns ouvidos zumbir novamente. A banda americana, que está com um novo álbum por lançar brevemente, veio a Lisboa para uma casa cheia, por esta altura da noite, onde o ambiente já se adivinhava que ser explosivo. E não durou muito até aos presentes cederem a um mosh pit gigante em “Disorder”, música do primeiro álbum dos Meatbodies, que serviu de faísca para o Musicbox rebentar em crowdsurfing e dança. Seguiram-se várias músicas antigas, como “Mountain”, “Him” e “Tremmors”, havendo também espaço para algumas novas, que decerto agradaram ao público mais enérgico e dedicado. 

Iris Cabaça ©
Com o concerto a ir rumo ao fim, passando ainda por “Wahoo” num ambiente explosivo de festa, e por uma pesada música nova, a banda agradeceu aos presentes dizendo que não queria sair de Lisboa, deixando-nos já com um sentimento de saudade e a pensar na próxima.


Texto: Tiago Farinha
Fotografia: Iris Cabaça (gentilmente cedidas pela Watch and Listen)