quarta-feira, 25 de maio de 2016

Reportagem: The Sunflowers + Panado + Alex Chinaskee [Sabotage Club - Lisboa]

The Sunflowers © Sofia Espada/Stalking Project
No último sábado fomos até ao Sabotage Club assistir à apresentação do novo single dos The Sunflowers, "Hasta La Pizza / Rest In Pepperoni". A banda portuense tem vivido dias bastante agitados, com a sua atuação no palco Vodafone do Rock In Rio, onde abriram para Black Lips, e com a sua participação no programa da RTP 2 "No Ar". A primeira parte deste evento promovido pela Pointlist ficou a cargo de Alex Chinaskee e os Camponeses e Panado, bandas da editora lisboeta French Sisters Experience Records & Co.

Chegámos por volta das 23h15 a um dos clube mais underground da cidade de Lisboa que ainda se encontrava despido, tal como o palco. Como já é normal, a noite foi se atrasando até que os Camponeses entraram em palco. Os Camponeses são SunKing, David Simões e Ricardo Oliveira e acompanham Alex Chinaskee nas suas aventuras ao vivo, que entrou em palco ao fim de 5 minutos de jam. Alex Chinaskee apresentou o seu primeiro EP Campo, composto por 5 faixas e editado no final de março.

A banda lisboeta presenteou-nos com um óptimo concerto marcado pela sua sonoridade mais virada para o lo-fi, psicadelismo (muito por culpa do teclado) e experimentalismo. "Sonhos Loucos" e Loucos Sonhos" foram os grandes destaques da atuação de Alex Chinaskee e os Camponeses, que teve de ser interrompida devido a uma falha na canalização na casa de banho, inundando parcialmente grande parte da sala.

Alex Chinaskee © Sofia Espada/Stalking Project
Após esforços de hora e meia por parte dos responsáveis do Sabotage foi possível dar continuidade à noite. Para bem dos espetadores e das próprias bandas, não foi necessário cancelar as atividade previstas. E ainda bem, porque fomos brindados com duas atuações bastante boas.

O relógio marcava 1h e tal quando os Panado, trio também de Lisboa, subiu ao palco. O ambiente já estava mais seco e propício para uma dança mais desenfreada por parte do público. A sala já se encontrava bastante composta quando Lourenço, Diogo e Bernardo nos trouxeram o seu "Rock Felino". O trio que ainda só tem duas faixas publicadas, "D. João" e "Charopes", mostrou-nos a que sabem os seus panados. 100% de garage rock pesado, rápido e muito dançável, temperado com moshpit q.b. A banda abandonou o palco com uma cover bem conseguida de "Southern Hype" dos Cave Story. Foi de facto um bom treino para The Sunflowers.

Panado © Sofia Espada/Stalking Project


Panado © Sofia Espada/Stalking Project
E não durou muito até esta banda entrar em palco, o duo portuense, formado por Carlos de Jesus e Carolina Brandão, veio até ao Sabotage apresentar-nos o seu novo single e distribuir um pouco de feedback pelo Cais do Sodré. Esta já é uma banda que cada vez mais dispensa apresentações, as guitarras cheias de distorção, a bateria poderosa e catchy, são tudo coisas que fica nos ouvidos de quem ouve os The Sunflowers ao vivo. 

Tocaram um pouco de toda a sua discografia, como por exemplo 'Last Night I Saved Her From Vampires', 'The Witch' e 'Charlie Don't Surf', mas também algumas das malhas a sair no álbum de estreia da banda, que vai ser editado no mês de setembro. O ambiente foi bastante bom para as horas que eram, e para o imprevisto enorme que aconteceu, sendo de louvar o esforço das bandas, do pessoal responsável pelo Sabotage, e das pessoas que resistiram e ficaram para estes concertos não terem sido cancelados. Mas o mais importante é que no final, apesar de tudo, ninguém saiu do Sabotage triste, pois todos estavam satisfeitos e felizes por esta noite ter acontecido.

The Sunflowers © Sofia Espada/Stalking Project
Texto: Rui Gameiro e Tiago Farinha
Fotografia: Sofia Espada/ Stalking Project