segunda-feira, 27 de junho de 2016

Aqueles álbuns que deves ouvir antes do Super Bock Super Rock #2


O Super Bock Super Rock vai este ano para a sua 22ª edição, decorrendo pelo segundo consecutivo no Parque das Nações. Com menos de um mês ainda pela frente até os dias 14,15 e 16 de julho, está na hora de começarmos a ouvir as bandas e os discos que mais nos marcaram ao longo da vida. 

Fiquem aqui com mais um conjunto de escolhas dos álbuns essenciais à sobrevivência no festival à beira Tejo.


Kurt Vile – Wakin on a Pretty Daze


Kurt Vile é um cantautor de Philadelphia e nos últimos anos nos tem mostrado que é um artistas norte-americanos mais promissores. Já com vários álbuns de estúdio, Wakin on a Pretty Daze, quinto álbum, editado em 2013, é para nós o que mais se destaca na carreira do artista. Marcado por faixas de maior duração, permite construir uma atmosfera hipnotizante e suave de folk psicadélica devido a instrumentação mais complexa, havendo uma maior experimentação por parte da guitarra assim como da componente electrónica, com a introdução de sintetizadores. A nível lírico, o artista mostra uma disposição mais alegre, não fugindo à introspecção característica das suas experiências pessoais.

Apesar das suas influências serem notórias e da sonoridade não ser única, o artista consegue modernizá-la mantendo a típica aura americana apresentada por verdadeiros cantautores norte-americanso como Neil Young, Jeff Tweedy e Bruce Springsteen. Tudo isto pode ser comprovado no palco EDP, no dia 14 de julho.



Mac DeMarco - 2


No mundo da música na internet, sobretudo na cena alternativa, já toda a gente sabe quem é o Mac DeMarco nos dias que correm, por isso é escusado começar este texto com uma longa introdução. O músico canadiano tem sido um grande admirador das terras portuguesas nos últimos 2 anos, tendo dado dois concertos em festivais e gravado parte de um documentário em Lisboa, onde também deu um concerto surpresa a solo, na oitava festa de aniversário do Musicbox. Poucos meses depois de ter lançado o seu primeiro EP, Rock and Roll Night Club, Mac DeMarco estreou-se nas longas edições com 2, álbum que foi extremamente bem recebido tanto pela imprensa, como pelo público em geral. 

É difícil dizer qual é o estilo musical do artista canadiano, algures entre o pop dos anos 80 e o rock and roll situa-se o mundo encantado de Mac DeMarco, terra do ‘jizz jazz’ (género descrito pelo próprio), onde marcas de cigarros são glorificadas ao nível dos deuses. Este álbum traz-nos grandes malhas como "Ode to Viceroy", "Freaking Out the Neighborhood" e "Dreamin’", talvez as mais conhecidas, mas também não ficando de fora as restantes músicas. O Mac vem ao Super Bock Super Rock no dia 15 de julho, onde é cabeça de cartaz do palco EDP nesse dia, recomendamos que não percam este concerto.



The Parrots – Aben Arabie


Os The Parrots são uma banda espanhola de garage rock, que têm como grandes influencias, por exemplo, The Almighty Defenders e Black Lips. A primeira vez que vieram a Portugal foi na Galeria Zé dos Bois, onde deram um grande concerto no Clube Z, evento promovido pela Puro Fun no verão passado, que ainda é recordado com carinho pela nossa redação. Escolhemos falar de Aben Arabie, o primeiro EP do trio madrileno, devido aos sentimentos e à energia que eles aqui nos passam com a sua música. Por exemplo, em "I Did Something Wrong" podemos imaginar-nos na pele de alguém que acabou de sofrer um desgosto amoroso, mas em vez de ficar em casa sozinho, a deprimir, decide sair para beber e fumar esses. 

Podíamos associar histórias às outras músicas do álbum, mas o mais importante a retirar daqui é a vontade que os The Parrots nos dão para viver, e não sobreviver, apesar de todas as coisas más que possam existir. Com o seu primeiro álbum quase a ser editado, a banda espanhola vem ao Super Bock Super Rock, dia 16 de julho, para nos apresentar algumas músicas de Los Ninos Sin Medo, num concerto que promete ser um dos melhores do palco EDP nesse dia.



peixe:avião – Peso Morto


Os peixe:avião vêm de Braga e mostraram na última década que são um dos projetos portugueses mais promissores no que diz respeito à experimentação. A prova disso são os últimos dois álbuns editados pela banda, homónimo em 2013 e Peso Morto no início do ano. Peso Morto pode ser considerado como o melhor trabalho da banda que inicialmente era comparada a Radiohead. As abordagens sonoras seguidas neste trabalho tiverem origem na composição de música original para o clássico Ménilmontant de Dimitri Kirsanoff, filme de 1929, após encomenda do Curtas Vila do Conde - Festival Internacional de Cinema. 

Com algumas semelhanças a Portishead e Swans, Peso Morto vive na escuridão, na percussão feroz, nos sintetizadores hipnotizantes e nas guitarras ruídosas. O palco Antena 3 no dia 14 de julho, é passage obrigatória para ver estes meninos que tanto cresceram nos últimos anos.