sexta-feira, 17 de junho de 2016

Combustão Lenta #5: Concon & full dark, no stars


À quinta noite de Combustão Lenta, o Desterro acolhe o regresso muito especial dos Con Con e mergulhamos na escuta profunda ao som de full dark, no stars.

Con Con

Os Con Con, nome utilizado para designar “peixe voador” em São Tomé e Príncipe, país no qual o projecto surge no contexto de uma residência artística, são a interacção entre  o som gerado por uma parafernália de sintetizadores e outros objectos analógicos, da responsabilidade de Jorge Nunes, e a manipulação constante de pigmentos, objectos, e das próprias ondas sonoras em projecções da artista plástica Mariana Marques. Após algum  tempo longe dos palcos, a dupla agora sediada em Sintra regressa para uma noite que se  espera única.



full dark, no stars

Projecto a solo de Rui Miguel, experimentador aventureiro e um dos habituais, por exemplo, das sessões de Escuta Profunda do Panteão Nacional, estreia-se no Desterro para um concerto que o próprio alerta estar cheio de “noise e distorção”. Com recurso a sintetizadores e outros meios de manipulação, full dark, no stars (nome “retirado” a uma colecção de quatro romances de Stephen King), cria um universo onde a imersão sonora é a regra.



As entradas custam 3 euros e revertem totalmente a favor dos artistas. O evento é promovido pela Zigur Artists.