segunda-feira, 6 de junho de 2016

[Review] Twin Peaks - Down In Heaven


Down In Heaven // Grand Jury // maio de 2016
7.5/10


Os jovens de Chicago, Twin Peaks, estão de volta aos álbuns depois de estarem sem actualizar a sua discografia desde 2014. A banda neste novo lançamento apresenta-se não com a característica hiperactividade, energia explosiva recheada em fuzz, mas com uma postura bem mais madura, traduzida pela adopção de uma sonoridade mais acústica.

Ao abandonarem os elementos mais explosivos da sua música e focarem-se na simplicidade que trazem os instrumentos acústicos, é possível apreciar o talento musical da banda fluir de uma maneira diferente. É um prazer ouvir Cadien Lake James abrir a boca para cantar com a sua melódica voz ou Clay Frankel mostrar a sua voz mais cínica e grosseira a dar vida às vozes de apoio. 

Com letras mais elaboradas, baseadas no seu crescimento e na transição da adolescência para a vida adulta, mostram a mudança que está a surgir no seio da banda. O abandono da postura punk é óbvio quando ouvimos as baladas que este álbum nos oferece. “Walk to the One You Love” e “Wanted You”, as duas primeiras músicas, mostram o lado mais calmo que o garage rock nos pode oferecer, destacando-se como singles mais fortes do álbum. “Heavenly Showers” é também um momento interessante interpretada exclusivamente com instrumentos acústicos.


Certamente, não foram os primeiros (nem serão os últimos) a adotar esta mudança de paradigma na sua música, mas é sem dúvida uma abordagem corajosa onde trocam a energia explosiva para baladas de pop psicadélico que privilegiam uma letra sincera a um solo capaz de derreter a cara a qualquer individuo da audiência dos seus concertos. Este acaba por se tornar no álbum certo para apreciar durante uma quente tarde de verão e representa não só um forte lançamento para o ano de 2016 como também abre o apetite para descobrir o que estes jovens de Chicago tem reservado para o futuro.