domingo, 25 de setembro de 2016

Programação: Muzik Is My Oyster - próximos meses


A promotora portuense Muzik Is My Oyster (MIMO) tem uma programação de luxo até ao final do ano para os amantes da música mais obscura. Tendo sido a co-organizadora (juntamente com A Comissão) de um evento pioneiro, o mini festival Post-Punk Strikes Again, a MIMO tem garantida uma programação sumptuosa até ao fim de 2016 com Death In June, And Also The Trees e Covenant como atrações principais. Os concertos não acabam aqui e agenda completa segue detalhada abaixo.

3 de outubro | Hard Club - Porto . Sala 2 | 22h00

Preço dos bilhetes: 20€


Os Death In June tiveram a sua primeira formação em 1980 por Douglas Pierce (guitarra), Tony Wakeford (baixo) e Patrick Leagas (bateria), influenciados pela crise que o punk britânico atravessava, desde 1977. Os primeiros sigles dos Death In June tinham envolta uma aura post-punk com influências industriais que foi sendo posteriormente substituída por uma mistura de baladas acústicas e sombrias. Desde 1985 que Douglas Pierce é o único membro da banda. Os discos que devem ser ouvidos antes do concerto único por Portugal, a 3 de outubro, passam por The World That Summer(1986), Kapo! (1986), But, What Ends When The Symbols Shatter?(1992) e Peaceful Snow (2010).
A primeira parte fica a cargo de Homem em Catarse, projeto de Afonso Dorido, que teve início em 2012 nas margens do Rio Cávado. O músico vem apresentar o seu mais recente disco Guarda-Rios(2015).




8 de outubro | Hard Club - Porto | 22h00
And Also The Trees + Sweet Nico



Preço dos bilhetes: 18€ até 30 de setembro/ 20€ a partir de 1 de outubro


Os britânicos And Also The Trees aterram pela terceira vez em solo nacional a 7 de outubro no Sabotage Club, Lisboa e sobem, no dia seguinte a 8 de outubro, até à Invicta onde tocam no Hard Club. A banda formou-se em 1979 pelos irmãos Simon (voz) e Justin Jones (guitarra) juntamente com Steven Burrows (baixo) e Nick Havas (bateria). Ao verem que os The Cure estavam à procura de uma banda de suporte os And Also The Trees tiveram a sua grande oportunidade e enviaram uma demo (First Demo Cassette) à banda de Robert Smith. Acabaram por ser escolhidos e abriram para alguns concertos dos The Cure em 1981. Esta oportunidade deu-lhes a possibilidade de editar o primeiro disco na carreira, Shantell(1983). Ao Palco 2, do Hard Club, a banda traz na bagagem o seu mais recente disco, Born Into The Waves(2016).
A abertura do concerto é assegurada pelos Sweet Nico que trazem um espetáculo de dream pop e o mais recente disco, R Revival(2016).






16 de outubro | Cave 45 | 22h00
Flyying Colours


© Bianca Milani
Os australianos Flyying Colours têm concerto único agendado em Portugal, a acontecer a 16 de outubro no Hard Club, Porto na sala 2. O concerto, que marca a estreia da banda em território nacional, encontra-se inserido na tour de promoção do disco de estreia da banda, Mindfullness, editado a 23 de setembro.  Os Flyying Colours são conhecidos pela sua sonoridade shoegaze e dream pop com fortes influências de My Bloody Valentine e Fleetwood Mac. O primeiro EP, homónimo, foi editado em 2013.
Ainda não são conhecidos os preços dos bilhetes.




18 de dezembro | Hard Clubo, Porto . Sala 2 | 22h00
Covenant + Hot Pink Abuse



Preço dos bilhetes: não divulgado


Os suecos Covenant têm concerto único em Portugal marcado para dia 18 de dezembro no Porto em função da The Blinding Dark Tour, em promoção do seu mais recente disco. A banda de synthpop formou-se em 1986 e lançou o primeiro single oficial em 1992 sob o nome de "The Replicant", que integraria dois anos mais tarde no álbum de estreia, Dreams of a Cryotank. Em 1996 lançaram talvez aquele que é o melhor disco da banda, Sequencer, e que os levou a projeções internacionais. A década de 90 marcou a exploração da banda no campo eletrónico. Após o álbum United States of Mind (2000) a banda passou a explorar, dentro da eletrónica, o synthpop. A banda regressa a Portugal, depois da passagem pelo Entremuralhas, em 2010, e traz na bagagem o disco The Binding Dark, editado este ano.

A primeira parte fica a cargo dos portuenses Hot Pink Abuse.





Pré-reservas via email: muzikismyoyster@gmail.com

0 comentários:

Enviar um comentário