quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Reportagem: The Sunflowers + 800 Gondomar + Moon Preachers [ZDB - Lisboa]

© Vera Marmelo
Na passada sexta-feira, num Bairro Alto cheio de turistas a aproveitar a noite de Lisboa, os The Sunflowers vieram até à Galeria Zé dos Bois para apresentar o seu álbum de estreia, The Intergalactic Guide To Find The Red Cowboy

Apesar de estarmos no fim de setembro, o tempo ainda estava agradável para aproveitar o bom espaço que a ZDB tem para oferecer. Algumas pessoas escolhiam ficar lá fora, sempre alegres a falar, outras entravam e viam a exposição que os The Sunflowers organizaram, onde pediram a vários artistas diferentes que ilustrassem as músicas do seu álbum. Pouco depois das 22h, altura em que a ZDB já estava praticamente lotada, os Moon Preachers entraram em palco para dar inicio a esta festa. 





Podíamos descrever a sonoridade da banda como se os Coachwhips, um dos primeiros projectos do grande John Dwyer, fizesse um álbum mais virado para os blues. Esta mistura explosiva rebentou logo com o aquário, não havendo aqui qualquer tipo de aquecimentos para o resto da noite, pois os Moon Preachers entraram a pés juntos na ZDB, e aí, fizeram zumbir muitos ouvidos com um grande concerto. 

O ambiente no aquário já era bem quente, e ainda mais ficou quando os 800 Gondomar entraram em palco para dar seguimento à noite e, desculpem a expressão, partir aquela merda toda. 






A explosão nuclear foi completamente instantânea nos primeiros acordes de 'Entre Águas', a música que abre o último EP da banda portuense, Circunvalação. Tocaram várias músicas deste EP, como 'Lenny' e o single 'Mergulhadores', mas também não se esqueceram da sua grande malha, 'O Cabeçudo'. Obviamente, não demorou muito até o mosh começar, não havendo muitas pessoas lá no meio, mas quem viu de fora sabe que foi dos bons, muito bons. "A dar o rabo pa comprar cavalo" foi uma das muitas frases cantadas agressivamente pelos 800 Gondomar, esta aqui retirada daquele hino do hip-hop nacional, 'Dia dum Dread de 16 anos' pela "bruxa" Allen Halloween

No final deste concerto, as almas perdidas na ZDB (num bom sentido) tentaram encontrar descanso e ar fresco, bebendo uma jola ou indo à casa de banho. Isto em modo de preparação para quando os The Sunflowers subissem ao palco, com a mesma destruição dos concertos anteriores. 





Antes dos 'girassóis' começarem a malhar, acompanhados pelo Frederico Ferreira dos 800 Gondomar no baixo, já se sentiam as faíscas no ar do aquário, aquela "calma antes da tempestade" para ver o que os The Sunflowers tinham para apresentar. O que se tornou numa completa combustão em 'Cool Kid Blues', a primeira música de The Intergalactic Guide To Find The Red Cowboy. Por aqui seguiram o alinhamento do álbum, passando pela reavivada 'The Witch', as já conhecidas 'Charlie Don't Surf'' e 'Hasta La Pizza_ Rest In Pepperoni', mas também, obviamente, as músicas que eram desconhecidas neste álbum. Destas novidades podiam-se destacar 'Post Breakup Stoner' e 'Talk Shit_ People Suck', dois dos melhores momentos de The Intergalactic Guide, que ao vivo foram sentidas com uma vontade incrível tanto pela banda, como pelo público incansável que estava a dar tudo. 
Como podem advinhar, o ambiente na ZDB era de uma valente festa, essa que teve o seu auge na última música, a habitual 'I Wanna Be Your Dog' dos The Stooges, quando o palco foi invadido por este público mais jovem, e eventualmente, mais solto. 




Para terminar, é de louvar todo o esforço que os The Sunflowers têm feito nos últimos anos, afirmando-se como uma das bandas mais trabalhadoras no nosso país. E isto reflecte-se na grande quantidade de concertos que os 'girassóis' dão, no seu vasto merchandise original, e nesta apresentação do seu primeiro álbum. Noite esta que foi, certamente, muito especial para os The Sunflowers e os seus grandes fãs lisboetas.


Texto: Tiago Farinha
Fotografia: Vera Marmelo (cedidas pela Galeria Zé dos Bois)  

0 comentários:

Enviar um comentário