quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Reportagem: Wild Beasts [Jameson Urban Routes, Musicbox - Lisboa]


O Jameson Urban Routes celebra este ano o seu décimo aniversário e um dos grandes atractivos desta edição foi o regresso dos Wild Beasts ao nosso país para apresentarem o seu mais recente disco, Boy King, depois de passagens por Paredes de Coura em 2011, palco Vodafone do Rock in Rio e Vodafone Mexefest em 2014.

Às 21h30 já nos encontravamos na sala lisboeta completamente lotada para receber estas bestas britânicas. As luzes apagaram-se e ouvia-se no ar "Song to the Siren" de This Mortal Coil. Só depois deste momento celestial é que o quarteto entrou em palco. O concerto começou com o um dos singles de Boy King, "Big Cat", música fortemente marcada pelos sintetizadores, promovendo a dança dos mais desinibidos.

"We Still Got the Taste Dancin' On Our Tongues" trouxe-nos o que de melhor a banda tem para nos oferecer: Two Dancers, aclamado álbum que a banda editou em 2009. O público, já mais solto, dançava e aplaudia fortemente um dos temas mais conhecidos do quarteto. Seguiu-se "Ponytail", outro tema de Boy King,  com o seu baixo groovy, continuando a toada dançante deste concerto.  "Simple Beautiful Truth", cantanda a meias por Hayden e Tom, introduziu-nos Presente Tense, álbum editado em 2014. Deste álbum foram também interpretados "Mecca" e "Wanderlust", tema que levou ao delírio geral logo que soaram os sintetizadores hipnotizantes.

Smoother não ficou esquecido, tendo sido interpretado temas como "Bed of Nails", onde se destacou a excelente performance vocal de Hayden, e "Lion's Share", uma das favoritas do público. O concerto prosseguia a bom ritmo com a pop afrodisíaca de Boy King e os temas "Colossus" e "2BU". A máquina de dança já estava bem oleada até que Hayden remata com:" We didn't want Brexit. Who voted is a very stupid cunt", demonstrado a simpatia que a banda tem pelo seu público internacional. 


"Hooting & Howling" foi um dos momentos altos da noite. As saudades que Two Dancers nos deixou foram compensadas com este interpretação. "Let's get fucked up" diz Hayden ao iniciar a energética "Though Guy". O vocalista estava entusiasmado com o público, apertando as mãos aos fãs mais ferverosos. Segue-se "Alpha Female", com a sua batida ritmada, a terminar a primeira parte do concerto. 

Após uns 5 minutos de ausência, a banda volta para um encore coroado pelo excêntrico single "Get My Bang". Agradecerm a amabilidade do público dizendo que Lisboa lhes enchia a alma. Surgiu "Celestrial Creatures", música em que os sintetizadores soam a guitarras. 

"I want to feel you. I think we would be great together". Foi assim que os Wild Beasts terminaram o concerto com "All The King's Men", uma das melhores canções compostas pelos britânicos. Hayden decidiu nesta música ir até ao público sentir o seu carinho, cumprimentando-o. 

Percorrendo praticamente todos os álbuns da discografia excepto Limbo, Panto (2008), a banda presenteou-nos com uma óptima performance, conseguindo unir-se ao público e demonstrar que são mesmo umas bestas de palco. Ninguém saiu daquela sala sem se ter divertido, é a verdade simples e bela.

Wild Beasts @ Jameson Urban Routes 2016

Texto: Rui Gameiro
Fotografia: Daniela Oliveira

1 comentário: