quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Reportagem: Alex Cameron [Café Au Lait - Porto]


Alex Cameron, conhecido por ser integrante da banda australiana Seekae, lançou o seu primeiro disco a solo no passado mês de Agosto, a primeira data da sua tour Europeia foi no Café Au Lait no Porto sendo a encarregada deste evento a editora vimaranense Revolve. Como grande apreciador deste disco de estreia era imperativo marcar presença neste concerto.

Sem grandes apresentações, Alex e Roy Molloy — o seu “amigo e parceiro de negócios” , — iniciaram o concerto com “Mongrel”, penúltima faixa de Jumping The Shark, o disco que vieram apresentar (mais tarde Cameron explicou-nos que escreveu essa música a pensar numa espécie de casa isolada e que a mesma era uma metáfora para a sua então atual condição mental). Com o seu estilo bastante singular de dançar (dêem uma olhada aos videoclips) o australiano cedo conquistou o público. Ainda que tímido, Cameron revelou-se comunicativo com o público.

Continuaram a viagem pelo disco com “Happy Ending” o primeiro tema do mesmo. A actuação de Alex corresponde precisamente ao esperado: as suas magníficas canções e os seus exuberantes passos de dança aos quais se junta ocasionalmente o saxofone de Roy. Pode ser destacado o tema “Internet” em que o artista confessou sentir-se comovido sempre que o canta.

Para além da componente musical o espetáculo de Cameron assenta também na comunicação com o público (que infelizmente alguns dos presentes decidiram negligenciar com conversas paralelas). Através do seu diálogo (quase monólogo) com o público, Alex, sempre bastante cómico, comparou o seu “amigo e parceiro de negócios” Roy a Brad Pitt, fez alguma publicidade às cassetes que tinha para vender, elogiou a bola de espelhos da cave do Café Au Lait, falou da cidade do Porto e do hotel em que estava a ficar, aprendeu algumas palavras em português (pedir a portugueses para ensinar palavras é sempre muito didático e produtivo, não é?) e ainda teve tempo para contar histórias de infância. Uma atuação artística completa, portanto. Por fim, após Roy abandonar o palco, Alex fez uma cover de “Tie a Yellow Ribbon Round the Ole Oak Tree”, de Tony Orlando and Dawn, que apesar de completamente deslocada e fora de contexto espantou os presentes espalhando alegria por toda a sala.

Setlist:
Happy ending
Real bad looking
The Comeback
She’s mine
Internet
Take care of Business
Tie a Yellow Ribbon Round the Ole Oak Tree (Cover)


Alex Cameron @ Café Au Lait - Porto

Texto: Francisco Lobo de Ávila
Fotos: Eduardo Silva

0 comentários:

Enviar um comentário