sábado, 26 de março de 2016

STREAM: SBTRKT - SAVE YOURSELF



Depois de revelar as faixas "GOOD MORNING", que recebeu a contribuição de The Dream, e "I FEEL YOUR PAIN", acompanhada de D.R.A.M e Mabel, o produtor Aaron Jerome, mais conhecido por SBTRKT, lançou hoje o seu novo projeto SAVE YOURSELF, composto por 8 faixas que já podem ser escutadas no link em baixo. SBTRKT regressa então aos discos após o lançamento de Wonder Where We Land, de 2014, voltando a colaborar com Sampha neste seu novo trabalho, para além dos convidados já referidos anteriormente.


+

sexta-feira, 25 de março de 2016

STREAM: Black Mountain - IV


Os canadianos Black Mountain, nome grande do rock psicadélico, vão editar a 1 de Abril o seu novo álbum de estúdio, IV, o qual pode ser escutado na íntegra aqui mesmo. A banda vem até ao Hard Club, Porto, a 26 de março, com o selo da Lovers & Lollypops, e ao Musicbox, Lisboa, a 28 de março.

+

[Review] Mondo Drag - The Occultation of Light


The Occultation of Light // RidingEasy Records // 26 fevereiro de 2016
8.0/10

Naturais de Oakland e acabados de lançarem o seu 3º álbum, apresento-vos Mondo Drag, banda que visitará terras lusitanas no Sound Bay Fest que decorrerá dias 29 e 30 de Abril. Esta banda foi uma das maiores surpresas do ano passado para fãs de rock psicadélico e progressivo com o seu segundo álbum (self-titled),  aparecendo em inúmeras listas dos melhores álbuns de 2015 para diversos bloggers.

Nesta terceira aventura (segunda lançado pela RidingEasy Records), a banda continua a explorar o som com influências de bandas como Hawkwind, King Crimson, Yes, Goblin ou Magma, bem ao estilo dos anos 70. No entanto, a pergunta que fica é: qual a diferença entre estes dois álbuns?

Comparando estes dois álbuns, podemos afirmar que a banda se mostra mais segura e com uma técnica mais refinada. O arranque desta viagem cósmica é com “Initiation”, aquecimento para os ouvidos e a mente do ouvinte. O sintetizador de John Gamino marca passo nesta trip. Sem quebrar o ritmo, “Out of Sight” apresenta um hard rock direto com guitarradas de fazer inveja aos antecessores que inspiraram Mondo Drag. A música extra, “Ride the Sky”, segue o mesmo caminho, lembrando o amor que a banda tem pelo rock n' roll.



Em “Rising Omen” a nave que nos transporta desacelera para tempos mais lentos, levando o ouvinte a apreciar o psicadelismo. “Incendiary Procession”, uma ode ao rock psicadélico moderno, está dominada por sintetizadores, uma batida constante de bateria e por efeitos sonoros que parecem retirados de uma ficção científica de categoria B. “The Eye” vive num ambiente minimalista e num misterioso crescendo psicadélico, com influências orientais, que mais parece um piscar de olhos aos The Doors

Já a faixa “In Your Head (Part I & II)” (que faz justiça ao seu nome) desenrola no sentido oposto, uma vez que começa numa grande intensidade e acaba numa paisagem calma. “Dying Light”, ultima faixa do disco, pretende mostrar o que estes homens melhor sabem fazer. Tudo começa com um arrebatador solo de sintetizador, seguido de uma secção inclinada para o groove, pontuado pelo baixista e baterista, e termina com uma hipnótica jam protagonizada pelas guitarras e sintetizadores.

Em The Occultation of Light, Mondo Drag provam que são uns exímios instrumentalistas e que vieram, não para serem uns músicos que prestam tributo às suas bandas favoritas, mas que querem deixar uma marca na cena, e com o seu próprio som. 

+

WoodRock Festival fecha cartaz com Spectral Haze e Keep Razors Sharp

Tendo prometido ontem, anunciarem hoje as últimas bandas que encerravam o cartaz da edição 2016 do Festival Woodrock, foi hoje revelado que Spectral Haze da Noruega e os portugueses Keep Razors Sharp serão as últimas bandas a serem adicionadas ao cartaz.



Assim estes nomes juntam-se a variadas bandas nacionais, como Killimanjaro, Big Red Panda, 10 000 Russos, Plus Ultra, Switchtense, Dollar Llama e Miura, e internacionais, El Paramo, The Grand Astoria e Soleil Noir.

O festival decorrerá nos dias 22 e 23 de julho, os bilhetes gerais estão à venda por 16€ de 1 de fevereiro até 29 de fevereiro, a fase II custará 18€ e decorrerá de 1 de março a 30 de abril, por fim a fase III custará 20€ A partir até 1 de maio.


+

STREAM: 800 Gondomar - Circunvalação EP


Quase um ano e meio depois do seu EP de estreia, os portuenses 800 Gondomar editaram ontem o seu segundo registo, Circunvalação, que vai ser apresentado hoje à noite no Sabotage Club. Este EP é nos apresentado em 5 músicas, gravadas no Cão da Garagem com o gajo dos Sunflowers, todas elas com a energia que os 800 Gondomar já nos habituaram.

Podem ouvir Circunvalação aqui em baixo, e quiçá, comprar uma cassete por 4 dinheiros.


+

quinta-feira, 24 de março de 2016

Cigarettes After Sex, Lust for Youth e Orelha Negra confirmados em Paredes de Coura


 Cigarettes After Sex, Lust for Youth e Orelha Negra são os novos artistas confirmados no Festival Paredes de Coura, que decorre de 17 a 20 de agosto nas margens do rio Taboão. 

Os outros artistas que já integram o cartaz são LCD Soundsystem, Thee Oh Sees, Kevin Morby, Suuns, Unknown Mortal Orchestra, Cage The Elephant, Chvrches, The Tallest Man on Earth, Sharon Jones, Ryley Walker, Sleaford Mods e The Bohicas.

Os passes gerais custam 90€.



+

Vídeos da Semana #79


Semana de férias da Páscoa e os vídeos chegam mais cedo. Como resumo da referida é de destacar as novas produções audiovisuais de Marissa Nadler, Kevin Morby, Night Beats, Slow Riot e Spector, este último com direito a vídeo interativo em 360º. 

É ver.

1 - Marissa Nadler - "All The Colors Of The Dark"

2 - Kevin Morby - "Dorothy"

3 - Night Beats - "Power Child"

4 - Slow Riot - "Trophy Wife"

5 - Spector - "Tenner"


+

Reportagem: Favela Au Lait #26 - Um Ao Molhe [Café Au Lait - Porto]



Na passada quinta-feira decidi aproveitar para ir à primeira paragem do Um Ao Molhe, no Porto, este ano, que se encontrava integrada no Favela Au Lait, o projecto que tem sido desenvolvido pela Favela Discos, todas as quinta-feira (sendo esta a vigésima sexta), que traz ao Café Au Lait concertos diversos. No Café Au Lait, ainda com a cave fechada, aproveitei para ir bebendo um fino enquanto passavam temas de projectos bastante conhecidos como, por exemplo, Temples e Mac DeMarco.  

Por volta das 22:20, com a cave bastante composta (para o inicio da noite) os concertos começaram com Nul, o projecto a solo de Dora Vieira. A mistura da voz com os repetidores e restantes elementos dos seus sintetizadores mostrou-se bastante interessante apesar de se tornar um pouco repetitiva passado um bocado. Infelizmente durante esta atuação houve problemas com as colunas e, durante as ultimas músicas, na cave, era possível ouvir-se a música que vinha da sala de cima criando alguma confusão.


Quando Nils Meiser iniciou o seu concerto já todos os problemas tinham sido resolvidos e começou aquela que iria ser a surpresa da noite. Ritmos impossíveis de resistir a dançar ou, pelo menos, bater o pé numa cave cheia (algo que me surpreendeu por ser um dia de semana). Foi possível perceber que esta edição do Favela Au Lait tinha público internacional pois, ao meu lado, estavam ingleses a falar demasiado alto, facto que não me impediu de aproveitar ao máximo este concerto.

Tundra Fault começou por volta das 00:30 e o facto de ser o projecto mais conhecido da noite reflectiu-se na quantidade de pessoas presentes. Este concerto começou devagar mas lentamente se tornou quase num seguimento do seu antecessor. Infelizmente não me foi possivel assistir a todo o concerto, assistindo apenas a cerca de vinte minutos do mesmo. 


O Favela Au Lait e o Um Ao Molhe são projectos bastante interessantes que dão a conhecer novas bandas e projectos, de vários estilos musicais, que, facilmente, ficariam fora do radar de muitos amantes da música. Nesta quinta-feira (24 de Março), no Favela Au Lait, irão estar presentes as Pega Monstro, Rudolfo+Woner e a noite acabará com um dj set do Sarnadas, também conhecido como Coelho Radioactivo.

Texto: Francisco Lobo de Ávila

+

El Guincho e Islam Chispy confirmados para o Milhões de Festa


Mais uma quinta-feira de confirmações por parte do Milhões de Festa. 
Hoje foram então confirmados Islam Chispy & EEK e ainda El Guincho que nos irá mostrar o seu novo álbum "Hiperasia"
Regressa assim a casa para fazer mexer mais uma vez Barcelos 
Juntam-se assim a GOAT, Sons of Kemet e também a outro filho pródigo The Bug.






                                              


                                              






+

The Loafing Heroes editam novo álbum a 6 de maio


The Loafing Heroes são uma banda com "casa" em Lisboa mas em constante evolução: um encontro internacional de ideias musicais de vários países liderado pelo vocalista e guitarrista Bartholomew Ryan (Irlanda), com Giulia Gallina (Itália) na voz e concertina, João Tordo (Portugal) no contrabaixo, Judith Retzlik (Alemanha) no violino, xilofone e trompete, Jaime McGill (Estados Unidos) no clarinete baixo, e João Abreu (Portugal) na percussão.

O novo disco, uma pérola intitulada The Baron in the Trees, será editado dia 6 de Maio, depois de dois anos a trabalhar num conjunto de doze canções, tratando-se do melhor e mais elaborado conjunto de canções da banda até hoje, produzido por Tadklimp.



Este novo trabalho será também apresentado no dia 6 de Maio no Musicbox, em Lisboa .A banda, cosmopolita e vagabunda, continua a fundir a música folk com a poesia, world music e pop, interligando violinos, contrabaixo, piano, baixo clarinete e trompete, entre outros instrumentos.

"O Outro Lado" é o primeiro single deste novo álbum e pode ser aqui ouvido.

+

Reverence Valada Underground Sessions com Mão Morta e Bizarra Locomotiva






O Reverence Festival Valada anunciou as Reverence Underground Sessions, que acontecem, pelo menos, uma noite por mês no Sabotage Club, Cais do Sodré, em Lisboa. Fruto de uma parceria com o espaço lisboeta, as Reverence Underground Sessions pretendem mostrar o que de melhor se faz no underground nacional e internacional, dentro do universo rock, mas também receber nomes consagrados num ambiente alternativo e de grande proximidade entre banda e público. 

A primeira session ficou a cargo dos Ringo Deathstarr, no último dia 21 de março, seguindo-se agora os Bizarra Locomotiva e os Mão Morta em dose dupla. 

A Locomotiva que fez estremecer Valada na edição de 2015 sobe ao palco do Sabotage nos dias 22 e 23 de Abril com dois espectáculos distintos. No dia 22 o alinhamento é composto pelos 3 primeiros discos da banda, que preenchem o intervalo de tempo 1993-2003, e no dia 23 serão tocados os 3 últimos álbuns, que compreendem o trabalho desenvolvido de 2004 até 2015. Os bilhetes para esta session custam 8€.


Os Mão Morta também se apresentam em dose dupla nos dias 27 e 28 de Maio. Deixaram os grandes palcos (e os artíficios de espectáculo a eles associados) para se apresentarem em formato nu e cru. Uma espécie de “regresso ao underground”, depois de 30 anos a tocar nos maiores e mais importantes palcos do país. Esta session tem o custo de 12,5€ com oferta de 1 imperial.


Para estas duas sessões - Bizarra Locomotiva e Mão Morta - o Sabotage Club aceita reservas através do email: sabotage@sabotage.pt

+

Quintron & Miss Pussycat atuam em Leiria a 29 de março



O Covil da Preguiça, Leiria, recebe a 29 de Março o norte-americano Quintron. De volta à Europa e acompanhado uma vez mais por Miss Pussycat e o seu 'muppet show', Quintron convida-nos a assistir a todas as canções que o tornaram numa lenda viva. Como se de um Prince do underground se tratasse, move-se entre a disco, o garage, o rock e o noise como um peixe na água, tudo isto com a sua perícia de tocar vários instrumentos ao mesmo tempo. O artista tem também presença marcada pelo Sabotage Club no dia seguinte.


O concerto tem início às 19h e a informação dos preços está disponível em baixo:

Reservas
estudantes 3€ / geral 4€ (até 27/Mar. para yayayeahmusic@gmail.com)

No dia:
estudantes 4€ / geral 6€

+

quarta-feira, 23 de março de 2016

DJ Shadow confirmado no Super Bock Super Rock



O festival Super Bock Super Rock voltou a surpreender-nos com mais uma excelente confirmação, com Dj Shadow a juntar-se ao cartaz para uma atuação no palco Calsberg do dia 14 de Julho. Também confirmado para o palco Calsberg está o português Dj Ride, que atuará no último dia do festival, e Bomba Estereo, que se junta a Dj Shadow no dia 14 de Julho. 
Dia 14 marca então o regresso de DJ Shadow, uma das mais importantes figuras da música trip hop e autor de um dos melhores álbuns da década de 90 com o colosso Endtroducing, de 1996, que comemora este  ano 20 anos de existência. Relembre-se também que 2016 poderá marcar o regresso do californiano aos discos, com o lançamento da mais recente faixa "Swerve", no final do ano passado e que podem ouvir em baixo.
O Super Bock Super Rock realiza-se no Parque das Nações entre os dias 14 e 16 de Julho, e os preço encontram-se disponíveis ao preço de 50€ (bilhete diário) e 95€ (passe 3 dias). 





+

Black Mountain atuam esta semana no Porto e em Lisboa


Com um carreira a merecer ovações de sectores diferentes, desde os aficionados do riff até aos viciados em canções, os Black Mountain são o nome seminal do rock cósmico e de puxar ao headbang que faltava tocar em Portugal. Depois de uma passagem pelo Festival Tremor, Açores, a banda vem até ao Hard Club, Porto, a 26 de março, com o selo da Lovers & Lollypops, e ao Musicbox, Lisboa, a 28 de março, para apresentar o seu novíssimo quarto álbum de estúdio, IV, com edição a 1 de abril. 



No Hard Club a primeir parte fica a cargo dos Killimanjaro e os bilhetes custam 18€ antecipadamente e 20€. No Musicbox os bilhetes custam 20€.

+

Ciclo de concertos "Sinais de Fumo" regressa com Filho da Mãe


Após o concerto de Tó Trips em Dezembro, o ciclo de concertos "Sinais de Fumo" promovido pela Experimentáculo Associação regressa dia 9 de abril com Filho da Mãe.

O guitarrista volta assim a Setúbal para mostrar o seu mais recente trabalho Mergulho.
Os bilhetes serão vendidos no dia pelo preço de 5€ e o concerto começará por volta das 22 horas.



+

Favela au Lait #27 com Pega Monstro, Rudolfo + Woner e Sarnadas DJ7




A residência da Favela Discos no Café Au Lait, Porto, decorre todas as quintas feiras desde setembro passado. Esta semana, #27, podemos contar com concertos de Pega Monstro, Rudolfo + Woner e Sarnadas DJ7.Os concertos são na cave, sempre à pala.



+

terça-feira, 22 de março de 2016

Tuff Slang lançam single de estreia, "Nothing All The Time"


Os Tuff Slang, oriundos de Chicago, editaram recentemente o seu primeiro single - "Nothing All The Tame" - que segue como primeiro avanço do que poderá vir a ser um futuro EP, idealizado pelo trio. Os Tuff Slang são um projeto paralelo de elementos das bandas Secret Colours, Dirty Rotten Sunshine e A Lull que combina as influências mais importantes de cada um na sua música.

Com a missão inicial de criar uma banda de rock, os Tuff Slang apresentam agora o primeiro single, "Nothing All The Tame", uma das primeiras canções que compuseram, como banda, em ensaios. O single traz uma voz semelhante à de Kevin Morby a acompanhar uma sonoridade cheia de riffs solarengos. O resultado é positivo; afinal a primavera chegou e os Tuff Slang já nos preparam para o melhor do verão.


+

Colado traz Galgo, Basset Hounds e Fugly ao Musicbox a 14 de Abril


Depois de casa cheia no Musicbox em Fevereiro, as noites Colado regressam a 14 de Abril, com Galgo, Basset Hounds e FUGLY. O início é às 21h30 e os bilhetes custam 6€ (pré-venda) e 8€ (à porta).

+

STREAM: Daily Misconceptions - Our Little Sequence of Dreams


Imaginado e criado num quarto há quase uma década, o universo de Daily Misconceptions está hoje em expansão. Our Little Sequence of Dreams é o primeiro longa duração do músico João Santos, aka Daily Misconceptions, e apresenta-se como um decalque do mundo technicolor em que habita. Ao todo este disco apresenta sete canções que se podem descrever, na sua sonoridade, como o casamento perfeito entre a eletrónica e a música pop.

Our Little Sequence of Dreams, editado a 21 de março, pode ser ouvido na íntegra abaixo e descarregado de forma gratuita aqui.


+

BISPO, Gala Drop e Djumbai Djazz no Aqui É PURO FUN


A PURO FUN, responsável pela mensalidade Clube Z no verão passado, vai assinalar o seu primeiro aniversário no dia 7 de maio, com um evento que já tem confirmadas bandas como Pega Monstro, Jibóia e Luís Severo. A estes nomes juntam-se agora BISPO, Djumbai Djazz e Gala Drop.

Esta festa, que tem o nome Aqui É Puro FUN, vai decorrer num lugar a assinalar na Av. 24 de Julho, em Lisboa, e os bilhetes já estão em pré-venda por um custo de 10 euros.

BISPO


Gala Drop


Djumbai Djazz


+

Kode9, um dos nomes maiores do dubstep londrino, inaugura a primeira gnration club night


Esta quinta-feira, 24 de março, o gnration apresenta a primeira gnration club night, uma noite dedicada aos melhores nomes da atualidade da música de dança. 
Kode9, fundador da conceituada editora Hyperdub, passa por Braga em data única. Nigga Fox e Consórcio completam a noite. A primeira gnration club night propõe uma viagem entre Braga e o mundo das mais graves frequências. 


Blackbox 
23:30 - Consórcio (Terzi, Ludovic, Lukkas, King Fu, Midnight) 
00:50 - Kode9 
02:40 - Dj Nigga Fox 

Pátio Interior 
01:00 > 04:00 - Consórcio 

Os bilhetes custam 5€ e podem ser adquiridos através da bilheteira online – https://gnration.bol.pt, balcão gnration e locais habituais. 

+

Viking Moses + Daily Misconceptions esta sexta no Lusitano Clube


Depois de ter feito uma pequena pausa em quase duas décadas de tournée, Viking Moses projeto a solo de Brendon Massei, volta finalmente com a sua guitarra às ruas de Lisboa. A apresentar Jahiliyah, último álbum, assim como músicas novas, o cantautor apresenta-se no Lusitano Clube, pelas 18h30 da próxima sexta-feira dia 25 de março. A primeira parte fica assegurada pela electrónica do português Daily Misconceptions, que dará ênfase à construção de paisagens, unindo-as através de pequenas subtilezas sonoras em detrimento da saturação sonora.

Os concertos têm o selo da Nariz Entupido e os bilhetes podem ser adquiridos pelo preço de 5€, estando disponíveis à porta e no dia. Informações adicionais aqui.


+

The Miami Flu, Capitão Fausto e mais no Party Sleep Repeat


Há mais nomes a juntarem-se ao Party Sleep Repeat que na edição deste ano se estende a dois dias - 22 e 23 de abril -, na já conhecida Oliva Creative Factory, em S. João da Madeira. Depois das confirmações já reveladas, a organização adicionou os Basset Hounds, a apresentarem o mais recente disco de estreia homónimo, e os Capitão Fausto. Hoje foram revelados mais três novos nomes - The Miami Flu, Bandidos e MVRIA - e o cartaz já começa a ganhar forma final. 

A programação por dias, das bandas confirmadas até ao momento, pode ser consultada abaixo. Ainda não há conhecimento do preço dos bilhetes. Informações adicionais podem ser consultadas aqui.






22 de abril 
Basset HoundsHoly Nothing, MVRIAPAUS, The Miami Flu.

23 de abril 
Bandidos, Capitão Fausto, Equations, Ganso, XINOBI.


+

Karin Park junta-se ao cartaz do Entremuralhas


A sueca Karin Park é o décimo primeiro nome a juntar-se ao cartaz do Entremuralhas e a terceira a representar a nacionalidade em território português depois dos confirmados KITE e Angelic Foe. A artista estreia-se no Palco Corpo, ainda sem dia definido, em apresentação do seu mais recente disco, Apocalipse Pop, editado em 2015.

A singer-songwriter (também modelo e atriz) iniciou-se na música em 2003 com o álbum Superworldunknown, a arrebatar o prémio de melhor nova artista pop do ano. Posteriormente editou Change Your Mind (2006) e Ashes To Gold (2009), mas foi com o álbum Highwire Poetry (2012) que Karin Park, decididamente, encontrou a sua sonoridade de marca. O disco, produzido por Christoffer Berg (conhecido por trabalhar com The Knife, Fever Ray ou Massive Attack) foi extraordinariamente bem recebido pela crítica que etiquetou a sua música de “electro-goth” ou de “industrial-pop”. A sua voz é comparada à de Bjork, sobretudo, nos seus temas mais calmos. 



O Festival Entremuralhas decorre entre 25 a 27 de agosto de 2016, no Castelo de Leiria. À exceção de Har Belex que tocam a 27 de agosto, no palco Igreja da Pena, ainda não é conhecido o alinhamento das restantes bandas por dias.

Artistas já confirmados: 
Angelic Foe, Corpo-Mente, Dark Door, Frustration, Geometric Vision, Har Belex, IANVA, Karin Park, King Dude, Kite e Silent Runners.


+

Cabaret Voltaire estreiam-se em Portugal no Festival Forte




Os Cabaret Voltaire, banda mítica da música post-punk e industrial, vêm à próxima edição do Festival Forte, num concerto que marca a estreia em piso nacional da banda natural de Sheffield. Ao lado de bandas como Suicide e Throbbing Gristle, os Cabaret Voltaire definiram os caminhos da música eletrónica e industrial, influenciando artistas como Nine Inch Nails e Gary Numan. A banda junta-se assim aos já confirmados Ben Frost, Apparat, Ben Clock e muito mais. O Festival Forte realiza-se no castelo de Montemor-o-Velho entre os dias 25 e 27 de Agosto e o preço dos bilhetes varia entre os 70€ e os 75€.


+

Lust For Youth visitam Lisboa em abril


Depois do lançamento de International (2014), os dinamarqueses Lust For Youth viraram-se para uma decadência mais luminosa e pop sem no entanto esquecer as suas influências base iniciais. O trio, composto por Hannes Norrvide, Malthe Fischer & Loke Rahbek, desenhou uma nova decadência para si mesmo e chega agora a Lisboa para apresentar o mais recente disco de originais, Compassion, editado este mês pela conceituada Sacred Bones

A banda regressa assim a Portugal para um concerto com data única, a ter lugar no Musicbox, em Lisboa, a 16 de abril, uma sexta-feira. Os bilhetes para o concerto têm um preço de 8€


+

segunda-feira, 21 de março de 2016

Oiseaux-Tempête mostram nova música [Threshold Premiere]


Os Oiseaux-Tempête, dupla francesa de post-rock e free jazz formada por Frédéric D. Oberland e Stéphane Pigneul (ambos membros de Farewell Poetry e Le Réveil des Tropiques), vai editar um novo álbum em meados de maio. O disco recebe o nome de Unworks & Rarities e trata-se de uma compilação de lados B gravados entre 2012 e 2015, incluindo uma colaboração com G.W. Sok (The Ex) e Gareth Davis

Como primeiro avanço deste novo trabalho encontra-se já disponível para audição na íntegra o single "Quai de l'Exil", disponível abaixo. O novo trabalho sucede assim ÜTOPIYA?, editado no ano passado.

Unworks & Rarities tem data de edição prevista para 13 de maio com o selo da Sub Rosa.





Oiseaux-Tempête Tracklist:

1. Eclipse & Sirocco
2. Quai de l'Exil
3. No Go(l)d
4. Black As Midnight On A Moonless Night
5. The Strangest Creature on Earth
6. Nec Mergitur

+

domingo, 20 de março de 2016

Reportagem: Youthless [Maus Habitos - Porto]


A noite de 12 de Março, na cidade do Porto, esteve bastante bem servida de servida de concertos. Optei por começar a noite no Maus Hábitos, com o concerto dos Youthless, a banda que lançou o seu primeiro longa duração há cerca de duas semanas.

Por volta das 22 horas o maus hábitos ainda se encontrava vazio e a sala onde decorreria o espetáculo ainda não tinha aberto. 10/15 minutos depois a sala foi aberta e o público foi entrando. Pouco depois começou-se a ouvir “All Hail This Glorious No Age”, sample retirado de “Sail On”, a primeira música de This Glorious No Age, que anunciava o início do concerto ao estilo do álbum novo. Como habitual faziam-se acompanhar por Francisco Ferreira dos Capitão Fausto, a pessoa mais indicada para controlar os teclados de uma banda como esta. 

O publico encontrava-se muito tímido mas primeira música foi tocada de forma exímia e apesar de em estúdio parecer impossível de melhorar, ao vivo, prova que estávamos completamente errados. Também o primeiro interlúdio do álbum soou melhor ao vivo e chegamos assim a “Golden Spoon”, o primeiro single do álbum, talvez o tema que teve melhor recepção por parte do público na primeira parte do concerto. A esta altura qualquer dos presentes minimamente conhecedor de This Glorious No Age já tinha percebido que a banda optaria por tocar o álbum por ordem garantindo, assim, a continuidade que é possível escutar em estúdio.
Os Youthless continuavam a mostrar o seu álbum e faziam-me gostar ainda mais dele, cada música, cada interlúdio, cada pormenor. 


Foi possível perceber que muitos interlúdios foram feitos, para além de para garantir continuidade, para ser tocados ao vivo. Infelizmente o público parecia não estar a receber/perceber tão bem o concerto ou então apenas continuava tímido, não se verificava movimento algum da sua parte. Pela quarta vez ao vivo ouvi “Lightning Bolt”/”Skull and Bones” e , desta vez, foi a vez em que me soou melhor, talvez por já ter ouvido a versão de estúdio inúmeras vezes.

Após “High Places”, um dos melhores temas do disco, em vez de "Holy Ghost", como seria esperado, disseram que não iriam tocar os dois temas que faltavam para terminar o álbum, “This Glorious No Age” e “Lucky Dragons", perguntaram então se alguém queria ouvir uma música em específico e a resposta foi imediata “Good Hunters” mas, infelizmente, não foi possível tocarem e passaram, assim, para Telemachy e as suas primeiras faixas “The Beasts”/ “In Motion”, sendo estas melhor recebidas pelo público, o que mostrou que talvez o seu problema fosse não conhecer tão bem o álbum da banda. “Drugs” foi um ponto alto e “Monsta” que adoptou elementos de “Golden Spoon” deixou rendidos aqueles que no estavam totalmente convencidos. Para finalizar escolheram revisitar o antigo mOnSta EP com “Casper Butterflip” e pediram para abrir um circle pit ou uma Wall of Death. Optou-se por uma “Wall of Death” que acabou por se transformar num “mosh pit”, criando um momento muito divertido.

Com este concerto os Youthless mostraram que tudo o que fazem em estúdio conseguem reproduzir ao vivo e que se adaptam a qualquer sala onde toquem. Apesar de não ter superado a diversão do concerto no Plano B, durante o D'Bandada 2015, foi a vez em que tocaram melhor.


Setlist:

Sail On
Death of the Tyrannosaurus Rex
Golden Spoon
Neu Wave Suicide
Smersh
Mechanical Bride
Silver Apples
Attention
Pale Horse and Rider
Lightning Bolt
Skull and Bones
Black Keys White Lights
High Places
The Beasts 
In Motion
Drugs
Monsta
Casper Butterflip

Texto: Francisco Lobo de Ávila
Fotografia: Paulo Homem de Melo/ Glam Magazine

+