sábado, 18 de junho de 2016

Vídeos da Semana #85


Saudades da rubrica dos vídeos da semana? 
Estamos de regresso com The Tallest Man On Earth, Editors, The Wytches, The Descendents e Darkstar com Empress Of. Tudo para ver ali em baixo.

1 - The Tallest Man On Earth - "Time Of The Blue"

2 - Editors - "All The Kings"

3 - The Wytches - "Who Rides?"

4 - Descendents - "Victim Of Me"

5 - Darkstar & Empress Of - "Reformer"

+

sexta-feira, 17 de junho de 2016

Aqueles álbuns que deves ouvir antes do Super Bock Super Rock #1


O Super Bock Super Rock vai este ano para a sua 22ª edição, decorrendo pelo segundo consecutivo no Parque das Nações. Com um mês ainda pela frente até os dia 14,15 e 16 de julho, está na hora de começarmos a ouvir as bandas e os discos que mais nos marcaram ao longo da vida. 

Fiquem aqui com os álbuns essenciais à sobrevivência no festival à beira Tejo.

Iggy Pop - The Idiot


The Idiot foi o álbum de estreia de Iggy Pop a solo, composto e gravado em colaboração com David Bowie em 1977. Marca um afastamento da sonoridade punk e hard rock da banda de Iggy, os Stooges, sendo muito comparado aos álbuns Low e Heroes, de Bowie, muito por culta dos seus efeitos eletrónicos e atmosfera introspectiva. Um dos marcos da música post-punk, industrial e eletrónica, representa uma das maiores influências de bandas como Joy Divison, Depeche Mode, Nine Inch Nails. Curiosamente, foi este o álbum que Ian Curtis estava a ouvir quando decidiu por termo à sua vida.


The Idiot funciona também com uma influência para o último trabalho de Iggy Pop, Post Pop Depression, editado este ano, por isso podemos esperar que algumas dos seus temas sejam interpretados no Palco Super Bock a 15 de julho



Kendrick Lamar - To Pimp a Butterfly


To Pimp A Butterfly é o terceiro álbum de Kendrick Lamar. Editado no ano passado, impõe-se como uma das mais brilhantes fábulas da música contemporânea e desde já como um dos marcos da história do hip hop. Mas não só de hip hop se faz o tão aclamado To Pimp A Butterfly, envolvendo vários elementos do free jazz, soul, funk, spoken word, muito por culpa dos colaboradores que ajudaram na produção: Flying Lotus, Snoop Dogg, Pharrel Williams, Sufjan Stevens, Kamasi Washington, Thundercat, entre outros.

As letras são ricas, as mensagens são fracturantes e a sua malha instrumental brilhante e complexa. Exploram uma variedade de temas políticos e pessoais que dizem respeito à cultura africo-americana, desigualdade racial, depressão e discriminação.

Será que ao vivo To Pimp A Butterfly é tão impressionante como em estúdio? 

Espermos que a criatividade e paixão com que foi produzido este disco possa dar lugar a uma atuação única e brilhante no palco Super Bock a 16 de julho.




Fidlar - Fidlar


Os californianos FIDLAR, compostos por Zac Carper na guitarra, Brandon Schwartzel no baixo, e pelos irmãos Max e Elvis Kuehn a preencher a bateria e a guitarra, respetivamente, são uma banda de skate punk originária de Los Angeles. Formados em 2009, sob o nome ‘Fuck the Clock’, Zac e Elvis conheceram-se em trabalho num estúdio de música, onde gravaram as suas primeiras músicas no tempo livre, mais tarde lançadas sob o nome FIDLAR (Fuck It Dog Life’s A Risk). Com EP’s bem recebidos pela imprensa, e já com uma base de fãs considerável devido à internet, os FIDLAR lançaram então o seu primeiro álbum, de nome homónimo, em janeiro de 2013. 

Este álbum rapidamente se tornou num clássico do punk americano, onde é difícil apontar uma ou duas músicas que se destaquem devido à sua coesão explosiva. Conhecidos pelos seus concertos enérgicos e sem limites (pois também, não se poderia esperar outra coisa de uma banda punk da California), os FIDLAR vêm estrear-se em Portugal ao Super Bock Super Rock, dia 16 de julho no palco EDP, num concerto a não perder para quem gosta de pura jarda.




Glockenwise - Leeches


Diretamente de Barcelos, no coração do belo norte de Portugal, os Glockenwise são um quarteto de rock oriundo da cidade do Galo. O seu primeiro longa duração, Leeches, editado em 2013, lançou a banda nortenha para grandes palcos como o NOS Primavera Sound e o Vodafone Paredes de Coura, ambos nesse mesmo ano, tendo dado um grande concerto no festival courense. 

Composto por 8 músicas, por onde se destaca "Leeches", música com o mesmo nome deste álbum, a estreia dos Glockenwise nas longas edições fez-se com sucesso, mostrando-nos um lado mais pop do rock, um punk mais descontraído e sem grandes complicações. Como Nuno Rodrigues disse no Sabotage Club há uns tempos em concerto de abertura para os Go!Zilla em tom de gozo - “Nós somos os Glockenwise, tocamos músicas com 3 acordes como as bandas de punk, só que somos mais paneleiros”. 

O que acaba por ser um bom resumo informal do que é este álbum, existindo aqui a conjugação da energia do punk, com as letras mais sentidas e sensíveis do pop. Dia 15 de julho é quando os Glockenwise vão actuar no SBSR, no palco Antena 3, ao lado de outros artistas nacionais como Capitão Fausto e Pista, não percam esta festa.



Os bilhetes têm o custo de 95€ para passe de 3 dias e 50€ para bilhete diário. Podem ser adquiridos nos seguintes locais: Blueticket, Call Center Informações e reservas 1820 (24 horas), no Facebook, FNAC, lojas Worten, El Corte Inglês, ABEP, Portimão Arena; Turismo de Lisboa; lojas Media Markt; Bilheteiras MEO Arena; rede PAGAQUI; Agências Top Atlântico. Place & Tickets.

+

smartini apresentam novo single, Liquid Peace



Os smartini acabam de apresentar o videoclipe do novo Single "Liquid Peace", que fará parte do disco homónimo a ser lançado em meados de Setembro. Este tema foi gravado nos estúdios Sá da Bandeira, no Porto, e é a primeira amostra deste nosso novo trabalho.“Liquid Peace” é o tema de apresentação do novo disco dos smartini. O tema está também disponível para download gratuito através do bandcamp.


+

Isto não é o Milhões de Festa no Porto e Galiza - 17 e 18 de junho


É impossível reduzir o Milhões de Festa aos quatro dias em que o festival transforma Barcelos, mas é possível estender o espírito a outras cidades e contextos e mostrar que nem só de piscina se faz um festival. Depois de paragens em Lisboa e em Coimbra, onde o calor se fez sentir e a Festa aconteceu, os eventos de preparação para o melhor festival do Verão que se anuncia chegam agora à Invicta e à Galiza.

Primeiro, no Círculo Católico dos Operários do Porto, em modo matinée e até à meia noite de dia 17 de Junho, receberemos concertos de Equations, Aries e Pterossauros, e DJ sets da Suave Geração, ideal para repor os níveis de nicotina, e do Paulo Cunha Martins, com um espírito de festa popular portuguesa inconfundível. As entradas custam 4 euros, mas o bom ambiente é de borla.

Já na Galiza, a primeira paragem acontece em Ourense, com três concertos em três salas diferentes: os Equations actuam no El Pueblo, os MonQup actuam no Rock Club e os PALIDA no Grandola. As entradas para os concertos custam 3€.



Mais para diante, o Isto não é o Milhões de Festa pára, ainda, em Braga e Santiago de Compostela, com os seguintes alinhamentos:

02 de Julho - Convento do Carmo, Braga — Vive Les Cones + Lovers & Lollypops SS
02 de Julho - Santiago de Compostela, Cachan + Embora — Killimanjaro + Linda Guilala + BoyankA KostovA + Inoperantes DJset + Dois

Em cada evento serão, ainda, sorteados dois bilhetes para 4 dias do Milhões de Festa 2016.

+

Black Bombaim fecha cartaz do Ponte Party People


Se restavam dúvidas sobre o potencial gaudioso do Ponte Party People, as últimas confirmações dissipam-nas. Aos nomes anteriormente confirmados juntam-se, agora, para marcar presença no Parque de São João da Ponte, os Black Bombaim, a dupla Corona na Casa e Terzi, figurando mais de 6 horas de música seguida.

Estes três novos nomes juntam-se a um cartaz já composto por peixe:avião, Jibóia, Máquina del Amor, Toulouse e Gin Party Soundsystem. O Ponte Party People tem lugar no Parque de São João da Ponte, em Braga, a 2 de Julho. É concebido pela Câmara Municipal de Braga, pela Lotação Variável e pela Lovers & Lollypops, com entrada gratuita.



+

Milhões de Festa - Expectativas #2


Depois de começarmos a mostrar nomes do cartaz, esta semana, vamos tentar conhecer um pouco melhor a cidade que acolhe o festival dos dias 20 a 24 de Julho. A cidade de Barcelos, que recebe já o festival pela décima vez, faz parte do distrito de Braga e tem cerca de 20000 habitantes actualmente. É conhecida por ser a cidade que nos deu o pai do teatro português, Gil Vicente e também por ser a terra do Galo de Barcelos. A existência de Barcelos remete, como em muitos documentos se pode ler, para o ao de 1177 com o rei D. Afonso Henriques.

Após este momento de conhecimento e história, passamos a apresentar mais nomes que farão a festa este ano:

Dan Deacon 



O compositor de música electrónica Dan Deacon já é um conhecido do público português e poderá dizer-se também um grande apreciador deste país de praias e sol. Após a sua primeira passagem no Serralves em Festa de 2009, o artista passou em 2015 pelo NOS Primavera Sound, onde o clima de festa foi instalado instantaneamente no Parque da Cidade deixando o público em êxtase. De recordar é também a passagem pelo Festival Tremor, nos Açores neste mesmo ano.

E no Milhões de Festa? O que esperar deste senhor? Muita diversão, muita dança, muitos sorrisos, não fossem os seus álbuns Gliss Riffer e America álbuns que deixam qualquer um a dar uns passos de dança.

Um artista a ter em atenção este ano graças ao seu poder de cativar a audiência.


THE HEADS



De Bristol para Barcelos numa viagem de stoner rock, os The Heads vêm preparados para deixar o público como a voz na primeira faixa “Legavaan Satellite” do álbum Everybody Knows We Got Nowhere nos diz: vão dar-nos uma verdadeira lição de como unir todos os nossos membros, como estar com o corpo verdadeiramente relaxado ao som de um rock duro, pesado.

São uma banda já antiga mas não estão para velhos. Um dos pesos pesados da música londrina e com álbuns com tendências para o rock psicadélico e stoner rock, The Heads conseguem ser também pesos pesados desta edição do festival Milhões de Festa.


Sun Araw



Prometendo levar qualquer um aos trópicos surgem os Sun Araw, uma banda com ritmos muito tropicais, calmos, que nos fazem lembrar jogos de uma consola antiga. Sempre muito dentro da experimentação, como um cientista no laboratório, é importante também notar algumas influências na sua música dos géneros afro-beat até ao krautrock.

Este ano a banda composta por Cameron Stallones e Alex Grey tem residência artística em Portugal, no gnration onde estão a trabalhar como Sun Araw BandNo Milhões de Festa entraremos na consola e jogaremos todos com uma banda sonora galáctica, que nos levará certamente a outro nível.


Nídia Minaj



Um dos nomes mais conhecidos na noite de Lisboa, Nídia Minaj será talvez a revelação mais recente a actuar neste festival. Com apenas 19 anos, Nídia já conta com o apoio da discográfica electrónica Príncipe Discos, que tem como caras DJ Marfox e ainda o DJ Niggafox, e com um EP de estreia Danger.

A artista conta com passagens em aclamados eventos da música electrónica como o Boiler Room e promete mostrar o que faz a noite lisboeta mexer, desta vez no Milhões de Festa.

+

Samuel Úria em Torres Vedras a 1 de julho


O Margem volta a abrir portas no dia 1 de Julho com , que Samuel Úria vem apresentar Carga de Ombro, acompanhado por Miguel Ferreira (Clã). Os bilhetes têm o custo de 5€ com oferta de 1 bebida simples e estão disponíveis no Posto de Turismo de Torres Vedras, lojas Carsportif e à porta (no dia do evento).

+

MAGAFEST 2016 apresenta cartaz completo


Depois do sucesso da primeira e segunda edição, o festival de celebração das MagaSessions regressa dia 10 de setembro, das 18h às 2h, no Palácio Sinel de Cordes.

O MAGAFEST 2016 ▲▼◆ é um festival de música alternativa e de autor que, este ano, traz para o palco Tó Trips & João Doce, Selma Uamusse, Norman, Carlos Bica & Jim Black, Alek Rein, Madalena Palmeirim, Sopa de Pedra, Abysmo Speed Date e Tra$h Converters.

Os concertos vão encher o terraço do palácio, mas não só. Continuam pelo Salões do palácio por onde ainda nos vamos cruzar com os autores da Abysmo e de outras editoras independentes. Projectos curiosos como a Abysmo Speed Date e os Tra$h Converters vão modelar o ambiente pelo interior do palácio.

Vai ser um dia para celebrar as MagaSessions, sessões musicais que acontecem desde 2012 no Saldanha, com curadoria e na casa de Inês Magalhães. Um espaço invulgar de concertos únicos e íntimos, onde músicos já estabelecidos no panorama musical português, bem como novos talentos que fazem a sua estreia na casa, apresentam aos convidados as mais diversas experimentações sonoras.

Os bilhetes são 20 euros e estarão à venda nas plataformas MagaSessions, na Ticketline e Live Event Ticketing.


+

Combustão Lenta #5: Concon & full dark, no stars


À quinta noite de Combustão Lenta, o Desterro acolhe o regresso muito especial dos Con Con e mergulhamos na escuta profunda ao som de full dark, no stars.

Con Con

Os Con Con, nome utilizado para designar “peixe voador” em São Tomé e Príncipe, país no qual o projecto surge no contexto de uma residência artística, são a interacção entre  o som gerado por uma parafernália de sintetizadores e outros objectos analógicos, da responsabilidade de Jorge Nunes, e a manipulação constante de pigmentos, objectos, e das próprias ondas sonoras em projecções da artista plástica Mariana Marques. Após algum  tempo longe dos palcos, a dupla agora sediada em Sintra regressa para uma noite que se  espera única.



full dark, no stars

Projecto a solo de Rui Miguel, experimentador aventureiro e um dos habituais, por exemplo, das sessões de Escuta Profunda do Panteão Nacional, estreia-se no Desterro para um concerto que o próprio alerta estar cheio de “noise e distorção”. Com recurso a sintetizadores e outros meios de manipulação, full dark, no stars (nome “retirado” a uma colecção de quatro romances de Stephen King), cria um universo onde a imersão sonora é a regra.



As entradas custam 3 euros e revertem totalmente a favor dos artistas. O evento é promovido pela Zigur Artists.

+

Föllakzoid hoje no gnration


Diego, Juan Pablo e Domingo movem-se há sete anos sob o nome Föllakzoid. A vontade de trazerem para o palco uma experiência transe, que pega na herança cultural dos Andes e a coloca em fusão com a música contemporânea, foi maior e hoje são severamente um dos nomes de destaque na exportação chilena. A jogar a seu favor, o casamento com o conceituado produtor e maestro alemão ATOM TM, levaram o trio a expandir a sua mancha sonora e a alcançar universos até então pouco explorados por estes.

De regresso a Portugal, os chilenos psicadélicos trazem III, o mais recente trabalho, novamente com selo da reputada Sacred Bones Records, casa para artistas como Amen Dunes, Marissa Nadler ou Moon Duo. III é um conjunto de quatro partes minimais onde o trio da maior cidade do Chile deixa a sua marca em longas viagens marcada por uma bateria minimal e resultantes em experiência transe.


O espetáculo está marcado para hoje às 22:30, na Black Box do gnration. Os bilhetes custam 5€ e podem ser adquiridos através da bilheteira online – https://gnration.bol.pt –, locais habituais e balcão gnration.

+

quinta-feira, 16 de junho de 2016

Mini Festival de Post-Punk chega a Lisboa e Porto em setembro


É já em setembro que Lisboa e Porto recebem cinco bandas para o mini festival de post-punk que traz quatro nomes internacionais e uma banda portuguesa ás salas Caixa Económica Operária e Hard Club respetivamente. O mini festival recebe a organização d'A Comissão e da Muzik Is My Oyster que nos últimos anos têm trazido vários nomes da cena dark até ao país.

O evento acontece já a 16 de setembro em Lisboa, na CEO e conta com os italianos Japan Suicide, os russos Brandenburg (na imagem acima), os alemães Bleib Modern, os belgas Whispering Sons e os portugueses Morte Psíquica no cartaz. 


No dia seguinte, a 17 de setembro, os Japan Suicide, Brandenburg, Bleib Modern e Whispering Sons rumam até ao Porto, no Hard Club, onde se farão acompanhar pelos portugueses Alma Mater Society e pelos franceses Poison Point.


Os eventos têm início marcado para as 21h00. Os bilhetes para ambos os concertos podem ser adquiridos em pré-venda por 15€. À porta custam 18€ em Lisboa, e 17€ no Porto.

Brandenburg
Os russos Brandenburg formar-se em 2010, em Moscovo, e desde então trabalham a sua sonoridade nos ramos do post-punk, indie rock e alguma new wave. Até Portugal trazem o álbum Empires Will Fall, bem como novos singles, nomeadamente "Mist".


Japan Suicide
Os Japan Suicide são uma banda italiana que explora essencialmente a darkwave, post-punk e coldwave. A banda trará até território nacional o mais recente disco We Die In Such A Plane (2015).


Bleib Modern
Os alemães Bleib Modern formaram-se em 2014 e desde então têm ganho bastante atenção pelo seu post-punk melancolioso, tendo para já lançado dois álbuns e um EP. Lisboa e Porto receberam em primeira mão Vale Of Tears, editado em janeiro do presente ano.


Whispering Sons
Os Whispering Sons são uma banda belga de post-punk formada em 2013. A sua sonoridade dark respira desespero e nervosismo, que se traduz numa atmosfera sinistra. O primeiro EP do quinteto surgiu em dezembro de 2015 sob o nome Endless Party e será certamente tocado no certame em setembro.


Poison Point
Os Poison Point formaram-se em janeiro de 2015 e desde então editaram os EPs Poison. e Motorpsychold, que deverão integrar a setlist do concerto único em Portugal, a 17 de setembro, no Porto.

Morte Psíquica
Os Morte Psíquica formaram-se em 1993, mas só 20 anos depois de um período de inactividade, a banda voltou a reunir-se agora como um duo. A banda traz até Lisboa o disco Fados do Além, editado em janeiro do presente ano.



Alma Mater Society
Os Alma Mater Society formaram-se em 2014 e com influências desde Joy Division a The Sound, na sonoridade, lançaram o primeiro disco em dezembro de 2015. 




+

Milhões de Festa anuncia Palco Piscina



Hoje, quinta-feira, foi dia marcado por confirmações na piscina mais conhecida do país.

 O festival Milhões de Festa acaba de anunciar 12 nomes para o Palco Piscina fazendo parte do Red Bull Music Academy e são eles Adrian Sherwood, Nan Kolé, Nicola Cruz, o já conhecido Legendary Tigerman que nos traz um dj set da sua autoria.

Entre as confirmações aparecem também artistas como Filho da Mãe levando o seu projecto com Ricardo Martins, SURMA, Ghost Hunt, os já confirmados Tomaga, Big Naturals, We Are The Match, Barrio Lindo e Wume.

Todos estes nomes vão aquecer ainda mais os dias de piscina do festival que se realizará dos dias 21 a 24 de julho e que tem os bilhetes à venda por 55€








+

Reverence Valada 2016 com cartaz completo e novo palco


No Hard Rock Café Lisboa foi hoje apresentado o cartaz final da 3ª edição do Reverence Festival Valada, contando com a presença de Nick Allport, organizador do evento, Alexandre Travessas, programador do evento e das Reverence Underground Sessions, Nuno Calado, radialista da Antena 3 há 20 anos responsável pelo programa alternativo Indiegente, e Pedro Ribeiro, presidente da Câmara do Cartaxo.

Neste evento foi feito um resumo das edições anteriores, 2014 e 2015 nas quais o Reverence Festival trouxe, pela primeira vez a Portugal 57 bandas internacionais, provenientes de 14 nacionalidades diferentes.

Foi também apresentada a programação completa para os três dias do festival na qual a organização pretende continuar a inovar, trazendo, pela primeira vez a Portugal The Damned, que celebram 40 anos de carreira em 2016, The Brian Jonestown Massacre e Killing Joke, autores de êxitos dos anos 80 como “Love Like Blood” e “Eighties”. Também se destacaram as atuações dos míticos The Sisters of  Mercy, dos irreverentes Fat White Family e do duo The Raveonettes.


No capítulo das novidades, há agora um palco novo com curadoria de Nuno Calado. Dá pelo nome de Palco Indiegente e a sua programação será composta por 10 bandas nacionais: The Quartet of Whoa!, Correia, Miss Lava, Phantom Vision, Nicotine's Orchestra, Fast Eddie Nelson, Flak, Twin Transistors, La Chanson Noire, The Dirty Coal Train.

Foram, também, anunciados os seis finalistas do concurso nacional de bandas que vão concorrer para um dos dois slots disponíveis no lineup do Reverence Festival. As seis bandas tocam ao vivo no dia 16 de julho no Centro Cultural do Cartaxo, onde terão de provar a qualidade do seu trabalho perante a avaliação de um júri composto por: António Freitas e Nuno Calado da Antena 3, Ana Búzio e João Borislav responsáveis pelo programa Future Echo e, finalmente, Carlos Montês e André Beda responsáveis pelo programa Ruído Alternativo ambos da Tejo FM.


As bandas a concurso são:
Distrito de Santarém: 
CUT (Almeirim)
Ossos D'Ouvido (Benavente)
The Fallen Reign (Cartaxo)

Bandas Nacionais:
Moloch (Lisboa) 
The Brooms (Barreiro)
We Buffalo (Lisboa)

O Reverence Festival acontece nos dias 8, 9 e 10 de setembro no Parque de Merendas de Valada, Cartaxo, e integra mais de 50 das melhores bandas de rock underground nacionais e internacionais.

+

Riding Pânico e Basset Hounds confirmados no Indie Music Fest


O Indie Music Fest continua a anunciar mais nomes no cartaz da sua quarta edição e hoje podemos contar com mais quatro confirmações. São elas o pós-rock instrumental de Riding Pânico, o psicadelismo experimental de Basset Hounds, os musculados sintetizadores de Granada e a curiosidade pela sonoridade de Indio Kurtz.

Estas quatro grandes surpresas misturam-se aos já confirmados Solution, Savanna, Galgo, Wilde Apes, MUAY, Pixel82, Salto, Pussywhips, The Walks e Jesse


Depois de receber pela segunda vez o prémio de Melhor Micro-Festival em Portugal, o Indie Music Fest promete aos festivaleiros mais indie do país muita arte, performances e, acima de tudo, a melhor música portuguesa alternativa da atualidade.

Assumindo a responsabilidade que tem na promoção de projetos frescos e independentes da música portuguesa, o festival já anunciou a novidade da parceria de curadoria de uma das noites de Fábrica Eletrónica com a editora portuense Cubo Records, mas muitas mais novidades estão para chegar.

O Indie Music Fest sabe, como ninguém, celebrar a arte nacional e promete encantar o Bosque do Choupal, para que quem o quiser visitar, nos dias 1, 2 e 3 de setembro, se deixe encantar também.

Os passes-gerais – com direito a campismo - para a 4ª edição da celebração artística mais independente do país estão disponíveis, ao preço de 25€. Podem ser adquiridos junto dos locais habituais e em www.bol.pt.




+

quarta-feira, 15 de junho de 2016

STREAM: Killimanjaro - Shroud



Os jovens de Barcelos, Killimanjaro, disponibilizaram no bandcamp quatro faixas do seu novo álbum Shroud para poder ser ouvido gratuitamente. Estas novas faixas são o mais recente material da banda após o lançamento de 2014, Hook e surgem com a mesma (ou ainda mais) força e energia que a banda nos tem habituado.

Ao pré-encomendar Shroud, estas quatro faixas ficam automaticamente disponíveis, sendo que o EP na sua integridade apenas estará disponível dia 16 de Junho.


Shroud andará em digressão nos próximos meses por palcos nacionais e não só.

16/06 - Sabotage (Lisboa) 
17/06 - Parqe (Caldas da Rainha) 
18/06 - Texas Bar (Leiria) 
19/06 - Woodstock 69 (Porto) 
01/07 - StoneFest (Piedras Blancas, ES) 
02/07 - Cachan (Santiago de Compostela, ES) 
14/07 - MEO Marés Vivas (V.N. de Gaia) 
16/07 - Azure Fest (Angra do Heroísmo) 
23/07 - WoodRock Fest (Figueira da Foz)

+

800 Sensations PARTY #3 com Jasmim, Migas e Pedro + Frederico


A festa dos 800 Gondomar, que já vai agora para a sua terceira edição neste mês de junho, vai voltar esta quarta-feira ao Café au Lait. Desta vez, e como sempre, a banda de Rio Tinto escolheu a dedo as bandas para esta noite, batizada com o nome 800 Sensations PARTY. A contar no cartaz desta edição, vai contar o lisboeta Jasmim, projecto a solo do teclista dos Mighty Sands, que vai pela primeira vez ao Porto distribuir o seu pop lo-fi. Também a fazer parte desta programação, Pedro Feio (FUGLY) e Frederico Ferreira (800 Gondomar) unem forças para tocar algumas malhas descomprometidas, terminando esta noite com os Migas, mais um projecto de Primeira Dama com o carimbo da Xita Records

É de relembrar que a entrada para este evento é livre, com começo marcado para as 22h.


Jasmim



Migas

+

segunda-feira, 13 de junho de 2016

Greasy Nights #1 fecha cartaz com Dinozorg, Grady Twins e Turbo Tudor


As Greasy Nights, o mais recente conceito da eborense Pointlist, que consiste num formato de nano-festival com a duração de apenas um dia, já conta com cartaz completo para a sua primeira edição. Aos nomes já anunciados anteriormente, tais como The Sunflowers, 800 Gondomar, Ghost Hunt e A Boy Named Sue, juntam-se agora a super-banda explosiva Dinozorg, constituída por um alinhamento surpresa, mas com caras nada desconhecidas às pessoas que forem a este evento. Também a fazer parte deste cartaz, vêm os mistérios de Grady Twins e um dj set por Turbo Tudor depois dos concertos, o que serão certamente surpresas agradáveis tendo em conta o resto dos nomes anunciados.  

A relembrar que as Greasy Nights vão arrancar no próximo dia 18 junho em Évora, na Sociedade Harmonia Eborense, com começo marcado por volta das 16h e entrada grátis nesta primeira edição.


+

=
 Dinozorg

+

Noite Maternidade com ARIES e DJ Francisco Ferrari - 18 de junho no Damas Bar


A próxima Noite Maternidade vai decorrer no Damar Bar, Lisboa, a 18 de junho, e vai contar a presença de ARIES, pseudónimo da artista espanhola Isabel Fernández Reviriego. 

Capitã de jangada electrónica pop, Isabel dedica-se aos sintetizadores, samples, loops e drum machines, dede 2011, depois de anos como guitarrista e cantora em bandas no circuito garage espanhol. 

Depois do álbum de estreia La Magia Bruta (2012) e de Mermelada Dorada (2014), a sua magia sensorial despertou a atenção de Calvin Johnson, editando este ano na K Records o seu último disco, Adieu or Die, numa co-edição com a La Castanya.

A noite fica completa com DJ Francisco Ferrari, mais conhecido como teclista dos Capitão Fausto. A entrada é gratuita.

+