segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Programação: Muzik Is My Oyster - próximos meses

© Maria Bartulis
A promotora portuense Muzik Is My Oyster (MIMO) volta a apostar numa programação de luxo para os amantes da música mais obscura, a decorrer durante este primeiro semestre do ano. Tendo sido a co-organizadora de um evento pioneiro - o mini festival Post-Punk Strikes Again - a MIMO tem garantida uma programação aliciante com TOY, Motorama, Chameleons Vox e Belgrado como atrações principais. Mas há mais, consultem a agenda completa, que segue detalhada abaixo.

28 de janeiro de 2017 | Hard Club, Porto - Sala 2 | 22h00

Os Principe Valiente, banda sueca inspirada pelo minimalismo dos atos post-punk e shoegaze, formou-se em 2005 tendo editado o seu disco de estreia, homónimo, em 2011. O quarteto já abriu para Peter Murphy, em 2013, e vem até Portugal em função da tour do novo álbum, que segue ainda sem nome e data de edição divulgados.
O concerto dos Principe Valiente tem abertura assegurada pelos portugueses Dominus Mortalis e Dark Occvltation.

Os bilhetes custam 12€. Todas as informações adicionais aqui.


3 de fevereiro de 2017 | Hard Club, Porto - Sala 2 | 21h30 

Formados em Moscovo, em 2008, os Human Tetris lançaram apenas um álbum - Happy Way In the Maze of Rebirth - e dois EP's e entraram num hiato em 2012 e desde então permaneceram em silêncio. Compostos por Arvid Kriger (voz/guitarra) Maxim Zaytsev (baixo), Maxim Keller (guitarra) e Sasha Kondyr (bateria), os Human Tetris apresentam no Porto, River Pt. 1, o primeiro álbum da banda em quatro anos, que foi editado a 29 de novembro de 2016.
A abertura fica a cargo dos portuenses Eat Bear.

Os bilhetes custam 12€. Todas as informações adicionais aqui.


8 de março de 2017 | Hard Club, Porto - Sala 2 | 22h00

Os ingleses TOY estão de regresso a Portugal onde tocam no Hard Club, Porto, a 8 de março. Na bagagem a banda traz o mais recente disco Clear Shot, editado em outubro do presente ano. A abertura do concerto fica a cargo dos Toulouse que apresentam o seu mais recente disco Yuhng, editado o ano passado pelo selo Revolve.

Os bilhetes custam 15€. Todas as informações adicionais aqui.



18 de março de 2017 | Hard Club, Porto - Sala 2 | 22h00
19 de março de 2017 | Sabotage Club, Lisboa | 22h00

Os Motorama estão de regresso ao país depois da passagem pelo Festival Paredes de Coura este ano. A banda regressa juntamente com os neo-zelandeses A Dead Forest Index, que passaram por Portugal, em 2015, aquando da sexta edição do Entremuralhas. A banda russa apresenta o seu mais recente disco de estúdio, Dialogues, editado em outubro. Por sua vez, os A Dead Forest Index trazem até ao Porto e Lisboa o disco In All That Drifts from Summit Down.

Os bilhetes custam 16€. Todas as informações adicionais aqui.


24 de abril de 2017 | Hard Club, Porto - Sala 2 | 22h00
25 de abril de 2017 | Sabotage Club, Lisboa | 22h00

Os Chameleons produziram alguns dos maiores hinos do movimento post-punk. Formados em 1981 em Manchester, os Chameleons nunca viriam a ganhar grande reconhecimento da crítica. Com algumas pausas pelo meio, a banda acabou por terminar em 2003. Entretanto, surgiram os ChameleonsVox, liderados por Mark Burgess, para continuarem a tocar ao vivo as músicas da banda original. A banda regressa a Portugal entre 24 e 25 de abril, no Porto e Lisboa, respetivamente.
Até Portugal, os Belgrado vêm apresentar o seu mais recente trabalho de estúdio, Obraz (2016), que sucede Siglo XXI (2013), e o disco de estreia homóimo (2011). Obraz é fortemente influenciado pelo post-punk puro dos anos 80, com os vocais de Patrycja Proniewska a relembrar Anja Huwe dos X-Mal Deutschland.

Os bilhetes custam 20€. Todas as informações adicionais aqui.



0 comentários:

Enviar um comentário