sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

[Review] Nadine Khouri - The Salted Air


The Salted Air // One Flash Records // fevereiro de 2017
8.0/10

Nadine Khouri é uma das novas promessas da cena folk da atualidade. A cantora e compositora britânico-libanesa apresenta agora The Salted Air, o seu segundo disco de estúdio que é editado na próxima sexta-feira, 3 de fevereiro. A sua voz característica, que cruza alguns traços de Julie Byrne com a versatilidade de Marissa Nadler, é uma das suas capacidades já notadas por nomes como John Parish (PJ Harvey, Giant Sand). Com arranjos minimais este segundo disco de estúdio resulta numa coleção assombrosa de meditações poéticas e atmosféricas sobre perda e transformação. The Salted Air sucede Screenplay (2013) e foi gravado por Parish & Ali Chant ao vivo nos Toybox Sudios, com uma banda completa.

"I Ran Thru the Dark (to the Beat of My Heart)", um dos singles que serviu de avanço à apresentação deste segundo disco da cantautora, é o primeiro tema que funciona verdadeiramente como uma abertura. Enquadrando-se no conceito deste novo álbum, ao explorar sentimentos nostálgicos e sensações obscuras do ser humano, é também o primeiro single do álbum em que Khouri se apresenta acompanhada de instrumentos alheios à sua voz. 



"Broken Star", outro single também já divulgado, volta a explorar esta atmosfera sonora mais obscura, contemplativa e saudosa que Nadine Khouri apresentou outrora em vídeo. No trabalho audiovisual a artista mostra vagas influências da novela "Solid Objects" de Virginia Woolf, enquanto a sua imagem é constrúida e descontruída sob vários recortes. Outros temas como "Surface Of The Sea" tornam-se memoráveis pelos elementos únicos que Nadine Khouri e banda conjugam, abrindo o single de forma calorosa e calma para destacar vai para o solo de piano, ao  minuto 02m08, que resulta num envolvimento completo entre o ouvinte e a música resultante. Outras músicas a reter passam por "You Got a Fire", "Shake It Like a Shaman" e "Thru You I Awaken", esta última a fazer Nadine Khouri apoximar-se ao movimento blues, com as suas afirmadas influências de spoken-word.

Num total de 10 temas, The Salted Air apresenta-se como um álbum coeso e cujas transições entre músicas são bem ponderadas e precisas. É um dos discos a ouvir neste início de ano e um disco que se enquadra perfeitamente como é descrito em press-release, "music born of perennial outsider-status". Nadine Khouri volta, em mais um trabalho, a afirmar-se como uma cantautora competente e capaz de despertar o bichinho de a querer ver ao vivo. Por sorte e, em mote da edição deste novo disco, a artista tem passagem tripla por Portugal entre 16 a 18 de fevereiro. Todos os pormenores adicionais aqui.



0 comentários:

Enviar um comentário