segunda-feira, 5 de março de 2018

Oiçam: Swoop and Cross



Ruben Vale é um músico português que reside atualmente em Londres. Talvez para combater a escuridão e a melancolia de viver num país cinzento, decidiu começar o seu projeto a solo, de nome Swoop and Cross, onde funde música clássica, ambiente e eletrónica. 

Influenciado pelas obras de Ólafur Arnalds, Nils Frahm, Jóhann Jóhannsson, lançou em janeiro o seu primeiro registo a solo, Stories of Disintegration, com o selo da editora californiana Time Released Sound. Este trabalho é composto por 8 faixas gravadas entre 2015 e 2017 em Cambridge, Londres e Bad Gastein (Austria).

Segundo o artista, Stories of Disintegration foi parcialmente inspirado numa cena particularmente carinhosa de um filme norueguês que conta a história de um toxicodependente em recuperação: 
“A minha música é muitas vezes inspirada no trabalho de outros, principalmente na forma de texto ou imagem. A faixa de abertura do meu álbum de estreia foi muito influenciada pela bela cena de bicicleta do filme norueguês de 2011, Oslo, 31 de agosto de Joachim Trier. Nesta cena, a personagem retratada por Anders D. Lie abraça a personagem retratada por Malin Crépin enquanto ela pedala a bicicleta que partilham. A impressionante mistura genuína de humor dissonante entre os dois personagens durante este abraço levou-me  a escrever a faixa "Sykkel" (norueguês para bicicleta), uma música sobre abraçar a perda e comprometer-se a abandonar.”
Stories of Disintegration inicia-se pelo tema “St. No”, com 12 minutos de duração, funcionando de imediato como a melhor introdução possível para este trabalho. Paisagens sonoras nostálgicas compostas pela união do piano sonhador, dos arranjos de cordas atmosféricos e dos densos ritmos eletrónicos. Outros temas que aconselhamos vivamente a sua audição são “Skopi” e “Sykkel”, a qual faz parte da compilação Piano Day 2017 organizada por Nils Frahm



Stories of Disintegration poderia facilmente ser a banda sonora de um filme onde a saudade, a beleza, a memória e o lamento são personagens. É para ser ouvido com toda a calma do mundo, para que possamos contemplar cada nota tocada nesta jornada íntima e sensível. Ideal naqueles dias chuvosos depois de um intenso dia de trabalho. 

0 comentários:

Enviar um comentário