segunda-feira, 18 de junho de 2018

Em agosto há gelados e música do mundo no Theatro Circo


Máquina de Gelados é a nova iniciativa do Theatro Circo para o mês de agosto. O icónico edifício bracarense será lugar para algumas das mais refrescantes apostas da nova música do mundo internacional, mas também haverá espaço para artistas estabelecidos.

A abrir a programação estará Bad Gyal, a nova sensação catalã que cruza o trap, a dancehall e o R&B contemporâneo de modo sedutor, inovador e único. Alba Farelo, o nome por detrás do turbilhão Bad Gyal, estreou-se em terras lusas com uma atuação memorável no NOS Primavera Sound, e marca o seu regresso a Portugal no dia 3 de agosto. A abrir a sessão da artista catalã, autora da canção do ano para a Fact Magazine em 2017, estará a argentina Nathy Peluso para apresentar o mais recente EP La Sandunguera.


Dia 10, segue-se o sempre bem-vindo Bonga. O carismático cantautor angolano apresenta-se no auditório principal do Theatro Circo com o mais recente Recados de Fora, um álbum que conta a história de uma viagem fascinante por diferentes tempos e continentes, onde o oceano Atlântico forma um elo de ligação sempre presente. De fora não ficarão, com certeza, os temas emblemáticos que marcaram a sua carreira ao longo de quatro décadas.

Dia 17 será a vez do líbio Ahmed Fakroun e dos holandeses Altin Gün atuarem na sala principal do Theatro. O primeiro é um dos nomes importantes da música árabe. Mots D’Amour, disco lançado em meados de 80 pela Celluloid Label, combinava melodias tradicionais árabes com música eletrónica, tendo vindo a receber maior atenção por parte de uma nova vaga de produtores e DJs que introduzem  o seu trabalho a um público mais jovem. Os Altin Gün oferecem uma excitante mistura de folk turco, psychedelia, funk e rock. Fascinado pelo som turco dos anos 70, o baixista Jasper Verhulst procurou músicos turcos para recuperar o som de artistas como Selda Barış Manço e Erin Koray, que combinavam música tradicional com influências de rock do leste. On é o disco de estreia dos Altin Gün, que deverá receber maior atenção na sua atuação em Braga.

Para finalizar este querido mês de agosto estará Seun Anikulapo Kuti, o filho mais novo do lendário artista nigeriano Fela Kuti. Líder dos icónicos Egypt 70 desde os 14 anos (altura em que o seu pai morreu), Seun Kuti apresenta-se em Braga no dia 24 para um espetáculo imperdível de apresentação do mais recente Last Revolutionary, disco que conta com a participação de Carlos Santana para o tema “BlackTimes”. Em palco estarão 18 músicos.



Os bilhetes para os concertos encontram-se disponíveis ao preço de 8 euros (limitado às primeiras 100 entradas de cada noite) até dia 30 de junho, subindo posteriormente para o valor de 12 euros. Os bilhetes para a noite de Bonga possuem o valor inicial de 10 euros, subindo posteriormente para 15 euros. 

0 comentários:

Enviar um comentário