terça-feira, 3 de julho de 2018

Jardins Efémeros fecham cartaz com Anika (Exploded View)


Os Jardins Efémeros regressam a Viseu para a sua oitava edição. De 6 a 10 de julho, o festival multidisciplinar regressa ao centro da cidade para um evento rico em artes visuais, arquitectura, cinema, som, dança, teatro, pólis, mercados e oficinas. O Corpo é o tema desta oitava edição dos Jardins Efémeros, que regressam mais uma vez com uma aposta forte no que diz respeito à música mais arrojada e com uma forte componente experimental.

Depois do cancelamento das históricas ESG, que não poderão comparecer devido a graves problemas de saúde por parte de Renee Scroggins, a organização dos Jardins confirmou hoje a presença da britânica Anika como substituição da banda americana. Membro dos Exploded View, o trabalho a solo de Annika Henderson ganhou notoriedade com dois aclamados álbuns homónimo sob os selos Invada (UK) e Stones Throw (US). Behind the Glass, o mais recente trabalho da música, poeta e jornalista política, junta-a ao aclamado produtor Shackleton para um disco que junta spoken word e composições ambientais de cariz tribal. 

Anika junta-se assim a um cardápio feito no feminino, com Cindytalk, Lucrecia DaltGroup A e Nídia a integrarem a programação de um dia dedicado à celebração da liberdade, pluralidade e contemporaneidade. Nas restantes confirmações apontam-se Felicia Atkinson, Jasss, Abul Mogard, Nástio MosquitoEctoplasm Girls, Mehryian, Gabriel Ferrandini e Ricardo Martins e ainda André Gonçalves & Casper Clausen (Liima, Efterklang), que irão apresentar o resultado final de uma residência artística aberta ao público durante o decorrer do evento.

0 comentários:

Enviar um comentário