terça-feira, 21 de agosto de 2018

EDP Vilar de Mouros - É já daqui a 2 dias


A meros 2 dias do começo do EDP Vilar de Mouros urge fazer umas últimas audições às bandas que vão passar pela edição de 2018 do festival mais antigo de Portugal. Se na semana passada recomendámos Peter Murphy 40 years of Bauhaus celebration featuring David J, Human League e Editors, esta semana a história é outra.


Public Image Ltd. - 23 de agosto

Os Public Image Ltd. (PiL), banda co-fundada por John Lydon aka Johnny Rotten após o fim dos Sex Pistols em 1978 e um dos motores fundamentais do post-punk, voltam ao país cinco anos após um concerto na Casa da Música, no Porto, para mostrar as canções de What the World Needs Now..., álbum editado em 2015. Apesar dos seus últimos trabalhos adotarem uma postura mais dançante e orientada para a pop, esperam-se poder ouvir clássicos do seu álbum de estreia Public Image: First Issue (1978), mas principalmente do mítico Metal Box (1979), onde as linhas de baixo completamente hipnotizantes de Jah Wobble se misturam com os experimentalismo da guitarra de Keith Leven e com os vocais sombrios de Lydon.



John Cale - 25 de agosto

John Cale é um compositor e músico galês a que ninguém pode ficar indiferente. Um dos fundadores de The Velvet Underground e responsável pelo cariz experimental da banda (saiu em 1968 após 4 anos), Cale conta com uma longa carreira a solo que se estende há mais de cinco décadas pelo rock mais avant-garde, como também pela música mais clássica e eletrónica. Durante os seus mais de 50 anos de carreira John Cale editou 16 álbuns a solo, dos quais mais se destacam Paris 1919 (1973) e Fear (1974), e colaborou com inúmeros artistas como por exemplo Nick Drake, Brian Eno, Happy Mondays e Terry RileyRegressa a Portugal 6 anos após o seu último concerto por terras lusitanas, período durante o qual lançou o disco M-FANS.



dEUS - 25 de agosto

No dia 25 de agosto terá lugar a estreia de dEUS no festival minhoto. A banda belga que adora Portugal é comandada por Tom Barman e foi responsável por muitos momentos de dança ao som de alguns dos álbuns mais icónicos do rock alternativo e experimental dos anos 90, entre os quais se inserem Worst Case Scenario (1994), In a Bar, Under the Sea (1996) e The Ideal Crash (1999). É esperada uma viagem pela longa discografia da banda que conta com quase 30 anos de carreira, sobretudo por “Suds & Soda”, "Quatre Mains" e "Nothing Really Ends".



O festival que se realiza de 23 a 25 de agosto conta também no seu cartaz com nomes como The Pretenders, Incubus, James, Crystal Fighters, entre outros. O passe geral tem o preço de 70€, enquanto os bilhetes diários custam 35€. Os bilhetes podem ser aqui adquiridos.

0 comentários:

Enviar um comentário