quinta-feira, 23 de agosto de 2018

Suuns, Linn da Quebrada e Allen Halloween na rentrée do Maus Hábitos

The Fresh & Onlys, Suuns, Linn da Quebrada, Allen Halloween e Lia Mice passam no Porto até Novembro.


Já são conhecidos os primeiros nomes que irão integrar a programação musical dos próximos três meses do Maus Hábitos, no Porto. O calendário de concertos arranca já no próximo dia 13 de setembro com a aguardada estreia dos The Fresh & Onlys. O coletivo natural de São Francisco apresenta-se finalmente em Portugal com Wolf Lie Down, o mais recente disco da banda de Tim Cohen editado via Sinderly. Na mesma semana, dia 12, os britânicos Pigs Pigs Pigs Pigs Pigs Pigs Pigs regressam ao nosso país para incendiar a sala do Maus Hábitos, um dia depois de atuarem ao lado dos No Age na ZDB. Ainda em Setembro (dia 6), a estreia dos mexicanos Tajak, que passam também pelo Milhões de Festa (dia 9). A fechar o mês, ainda com data por anunciar, o one man carnival Mr. Vast, alter-ego para Henry Sargeant, apresenta-se no Porto para uma performance única.

O mês de outubro estará marcado pelo aguardado regresso de Linn da Quebrada (na foto), que incendiou o prado de Serralves no passado mês de junho.  Nome da frente da cena trans e feminista do Brasil,  Linn da Quebrada destacou-se desde cedo na produção musical com o lançamento de diversos singles, seguindo-se Pajubá, o disco que serviu de passaporte para a sua primeira tour europeia. As suas letras aguçadas e diretas servem como espaço de luta pela quebra de paradigmas sexuais, de género e corpo. O regresso ao Porto faz-se no dia 5 de outubro.

Outubro será também o mês de receber os canadianos Suuns, que adicionam nova data ao já anunciado concerto em Leiria (dia 31 no Stereogun). Crescidos por entre o free jazz, a no wave, o IDM e o krautrock, o quinteto de Vancouver tem vindo a desenhar uma discografia que é, em grande medida, um estudo de contrapontos entre as suas diversas influências. Felt, o novo disco editado no arranque de 2018 pela Secretly Canadian, marca uma abordagem mais solta e menos cerebral que os anteriores registos que poderá ser comprovado in loco  no dia 30 de outubro. 


No dia 25 do mesmo mês, um dos mais prolíficos produtores no universo da música extrema regressa ao famoso quarto andar. Sob o moniker Author & Punisher, Tristan Shone, ex-engenheiro mecânico, explora os caminhos da música de peso fora da instrumentação tradicional, aplicando o seu conhecimento na criação de máquinas de precisão que abrem novos espaços ao doom e à música industrial. 

Ao longo do mês de Outubro, o Maus Hábitos será ainda um dos espaços do Queer Porto - Festival Internacional de Cinema Queer. Entre 10 e 13 de Outubro haverá cinema, dj sets e performances a completar a competição desta segunda edição do festival. 

Da escola de nomes como Laurel Halo, Container ou Aïsha Devi, Lia Mice tem vindo a ser coroada com o título de “uma das vozes pioneiras da pop experimental”. Dj residente nas Electrolights AV, uma das residências mensais da londrina Rye Wax, os seus live sets incorporam instrumentos desenhados à medida e sampling de voz ao vivo. A vinda a Portugal, marcada para dia 22 de Novembro, serve para mostrar The Sampler As A Time Machine

No plano nacional, em Setembro é dado o pontapé de saída para mais um circuito Super Nova, o festival itinerante que tem vindo a unir salas de norte a sul do país. Nesta nova ronda de concertos em tour partilharão palco Baleia Baleia Baleia, Fugly e Cave Story. A primeira sessão, no Maus Hábitos, acontece a 28 de Setembro, com programação paralela de debates e dj set Lovers & Lollypops. Em outubro, dia 4, a música nacional faz-se com o rapper Allen Halloween e com mais um episódio da residência da editora Enchufada, a 27 de Outubro. 

Pelo Maus Hábitos passarão ainda Sneers (2 de Outubro), Bike (3 de Outubro), Signor Benedick The Moor (8 de Novembro) e Paul Jaccobs (15 de Novembro). 



0 comentários:

Enviar um comentário