sábado, 15 de setembro de 2018

7 ao mês com Dear Deer


Formados em 2015 por Federico Lovino e Sabatel, os Dear Deer são a nova banda internacional a participar na nossa rubrica "7 ao mês", cujo objetivo é o de apresentar bandas/artistas ou promotores através dos seus gostos musicais. Para o mês de setembro convidámos a dupla francesa - que vai editar no próximo mês de outubro o novo disco Chew-Chew pela Manic Depression e Swiss Dark Nights - a selecionar sete artistas/bandas ou álbuns/músicas que os têm influenciado não só como artistas, mas também como pessoas. 

As sete escolhas do duo francês, que conjuga os elementos do post-punk, noise, no-wave ao charme da música disco, revelam ainda onde eles foram buscar o seu nome, apresentando-se como uma intensa viagem a diversos géneros musicais. Aproveitem para as ler e ouvir, abaixo.

Swans: "Filth" (1983)

Como fãs dos Swans, estamos apaixonados pelos álbuns mais recentes que são próximos de Glenn Branca, mas também pelos primeiros trabalhos dos Swans. Eles definitivamente influenciaram os nossos primeiros passos, energia bruta, atitude escura, arrojada e radical.


Wire: "Chairs Missing" (1978) e "154" (1979)

Os Wire são, com certeza, outra componente central na maneira como nós pensamos e construímos música: energia, criatividade nos arranjos e melodias. Colin Newman, como artista solo e produtor é inseparável desta declaração artística.



LCD Soundsystem "American Dream" (2017)

O James Murphy conseguiu criar composições sofisticadas com influências que nós amamos, misturadas com batidas sexy. Uma nova geração da cena de Nova Iorque. A primeira geração segue abaixo, na nossa lista!


New York Noise: Dance Music From The New York Underground (1977-1982)

Obra-prima! DO DA DA DA DA DA DA-DA-DA-DA


Corpses As Bedmates: Venus Handcuffs (1986)

Susanne Lewis e Bob Drake deram à luz uma certa canção chamada "Dear Dear". Adivinhem... Uma música sobre a modificação no espelho, a dualidade. Em termos de música e vocais femininos, isso também é muito importante para nós. Ela poderia ter cantado num filme de David Lynch. Uma espécie de mulher Michael Gira. Oiçam também os projetos Spray Pals e Hail.


Sonic Youth: Sonic Youth (1982)

Outra influência da cidade de Nova Iorque. Também muito ligado à cena artística. Obviamente o nosso tipo de texturas de guitarra. O equilíbrio perfeito entre ruído e melodias, experimental e rock'n'roll.


Brian Eno

É, sem margem para dúvidas, um artista principal, ele está em toda parte. As "Oblique Strategies", os seus álbuns a solo, os Roxy Music, os seus trabalhos com Bowie e Devo são muito importantes em muitos aspetos. Ele quebra o automatismo da música pop e nos satisfaz com sucessos malucos. A sua criatividade em arranjos e composição acrescentou muitas coisas no nosso trabalho. Ele nos ensinou a ter a mente aberta no processo de estúdio...




Se quiserem saber mais sobre os Dear Deer aproveitem para os seguir através do Facebook ou pela plataforma Bandcamp, onde podem comprar o seu trabalho.


-------------------- ENGLISH VERSION --------------------

Formed in 2015 by Federico Lovino and Sabatel, Dear Deer is the new international band to be part of our rubric "7 ao mês", whose objective is to present bands/artists or promoters by revealing their musical tastes. For September's "7 ao mês" we invited the French duo - who will be releasing their new album, Chew-Chew through Manic Depression and Swiss Dark Nights in October - to select seven artists/bands or albums/songs that have influenced them not only as artists but also as individuals.

The seven choices of the French duo that combine the elements of post-punk, noise, no-wave with the charm of disco music, still reveal where they came to get their name, presenting itself as an intense trip to various musical genres. Enjoy reading and listening to them, below.

Swans: "Filth" (1983) 

As Swans' fans we are in love with latest albums which are close to Glenn Branca, but also early Swans' works. They definitely influenced our first steps, raw energy, dark, bold, radical attitude. 


Wire: "Chairs missing" (1978) and "154"(1979) 

Wire is for sure another mainstay in the way we think and construct music: energy, creativity in arrangement and melodies. Colin Newman as a solo artist and producer is inseparable from this artistic statement. 



LCD Soundsystem: "American Dream" (2017) 

James Murphy managed to create sophisticated compositions with influences we love, mixed with sexy beats. A new generation of New York scene. The first generation is just under in our list! 


New York Noise: Dance Music From The New York Underground (1977-1982) 

Masterpiece! DO DA DO DA DO DA DO DA DA-DA-DA-DA 


Corpses As Bedmates: Venus Handcuffs (1986)

Susanne Lewis and Bob Drake gave birth to a certain song called "Dear dear". Guess what... A song about mirror alterity, duality. In terms of music and female vocals, this is also very important to us. She could have sung in a David Lynch movie. Some kind of female Michael Gira. Check also the projects Spray Pals and Hail


Sonic Youth: Sonic Youth (1982)

Another NYC influence. Also very connected to the art scene. Obviously, our kind of guitar textures. Perfect balance between noise and melodies, experimental and rock'n'roll.


Brian Eno 

Undoubtfully a main artist, he is everywhere. "Oblique Strategies", his solo albums, Roxy Music, his works with Bowie and Devo are really important in many ways. Breaking automatism of Pop music and satisfies us with crazy hits. His creativity in arrangements and composition brought a lot to our work. He learned us to be open-minded in the studio process...




If you want to know more about Dear Deer make sure you follow them on Facebook or Bandcamp, where you can buy their work.



0 comentários:

Enviar um comentário