quarta-feira, 7 de novembro de 2018

Midori Takada em Portugal para três datas

Conceituada compositora e percussionista japonesa, Midori Takada apresenta-se em Portugal pela primeira vez para três concertos de apresentação dos temas de 'Through The Looking Glass' (1981) e 'Lunar Cruise' (1990). 



É já na próxima semana que Midori Takada se apresenta pela primeira vez em Portugal. A conceituada compositora e percussionista japonesa apresentará o seu trabalho em três concertos imperdíveis distribuídos por Braga, Lisboa e Espinho.

A sua música profunda e cristalina estabelece uma ligação espiritual entre a linguagem percussiva asiática e africana, destilando ritmos de todo o mundo num instrumental tão minimalista quanto sonhador. Aos 66 anos e com sensivelmente 40 anos de carreira, a compositora japonesa conta algumas das obras mais importantes do espectro da música ambiente e fourth world, explorado por Jon Hassell, Don Cherry e Brian Eno, dos quais se aponta o belíssimo Through The Looking Glass e a colaboração com Masahiko Satoh em Lunar Cruise, ambos reeditados em 2017 pela WRWTFWW e que deverão ser apresentados na sua passagem por Portugal.

As suas performances teatrais e profundamente espirituais, que têm por base a percussão minimalista, estabeleceram uma reputação incomparável que a levaram a esgotar concertos em salas e festivais por todo o mundo. A combinação harmoniosa entre técnica e virtuosismo, iluminação e movimento coreografado resultam numa experiência auditiva única e transformadora para o público.

A estreia de Midori Takada em Portugal estará distribuida em três datas - primeiro em Braga, no gnration (dia 13), depois em Lisboa, na Culturgest (dia 15) e, por fim, no Auditório de Espinho (dia 17). 

Em Braga, o concerto da compositora insere-se no ciclo gnration@, iniciativa que pretende dinamizar atividades culturais em locais emblemáticos da cidade, neste caso, na beleza ímpar da Capela Imaculada do Seminário Menor, uma capela de arquitetura moderna e um dos ex-libris da cidade. O acesso é exclusivo e gratuito mediante apresentação de bilhete para outro espetáculo de música do trimestre (James Holden, Jessica Moss, OCUPA #3).

0 comentários:

Enviar um comentário