segunda-feira, 5 de novembro de 2018

Os espíritos animais de James Holden estão de regresso a Portugal

Produtor britânico James Holden regressa a Portugal esta semana para apresentar o novo trabalho, The Animal Spirits, em duas datas únicas em Portugal. Esta quarta, o produtor britânico apresenta-se na Culturgest, em Lisboa, e um dia depois no gnration, em Braga.


James Holden ocupa uma posição cimeira no universo da música eletrónica. Fundador da prestigiada Border Community Records, que deu a conhecer nomes como Nathan Fake ou Luke Abbott, James Holden remisturou temas de New Order, Madonna, Depeche Mode e até Britney Spears, editando três obras aclamadas dotadas de uma grande singularidade. A começar com o estreante The Idiots Are Winning, em 2006, considerado pelo The Guardian como “a estreia mais surpreendente na musica eletrónica desde Music Has The Right to Children dos Boards of Canada”, seguiu-se o surpreendente The Inheritors, em 2013, que viria a receber o galardão de melhor disco do ano pela Resident Advisor. Nesse mesmo ano, junta-se aos Atoms for Peace de Thom York para figurar como suporte na tour norte-americana do supergrupo, onde conhece o baterista londrino Tom Page, dos Rocketnumbernine, que o acompanha até à data. No ano passado, James Holden voltara à carga com o belíssimo disco The Animal Spirits, nome que batiza também a sua live band, formada pelo saxofone de Etienne Jaumet (dos Zombie Zombie), a corneta de Marcus Hamblett (Bear’s Den, Laura Marling), a cantora Liza Bec, o percussionista cósmico Lascelle Gordon e, claro está, a bateria de Tom Page.

É com esta formação que o produtor britânico regressa a Portugal, uns meses depois da excelente atuação no Teatro Municipal Sá de Miranda (aquando da 13ª edição do NEOPOP), para duas datas imperdíveis em Portugal - primeiro na Culturgest, em Lisboa (dia 7), depois no gnration, em Braga (dia 8).

0 comentários:

Enviar um comentário