terça-feira, 6 de novembro de 2018

Reportagem: Jojo Mayer & Nerve [Casa da Música, Porto]


Foi no final do mês passado, 26 de outubro, que os nova-Iorquinos Jojo Mayer & Nerve atuaram pela primeira vez em Portugal, na Casa da Música. Uma atuação marcada pelo sabor a música eletrónica construída através do free jazz e rock juntos pelo improviso. Um concerto com lotação esgotada em que nem as cadeiras conseguiram agarrar o público, que acabou o concerto em êxtase. 

O baterista Jojo Mayer aproveitou ainda para agradecer a presença do público que numa era de marcada pelo facilitismo em que através de um simples click têm acesso aos mais diversos conteúdos, se deslocou até ali para vivenciar um espetáculo que pretende transmitir a essência do ser humano através do improviso. 



Os Nerve nascem no lendário evento organizado por Jojo Mayer, Prohibited Beatz, em Nova Iorque, no final dos anos 90. O colectivo conjugou o formato premeditado da música electrónica programada com performances musicais improvisadas em tempo real, reconstruindo e transcendendo a relação entre criatividade humana e tecnologia digital. Surge assim uma nova forma de expressão musical que se enquadra numa estética completamente ímpar no mundo de hoje.


Jojo Mayer & Nerve [Casa da Música, Porto]

Texto: Bruna Tavares
Fotos: David Madeira

0 comentários:

Enviar um comentário