domingo, 26 de abril de 2015

Sobre os Chameleons…

No mesmo dia em que os Luna nos visitam e no qual há 16 anos atrás desapareceu Adrian Borland — a alma dos Sound — é também de destacar que, exactamente daqui a uma semana, os Chameleons nos visitam mais uma vez.
Bem, não os Chameleons “Chameleons”, mas os Chameleons Vox, uma banda liderada pelo seu eterno frontman Mark Burgess, dedicada à manutenção do legado dos Chameleons.
Mas, quem foram os Chameleons?

Bem…a par dos Sound, os Chameleons serão provavelmente uma das bandas mais significativas do underground do post-punk.
Pode parecer redundante usar o vocábulo "underground" e "post-punk" juntos dado que o post-punk não é, nunca foi, nem será alguma vez um género para a apreciação de massas, mas a verdade é que a banda produziu alguns dos maiores hinos do movimento e, em troca, receberam magras aclamações e parco reconhecimento.
E assim continuaram, com algumas pausas pelo meio, até ao ano de 2003.
Foi nesse ano que os Chameleons desapareceram.
Entretanto, surgiram os Chameleons Vox, liderados por Mark Burgess, o mentor espiritual dos Chameleons.
Cabe a Burgess personificar o legado dos Chameleons.
Através do seu baixo e da sua voz, podemos continuar a ouvir imortais temas como “Less Than Humans”, “Lufthansa” e “Don’t Fall”.

Portugal foi agraciado com duas datas — 3 de Maio no Hard Club e 5 de Maio na Caixa Económica Operária — daquela que supostamente será a última digressão de Burgess e dos Chameleons Vox. 
Estamos, portanto, perante a derradeira oportunidade de ver um dos maiores marcos do post-punk bem de perto. 
Para alguns será a primeira vez. Para outros, será a segunda ou terceira. 

Mas para nós todos, será a última vez. 


0 comentários:

Enviar um comentário