quinta-feira, 24 de janeiro de 2019

Downtown Boys, Giant Swan e Black Bombaim juntam-se à programação da Galeria Zé dos Bois


A programação da Galeria Zé dos Bois encontra-se cada vez mais recheada. O espaço cultural lisboeta promete agitar o Bairro Alto com alguma da melhor oferta musical praticada de momento, e anunciou esta semana mais um apanhado de nomes a não perder. O primeiro grande destaque desta nova senda de confirmações vai para os norte-americanos Downtown Boys, a armada punk natural de Providence, Rhode Island, que se apresentará pela primeira vez em solo nacional no dia 8 de março. A banda de Victoria Ruiz, Joey La Neve DeFrancesco, Mary Regalado, Joe DeGeorge traz ao aquário da Zé dos Bois o mais recente disco Cost of Living, editado em 2017 sob a cinta da Sub Pop e que dá seguimento ao espírito livre e paritário de um dos projetos mais inspiradores do universo punk e hardcore moderno. Rodrigo Vaiapraia estará encarregue de aquecer a noite, aqui sem a companhia das suas Rainhas do Baile.



Os Black Bombaim são mais um dos nomes que marcam a programação vindoura da Zé dos Bois. O power-trio natural de Barcelos apresenta-se mais uma vez no aquário sob a premissa de demonstrar algum do material novo que têm vindo a explorar ao longo dos últimos meses, assim como os temas que marcaram o percurso de um dos mais entusiasmantes projetos da música de peso portuguesa.

O dia 16 de março ficará a cargo dos britânicos Giant Swan. A dupla composta por Robin Stewart e Harry Wright regressa a Portugal depois terem atuado pela última vez em Coimbra, aquando da primeira edição do festival Les Siestes Électroniques em Portugal. O afinco com que os naturais de Bristol se apresentam perante um género tão rígido como o techno faz destes um dos mais entusiasmantes projetos a surgir da esfera leftfield  do género. Os sets pujantes do duo são dotados de uma visceralidade inigualável e prometem fazer suar a sala lisboeta. Antes, o produtor português trash CAN apresenta-se para um set de eletrónica desconstruída e livre de rótulos. A produtora suíça Bonaventure, que conta no seu repertório afiliações a selos tão importantes como a NON, Discwoman e Planet Mu (por onde editou o excelente e mais recente EP Mentor), tratará de animar o espaço até horas mais tardias.


A programação da ZDB fica completa com  as apresentações de  B Fachada e Benjamim, Primeira Dama, Odete, e muitos outros na primeira Noite Xita do ano, dia 25 de janeiro, a estreia nacional de Coucou Chloe e Shygirl, bastiões da emergente editora NUXXE, no dia 1 de fevereiro (primeira parte de Menino da Mãe), o guitarrista português Norberto Lobo (que se encontrará em reseidência artística a partir do dia 31 de janeiro), dia 2 de fevereiro, Moor Mother e os seus Irreversible Entanglements, dia 5 de fevereiro, Jasmim em jeito de lançamento do disco Culto da Brisa, dia 8 de fevereiro, o regresso dos Wrekmeister Harmonies, dia 14 de fevereiro, João Pais Filipe para mais uma edição 'Bola de Cristal', dia 15 de fevereiro, Noite Príncipe com DJ Marfox, DJ Nervoso, DJ Maboku, Blacksea Não Maya e BLEID, dia 23 de fevereiro, Sallim em apresentação do mais recente disco A ver o que acontece, dia 28 de fevereiro, a estreia em nome próprio de Frankie Cosmos em Portugal, com Ian Sweet na primeira parte (dia 14 de abril), e ainda a apresentação do portentoso saxofonista Colin Stetson na Igreja St. George, dia 8 de abril.


0 comentários:

Enviar um comentário