sábado, 9 de março de 2019

Um Corpo Estranho editam Homem-Delírio a 22 de março


Dois anos após o lançamento de Pulso (2016), a dupla Setubalense composta por Pedro Franco e João Mota, Um Corpo Estranho, está de volta com disco novo em 2019. Homem Delírio é o nome desse novo trabalho, que chega às lojas a 22 de março, pelas mãos da Malafamado Records e com o apoio da Fundação GDA. 

Finalistas do Prémio José Afonso em 2015, escrevem em conjunto canções em português e têm vindo a compor para curtas metragens e peças de dança/ teatro físico. Este é o 3º disco de canções de Um Corpo Estranho, 6º no percurso total do duo, que conta já, também, com três bandas sonoras para os bailados, A velha Ampulheta, Qarib e A Almofada da Paula, este último baseado na obra da pintora Paula Rego


Neste novo registo o duo explora um universo mais introspectivo e intimista, apoiando-se numa poética inspirada no surrealismo e no teatro do absurdo, envolvendo os oito temas que o compõem em camadas ambientais mais densas que nos discos anteriores. Conta com a participação de Sérgio Mendes (produção e guitarra, elemento já frequente nos arranjos da banda), Celina da Piedade (acordeão) e Paulo Cavaco (piano) como músicos convidados. Rita Melo foi a artista plástica responsável pela parte visual de Homem Delírio, cujo universo muito próprio casou na perfeição com a sonoridade deste novo trabalho.

“O Estrangeiro”, primeiro single libertado pela dupla, já pode ser visto e ouvido nas plataformas digitais e contou com a realização de António Aleixo e produção da GARAGEM e Souza Fimes.



A apresentação ao vivo, marcada para dia 11 de Maio, no Teatro São João em Palmela, vai ao encontro deste contexto cénico em que a banda se baseou na composição, através de um espectáculo de dança/teatro físico com encenação e interpretação de Ricardo Mondim, bem como de Pedro Franco e João Mota, os elementos que compõem o duo.

0 comentários:

Enviar um comentário