quarta-feira, 8 de maio de 2019

Noite de Stoner no GrETUA

noite-stoner-gretua

Nascidos na capital lusitana, há já quase 10 anos, os The Quartet of Woah são um quarteto stoner que celebra a sua música pujante precisamente no dia 10 de maio às 22H, no GrETUA. Não farão a festa sozinhos. Os guerreiros Basalto acompanham-nos nessa data na demonstração do stoner português perante o público de Aveiro. 

Começando pelos lisboetas, tal como cronologicamente a coisa manda, os The Quartet of Woah formaram-se em 2010 e são compostos por Gonçalo Kotowicz (LunaSeaSane, Nicorette, Melange), Rui Guerra (Melange), Miguel Costa (Blasted Mechanism, LunaSeaSane, Zorg) e André Gonçalves (Philharmonic Weed). Mário Lopes, jornalista do Público, já os descreveu como “blues rock numa fusão nuclear”, numa alusão aos diferentes backgrounds musicais dos membros do quarteto lisboeta.


A vontade que aparentam ter de colorir com psicadelismo o stoner e o hard rock é notória em Ultrabomb, álbum de estreia que editaram em 2012 e lhes valou vários circuitos de concertos. Há 2 anos atrás editaram um álbum homónimo que descreveram como “uma ode ao caminho, uma viagem pelo interior. Uma análise ao passado, vista do futuro. Um retrato da imortalidade como meta inatingível. Uma porta para o desconhecido. Uma melancólica introspeção rumo à catarse final. É a desconstrução em espiral duma parafernália cacofónica”. Para avaliar a precisão da descrição, o GrETUA lança o convite à noite de 10 de maio.



Vindos de Viseu, os Basalto são um trio formado por António Baptista na guitarra, Nuno Mendonça no baixo e João Lugatte (Amaterazu, The Black Wizards) na bateria, e que ao contrário dos The Quartet of Woah, não utiliza a voz como instrumento. A energia não se perde por aí. Pelo contrário. O vigor do stoner e do metal dos Basalto sente-se em qualquer caixa negra em condições para os receber.

Os bilhetes custam 5 euros, à porta, mas podem ser reservados, com um preço de 4 euros aqui: bit.ly/quartetwoah

0 comentários:

Enviar um comentário