quarta-feira, 1 de maio de 2019

Refectori apresenta-nos a sua eletrónica de ambiências experimentais


Refectori, o projeto que começou a partir da gravação dos sons quotidianos com recurso a um gravador Zoom H5, corporizou-se em 2014, ano em que Xavier Longàs edita o seu primeiro trabalho de estúdio, Carreus, onde os sons anteriormente gravados são manipulados e explorados até criarem uma composição musicalmente harmónica. É, então, através da transformação física dos elementos orgânicos que, cinco anos depois, o novo disco de Refectori - Esplendi - é criado. Ao conjugar texturas amplas de ruído com paisagens oprimidas e sintetizadores ora controlados ora completamente soltos, Refectori convida o ouvinte a navegar por entre os limites das camadas de som.

Espleni vem dar sucessão à cassete Now There's Only Light Inside My Eyes Compilation (Conjuntø Vacíø, 2018) e encontra-se fragmentado através de nove composições. Com um início a explorar melodias imersivas e alguns territórios da eletrónica obscura, Refectori volta a pairar sobre a temática da união entre o corpo e a matéria prima, que até então tinha explorado anteriormente em Natura Morta (Bestiarie, 2015). Ao longo do disco, as experimentações sonoras e os ruídos explorativos são justapostos num diálogo constante, do qual se vão, lentamente, separando. Um exercício auditivo altamente abrangente a ouvir na íntegra, abaixo.

Espleni foi editado no passado dia 5 de abril, em vinil, pelo selo espanhol Hedonic Reversal. Podem comprar o disco aqui.


1 comentário:

  1. muito bom som, muito bom live e um gajo porreiro tambem.. ha que estar atento a este gajo. m

    ResponderEliminar