sexta-feira, 19 de julho de 2019

Holly Herndon e Lubomyr Melnyk na rentrée da Culturgest



A programação da nova temporada da Culturgest arranca a 17 de setembro com o já anunciado concerto de Gabriel Ferrandini, para apresentar o álbum de estreia do baterista em nome próprio, Volúpias, na companhia de Alexander von Schlippenbach. A fundação propõe ainda um programa rico em teatro, dança, performance, conferências, exposições, cinema, programação para escolas e famílias e claro, muita música.  

Em outubro, o pianista ucraniano Lubomyr Melnyk, conhecido pela técnica que o próprio cunhou de "música contínua", apresenta ao vivo, no dia 2, o mais recente álbum Fallen Trees, lançado no final de 2018 pela Erased Tapes. No dia 31, o quarteto de jazz composto por Rodrigo Amado (saxofone tenor), Joe Mcphee (trompete, saxofone soprano), Kent Kessler (contrabaixo) e Chris Corsano (bateria) sobe ao palco do Grande Auditório.  

A produtora norte-americana Holly Herndon, que lançou o soberbo PROTO em maio, vem à Culturgest, a 14 de novembro, para a primeira apresentação do disco em Portugal. O sucessor do excelente Platform (2015), que catapultou a americana para os patamares da mais respeitada e desafiante produção contemporânea, vê a música e compositora explorar novas técnicas e filosofias, conciliando inteligência natural e artificial de um modo tão surreal quanto belo e inspirador.

A 10 de dezembro há um filme-concerto - Híbridos, Os Espíritos do Brasil, com edição vídeo em tempo real dos realizadores Vincent Moon e Priscilla Telmon e música, também ao vivo, do produtor libanês Rabih Beani (eletrónica) e do português Tiago Miranda (efeitos e percussão).

Por fim, a 20 de dezembro, há celebração natalícia com o regresso ao Grande Auditório do trio Montanhas Azuis (Norberto Lobo, Marco Franco e Bruno Pernadas), fechando um ciclo iniciado pelos próprios no primeiro concerto de 2019 da Culturgest.

Os bilhetes estão à venda a partir de hoje.


0 comentários:

Enviar um comentário