domingo, 20 de outubro de 2019

"Wallace" é o nova viagem lisérgica de Paes


Paes, artista do Recife agora radicado em São Paulo, editou no início do mês um novo trabalho de nome Wallace. O sucessor de Mundo Moderno (2018) é a personificação de todas as reflexões sobre a contemporaneidade presentes no mundo moderno. 

Paes é Wallace, Wallace é Paes. Um alter-ego que dá nome a um disco. É assim que Wallace chega, como uma viagem lisérgica e melancólica, mas rosa, azul, mergulhada em lembranças de infância, questionamentos sem fim, e um coração, por vezes, apaixonado. O “eu lírico” do álbum anterior agora tem um nome, uma personalidade, um jeito de se vestir e de se comportar. Ele é o reflexo do seu meio. Ele é o resultado das relações modernas.


Wallace foi editado nos formatos digital e K7, fabricada e distribuída pelo selo próprio Abismmo. A produção musical ficou a cargo de Benke Ferraz (Boogarins/Giovani Cidreira/Laure Briard/Bule), que também gravou as guitarras, beats e participará como músico da banda na tour de lançamento. O EP foi gravado em apenas dois dias, numa residência artística que Paes e Benke fizeram no Glândula Lab, em Gravatá, Pernambuco. 

A capa do disco é um desenho do Wallace feito pela artista visual Marcela Dias.


Wallace pode ser ouvido na sua totalidade aqui em baixo.

0 comentários:

Enviar um comentário