quarta-feira, 18 de dezembro de 2019

À fartazana: A Última Ceia em Aveiro

a-fartazana-a-ultima-ceia-em-aveiro

No próximo Sábado, 21 de Dezembro, o GrETUA põe termo à programação de 2019 com uma noite recheada de música e de motivos para celebrar. A poucos dias do Natal, o Grupo Experimental de Teatro da Universidade de Aveiro termina o presente semestre com concertos de Unsafe Space Garden, Siricaia e African Star Trekker, num cardápio pré-natalício que já é tradição para os lados da Universidade de Aveiro.



Numa travessia assumidamente pop, os Unsafe Space Garden trazem Bubble Burst, EP de estreia com o qual têm plantado as suas sementes por vários palcos nacionais - com destaque para o Festival Impulso e o Rodellus - fazendo brotar um jardim a cada concerto onde a música não é elemento isolado. Com uma criatividade que lhes desenha um universo bastante próprio, os USG brincam com as canções de humor ácido e com arranjos secos envoltos numa certa teatralidade, mesmo que mantenham o engenho de uma típica fórmula de canção. Uma banda que combina na perfeição com a oferta binária entre Teatro e Música com o GrETUA presenteia a população da cidade dos canais


Num pretexto que dispensa apresentações - e depois de meses a rodar o país de Norte a Sul - os Siricaia apresentam-se pela 1ª vez numa casa que conhecem de ginja e que desespera por decorar as canções do mais recente projecto de Victor Hugo e Susie Filipe. Meses depois de iniciarem esta nova aventura, a dupla integrante dos Moonshiners prepara-se para lançar Família Fandango, disco de estreia onde o universo cinematográfico funde-se com a diáspora nacional que nos lembra um “Tarantino à Portuguesa”, num paralelo com a realidade country a que a dupla sempre nos habituou, com a companhia de elementos tradicionais que dão uma bela combinação de Natal. E numa cidade que não fica indiferente a ninguém a nível da oferta cultural, os Siricaia estão predestinados a ser os embaixadores de estrada de uma "movida" local que deve muito ao GrETUA, embora o GrETUA (e a cidade) também deva muito à dupla fandangueira. As contas acertam-se a 21 de Dezembro, como quem diz n’A Noite em que Maria perdeu a virgindade”.


Das raízes tradicionais aos ritmos calorosos, a diversidade musical segue noite dentro com African Star Trekker. Natural de Angola, o DJ tem percorrido o mundo à boleia da melhor selecção de timbres africanos, cuja diáspora resgata que nem respiração boca a boca a partir da cabine. Do Funk ao Afrobeat, a roupagem mestiça tem-lhe aberto várias portas e janelas um pouco por todo o mundo, com a mais recente tournée a render-lhe visitas a Espanha, França, Bélgica e com uma visita a Hong Kong marcada para o final do ano.


Não sem antes marcar presença no GrETUA, espaço fixo nas traseiras de um Estabelecimento Prisional onde nunca se respirou tanta liberdade. Os bilhetes custam 5€ com reserva e 7€ à porta. + info aqui

0 comentários:

Publicar um comentário