segunda-feira, 6 de janeiro de 2020

Rod Krieger apresenta inéditos e clássicos no Sabotage Club a 16 de janeiro

© Marina Abadjieff
Rod Krieger é um músico brasileiro que atualmente se encontra a viver no nosso país, em Lisboa, desde 2019. E foi na capital que o multi-instrumentista finalizou o seu primeiro disco a solo, A Elasticidade do Tempo, a ser editado em março de 2020, disco esse que começou a ser gravado no Brasil após o fim da banda brasileira Cachorro Grande, da qual foi baixista durante 15 anos.

Depois de ficarmos a conhecer no ano passado os singles “Todos Gostamos de Você” e "Louvado Seja Deus", que farão parte de A Elasticidade do Tempo, Krieger vai apostar numa canção instrumental, com guitarra, baixo, bateria e sitar, mostrando uma outra faceta do artista, que antes "brincou" com timbres eletrónicos. Falamos do single "Raio", que estará disponível nas plataformas streaming na próxima terça-feira, dia 14 de janeiro e fará parte do setlist do artista na East Side Radio, no dia do lançamento, a partir das 14h.

Depois de realizar dois ensaios abertos na Fábrica Braço de Prata em Novembro, Krieger tem vindo a aprimorar os arranjos das músicas com os The Telepathic Owls, duo formado por Halisson P. no baixo e Mick Maciel na bateria. O primeiro concerto do artista em 2020 será no Sabotage Club, Lisboa, no dia 16 de janeiro e contará com um repertório que vai resgatar sua história como músico que começou no Brasil há mais de 20 anos. Além de apresentar quatro canções do disco inédito, terá ainda versões das suas duas antigas bandas, Os Efervescentes e Cachorro Grande, e uma homenagem ao Júpiter Maçã, um dos mais importantes artistas da música brasileira psicadélica e amigo de Rod, que faleceu em 2015. O seu concerto será a abertura para a atuação dos Summer of Hate, projeto nortenho de pop experimental liderado por João Martins

0 comentários:

Enviar um comentário