sábado, 22 de fevereiro de 2020

"Canções de Devoção" - Tindersticks | Aula Magna | 18.02.2020



Passados quase vinte cinco anos, a Aula Magna voltou a receber, na passada noite de terça-feira, os britânicos Tindersticks, que uma vez mais esgotaram a lotação da sala com semanas de antecedência. A expectativa era grande e desta vez o mote foi a promoção do 11º disco de originais, saído no final de ano passado, intitulado No Treasure But Hope, servindo este trabalho de base ao alinhamento do espectáculo. Esta atual formação além de Stuart Staples, David Boulter, Neil Fraser (membros originais) e dos já perfeitamente integrados Dan McKinna e Earl Harvin (baterista também dos The The) conta também com um novo membro de nome Stanley Staples na guitarra acústica, filho do frontman da banda.

Passavam alguns minutos da hora marcada, quando uma ovação de boas vindas se fez ouvir, tendo então os músicos tomado os seus lugares e arrancado para quase duas horas, de um espectáculo sóbrio e intimista, que deixou todos os presentes quase no mais profundo silêncio. O primeiro tema da noite a ser tocado foi "Running Wild " de Waiting For The Moon, disco um pouco esquecido e que colocou um fim à chamada primeira vida dos Tindersticks, salteando depois o set pela já longa discografia do grupo mas deixando, curiosamente de fora o segundo álbum, do qual fazem parte temas como "No More Affairs", "Tiny Tears" ou "Sleepy Song". A partir daí foi o embalar nas subtilezas dos arranjos e na melancolia que já são uma marca.

No Treasure But Hope, como já foi mencionado foi apresentado quase na sua totalidade com exceção exatamente do tema titulo, houve direito ainda a incursões por Something's Rain com o belíssimo "Medicine" (aqui com uma guitarra planante a lembrar muito Vini Reilly e os seus Durutti Column), "Show Me Everything" e "A Night So Still" (já no encore), uma revisitação igualmente surpreendente para "Black Night" (clássico obscuro dos anos 60 de Bob Lind) e temas mais antigos como "Her", do primeiro disco de 1993 ou "Another Night In" de Curtains, aqui com os habituais arranjos de cordas a serem substituídos pela guitarra de Neil Fraser



Outra das surpresas da noite foi "Willow" da recente banda sonora do filme "High Life" de Claire Denis, mas não será mentira se for dito que o tema que gerou maior aplausos na noite acabou por ser  "Jism", com mais um trabalho de guitarra de Neil Fraser sobre o magnifico jogo de mãos de David Boutler no piano elétrico, tema este que tem entrado e saído do alinhamento dos espetáculos, mas que Lisboa teve a sorte de escutar. Ainda quanto ao novo trabalho destaque para canções como "Trees Fall" em que Staples parece fazer um jogo com as palavras lançando-as para o ar de uma forma contida, "For The Beauty", assente em voz e piano e a surpreendente luminosa "Pinky in The Daylight" em que os Tindersticks resolvem fugir de uma vez por todas aos clichés a que por vezes são associados de alguma negritude ou de serem uma banda um pouco "cinzenta"  criando aqui um novo "clássico".

No meio de tantas possibilidades, no que respeita ao leque de canções possíveis de interpretar, ficaram ainda por escutar tantas outras, tendo certamente cada membro da assistência as suas próprias escolhas.

As expectativas depositadas na noite da passada terça-feira não acabaram por ser, de maneira alguma, defraudadas. A falta daquele "nervo inicial" que se perde talvez um pouco com o passar dos anos acabou por ser compensada com os meticulosos arranjos e o sempre charme que estas canções carregam. Depois de uma nova ovação final em pé, as pessoas saíram da sala rendidas e com a certeza de terem assistido a mais uma excelente noite de música.

Setlist:

Intro: A Street Walker's Carol 
Running Wild   
The Amputees 
Second Chance Man
How He Entered
Medicine 
Black Night  
Trees Fall
Pinky In the Daylight 
Her 
Carousel 
Willow 
See My Girls 
The Old Man's Gait 
Tough Love 
Another Night In 
Show Me Everything 
Jism
For The Beauty 

Encore:

A Night So Still 
Take care In Your Dreams



Texto: Filipe Afonso
Fotografia: Virgílio Santos

0 comentários:

Enviar um comentário