domingo, 16 de fevereiro de 2020

Esta semana: Big Thief regressam a Portugal para dois concertos



Os Big Thief regressam a Portugal esta semana para dois concertos. O Lisboa Ao Vivo e o Hard Club, no Porto, recebem a banda de Adrianne Lenker, que vem apresentar não um, mas dois novos discos lançados em 2019 – os magníficos U.F.O.F e Two Hands que marcaram a estreia dos americanos pela editora britânica 4AD.

Adrianne Lenker, Buck Meek, Max Oleartchik e James Krivchenia formam o núcleo duro da banda natural de Brooklyn, que deu os primeiros passos em 2016 com o lançamento do precioso álbum de estreia Masterpiece, trabalho inspirado que colocou o carisma de Lenker – cantora, compositora e cérebro máximo do grupo – no centro de uma obra apaixonante. O mais aclamado Capacity seguiu-se um ano depois, e trouxe o conjunto de canções mais coeso do grupo até à data, mas foi com o lançamento de U.F.O.F, em 2019, que o grupo atingiu maior reconhecimento global. O legado do grupo enquanto nomes maiores do cancioneiro independente de hoje consolidou-se uns meses depois com o mais recente Two Hands, disco gravado inteiramente ao vivo e praticamente sem overdubs e que apresenta, por isso, uma abordagem mais crua e direta à canção folk dos americanos.

Os concertos, que marcam as primeiras atuações do grupo em Portugal em nome próprio, acontecem nos dias 17 e 18 de fevereiro, primeiro no Lisboa ao Vivo e depois no Hard Club. Os bilhetes para ambos os eventos ainda se encontram disponíveis nos locais habituais e possuem o custo único de 20 euros, sendo que 1 euro desse valor reverte a favor da Hangarmusik e o seu programa de orquestra musical para crianças em situação de emergência e alojamento comunitário para refugiados. 




0 comentários:

Enviar um comentário