quinta-feira, 20 de fevereiro de 2020

Jardim Encantado à beira Tejo


O mundo invisível dos Beautify Junkyards deixou de o ser há muito. 

O menu de degustação da noite de 14 de fevereiro foi servido com folk, pincelado de psicadelismo e laivos de eletrónica, num cenário de paisagens deslumbrantes de um jardim encantado, próximo dos idealizados pelo comum dos mortais que deseja uma segunda vida no Éden.

Do cardápio discográfico ouvimos, nesta noite, algumas versões que nos tocam o coração, com especial destaque para a de Zeca Afonso “Que Amor Não Me Engana”, acompanhada com projeção de imagens das vivências de um país que se libertou de 40 de ditadura e a de Tim Buckley “Song To The Siren”.



Toda esta atmosfera recriada no pequeno Auditório do CCB foi ainda enriquecida com a sensual presença de Nina Miranda (Smoke City) que nos trouxe o tropicalismo com o seu “Underwater Love”, entre outros temas. Rita Vian (voz e sintetizadores), João Branco Kyron (voz e sintetizadores) António Watts (batidas), João Pedro Moreira (guitarras), Sergue Ra (baixo) e Helena Espvall (violoncelo e guitarra) constituem o sexteto que nos ofereceram de bandeja o mundo oculto das fadas, dos druidas e das poções mágicas na floresta encantada dos Beautify Junkyards.



Texto, fotografia e vídeo: Virgílio Santos

0 comentários:

Enviar um comentário