segunda-feira, 17 de fevereiro de 2020

Vladislav Delay estreia nova formação esta semana em Lisboa e Braga


Figura notável da música eletrónica das últimas décadas, Sasu Ripatti regressa esta semana aos palcos para apresentar novo álbum sob uma nova formação em quinteto.

Músico e produtor nascido na Finlândia, Ripatti estreou-se em 1999 com o EP The King of Blue na sua própria editora, a Humme Recordings. Na viragem do milénio, editou vários álbuns sob diferentes pseudónimos, sendo Vlasdislav Delay o mais conhecido. Ao lado da companheira AGF, que passou pela galeria INL do gnration, em 2018, com a instalação audiovisual Language Hack, viria a editar dois discos, Explode (2005) e Symptons (2009). Enquanto baterista e percussionista, figurou no trio de Moritz von Oswald, junto com Max Loderbauer, entre 2009 e 2015, dando depois lugar ao nigeriano Tony Allen. A meio da sua passagem pelo trio, com quem editou dois álbuns e um disco ao vivo, formaria o seu próprio quarteto com quem lançou um único disco, homónimo, editado em 2011 na Honest Jon’s de Damon Albarn.

Em Vladislav Delay Quartet juntou a eletrónica do saudoso músico Mika Vainio, metade inseparável dos Pan Sonic, o saxofone e clarinete do argentino Lucio Capece e o contrabaixo do canadiano Derek Shirley. Agora, regressa ao ensemble com parte dessa formação e com novos elementos. A Ripatti, na percussão e eletrónica, Capece, no saxofone e Shirley, no contrabaixo, juntam-se Max Loderbauer, no sintetizador Buchla, e Maria Bertel, no trombone.

Em coprodução com o Teatro do Bairro Alto, os cincos músicos desenvolveram nova música em contexto de residência artística, material esse que apresentam agora na estreia de Vladislav Delay Quintet. A proposta distancia-se da abordagem industrial do anterior quarteto, procurando uma sonoridade mais melódica, onde combinam as faces melódicas do jazz com bases eletrónicas abstratas, ainda que com alguma forma de groove.

Vladislav Delay Quintet apresentam-se em estreia mundial esta quinta-feira no Teatro do Bairro Alto, em Lisboa, e no dia seguinte no gnration, em Braga.

0 comentários:

Enviar um comentário